Cristópolis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Cristópolis (Bahia))
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre Cristópolis (Bahia). Para outros significados, veja Cristópolis (desambiguação).
Município de Cristópolis
"Cidade de Cristo"
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Aniversário 19 de julho
Fundação 19 de julho de 1962 (55 anos)
Emancipação 19 de julho de 1962 (55 anos)
Gentílico cristopolense
Padroeiro(a) Nossa Senhora de Fátima
CEP 47.950-000
Prefeito(a) Gilson Nascimento de Souza (PSD)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Cristópolis
Localização de Cristópolis na Bahia
Cristópolis está localizado em: Brasil
Cristópolis
Localização de Cristópolis no Brasil
12° 14' 02" S 44° 25' 15" O12° 14' 02" S 44° 25' 15" O
Unidade federativa Bahia Bahia
Mesorregião Extremo Oeste Baiano IBGE/2008[1]
Microrregião Cotegipe IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Angical, Baianópolis, Catolândia, Cotegipe, Wanderley (Bahia), Brejolândia e Tabocas do Brejo Velho
Distância até a capital 809 km
Características geográficas
Área 1 052 837 km² https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ba/cristopolis/panorama
População 14 403 hab. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ba/cristopolis/panorama
Densidade 0,01 hab./km²
Altitude 698 m
Clima Tropical Aw[2]
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,614 médio https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ba/cristopolis/panorama
PIB R$ 113,418 mil ftp://ftp.ibge.gov.br/Pib_Municipios/2015/base/base_de_dados_2010_2015_xls.zip
PIB per capita R$ 7 930,19 IBGE/2015[3]
Página oficial
Prefeitura http://www.cristopolis.ba.io.org.br/
Câmara http://cmcristopolis.ba.gov.br/

Cristópolis é um município brasileiro do estado da Bahia, situado na Mesorregião do Extremo Oeste Baiano e na Microrregião de Cotegipe.

O município compõe a nova fronteira agrícola denominada MATOPIBA (acrônimo formado com as iniciais dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia), extensão geográfica que recobre parcialmente os territórios dos quatro estados mencionados e que se destaca pela produção agropecuária.

A vegetação predominante do município é o Cerrado. O clima da região registra temperaturas que oscilam entre 17°C, nas estações mais frias, e 32°C nas estações mais quentes.

De acordo com o último censo populacional realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, em 2010, o município possuia uma população total de 13 280 habitantes, dos quais 3 133 são moradores da área urbana e 10 147 vivem na área rural.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral - TSE existem atualmente 12 035 eleitores (dados de junho de 2016).

O nome da cidade de Cristópolis, cuja  origem  se  prende a fé cristã, é uma homenagem a Cristo (Cristo + pólis = cidade de Cristo). A padroeira da cidade é Nossa Senhora de Fátima, sendo comemorado, todo dia 13 de maio, a Festa da Padroeira na Igreja Matriz.

Cristópolis fica a cerca de 68 km de Barreiras, esta conhecida como a Capital do oeste baiano, e a 784 km de Salvador, capital do estado da Bahia.

O aeroporto mais próximo fica em Barreiras, a cerca de 84 km de distância. O Aeroporto de Barreiras dispõe de voos das companhias aéreas Passaredo, Trip, Azul e Gol para Salvador, Vitória da Conquista, Brasília, Belo Horizonte e Ribeirão Preto. O Porto de Salvador, importante rota para escoamento da produção agrícola do oeste baiano, fica a cerca de 796 km.

O município de Cristópolis possui CEP único, qual seja, 47.950-000. Os telefones do município usam o código de discagem direta a distância (DDD) 77.

História[editar | editar código-fonte]

Originalmente toda a região do Extremo Oeste Baiano, denominada Comarca do Rio de São Francisco, pertencia ao Estado de Pernambuco até o ano de 1824, onde está localizada a cidade de Cristópolis, pertenceu ao município de Cotegipe (Campo Largo) até 1890, em 1891 este território emancipou Angical e mais tarde emancipou Barreiras, e em 25 de Julho de 1962 foi criado o município de Cristópolis.

A região oeste Baiano na margem esquerda do Rio São Francisco pertenceu ao Pernambuco até meados de 1824. D. Pedro I a desligou do território pernambucano como punição pelo movimento separatista conhecido como Confederação do  Equador

A então Comarca do Rio de São Francisco foi o último território desmembrado de Pernambuco, impondo àquele estado uma grande redução da extensão territorial, de 250 mil km² para os 98.311 km² atuais. Após três anos foi cedida ao Estado de Minas Gerais e três anos depois a região foi anexada ao Estado da Bahia em 1827. 

O povoamento do território deu-se no início no século XIX, por aventureiros à procura de ouro e pedras preciosas. Fixando-se no local, construíram residências e instalaram fazenda de gado, atraindo novos colonos que aí se estabeleceram e formaram o povoado Buritizinho, elevado à vila/distrito em 1953.

À época, o distrito criado com a denominação de Buritizinho pela Lei estadual nº 628, de 30 de dezembro de 1953, era subordinado ao município de Angical.

Pela Lei estadual nº 1.733 de 19 julho de 1962 o distrito de Buritizinho foi desmembrado do município de Angical e elevado à categoria de município com a denominação de Cristópolis, contando, pois, hoje com 55 anos de emancipação.

Em 19 de julho de 1962 outros 9 (nove) municípios foram emancipados juntamente com Cristópolis, são eles: Riachão das Neves, Canápolis, Wenceslau Guimarães,  Boa Vista do Tupim, Mascote, Abaré, Teolândia, Ipecaetá, Itaju do Colônia.

A Lei estadual nº 13.558, de 10 de maio de 2016, atualizou, com base na Lei nº 12.057, de 11 de janeiro de 2011, os limites dos Municípios de Angical, Baianópolis, Barreiras, Buritirama, Catolândia, Cotegipe, Cristópolis, Formosa do Rio Preto, Luís Eduardo Magalhães, Mansidão, Riachão das Neves, Santa Rita de Cássia, São Desidério e Wanderley.

Noutro mote, destaca-se também o Projeto de Decreto Legislativo 355/11, do Deputado Federal Oziel Oliveira (PDT-BA), visando a divisão do Estado da Bahia e a criação do Estado do Rio São Francisco (proposta de unidade federativa), que seria formado por 35 municípios do oeste baiano.

Geografia (relevo, clima, hidrografia e vegetação)[editar | editar código-fonte]

Nascer do sol em Cristópolis

O município de Cristópolis possui extensão territorial de 1.043 Km², com coordenadas GPS 12°12′36″S e 44°24′59″W de latitude e longitude, em uma elevação de 767.00 metros acima do nível do mar (SRTM3).

O clima é tropical sazonal e vegetação típica de Cerrado. O município destaca-se pelo clima quente durante o dia e ameno a noite. Tem estação chuvosa durante o período dos meses de novembro a março e o restante dos meses em estação seca. Durante o meses de julho e agosto tem predominância de noites mais frias, chegando a temperaturas em torno de 17ºC durante a madrugada.

O município de Cristópolis, segundo a Climate-Data.org, possui uma altitude de 693m, com média anual de pluviosidade de 1024 mm, e temperatura média de 23.4 ºC, condições climáticas favoráveis ao desenvolvimento da agricultura e de pastagens para a criação de gado bovino.

A pluviosidade (quantidade de chuva) de Cristópolis são iguais ou superiores aos municípios vizinhos de Luís Eduardo Magalhães, São Desidério, Barreiras, Formosa do Rio Preto, Correntina, Riachão das Neves etc..

O município de Cristópolis também possui uma topografia plana, com extensas áreas de terras com grande potencial para o cultivo de grãos, utilizando-se de água subterrânea na irrigação (vide Aquífero Urucuia), e pecuária de corte.

O município de Cristópolis situa-se em uma região privilegiada, centralizada e de fácil acesso. Tem toda a sua extensão cortada pela BR-242 ou Rodovia Milton Santos, ligando a região do extremo oeste baiano até a capital Salvador e aos principais portos do Estado da Bahia e de todo a Região Nordeste do Brasil, quais sejam: Porto de Salvador, Porto de Aratu e Porto de Juazeiro. Além de estar próximo ao Aeroporto de Barreiras, apenas 84,5 km de distância.

Cristópolis possui os seguintes setores municipais: Centro; Cantinho; Água Doce; Sítio do Hermenegildo; Lagoa do Oscar; Mata do Cedro; Limoeiro; Aroeira; Baixa do Simplício; Baraúna; Boa Sorte; Cabeceira de São João; Caititu; Caroá; Energia Solar; Fazenda Posse de Galdino; Loteamento São Francisco; Marrecas; Mata do Meio; Mata Velha; Poço Novo; Vaquejada; Vereda Alegre; Santa Rosa; Cabeceirinha; Canabravinha; Gameleira; Nova Cerquinha; São Basílio; Vereda Alegre; e Vereda D'água.

Curiosamente a Floresta Nacional de Cristópolis está localizada no município vizinho de Baianópolis. Inserida no bioma Cerrado, a Floresta nacional (Flona) visa garantir o uso múltiplo sustentável dos recursos florestais e a pesquisa científica, com ênfase em métodos para exploração sustentável de florestas nativas.

Vista panorâmica de Cristópolis

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia do município de Cristópolis é baseada na agricultura familiar de subsistência, tendo como principais culturas o alho - principal cultura da região -, milho, feijão, cana-de-açúcar, cebola, mandioca, capim, eucalipto e criação de gado bovino.

Foi o primeiro município do país a plantar alho livre de vírus, e ostenta o título de 4º (quarto) maior produtor de alho do Estado da Bahia.

O município de Cristópolis também é um grande produtor de cachaça. Segundo o IBGE, são 186 estabelecimentos que trabalham com a cana-de-açúcar, matéria-prima para a fabricação da cachaça.

Além da agropecuária em desenvolvimento, a cidade conta com um razoável setor de serviços (hotel, pousada, mercados, restaurantes, panificadoras, lanchonetes, postos de combustíveis, oficinas mecânicas, distribuidoras de água mineral e botijão de gás, academias de musculação, drogarias, lojas de móveis e eletrodomésticos, de roupas e calçados, de materiais de construção, madeireiras, vidraçarias etc.).

Potencial Econômico

A região possui vocação para a pecuária, isto porque, a oferta de terra mais barata é uma das vantagens atraentes para o crescimento da atividade, além de estar próxima a regiões produtoras de grãos (São Desidério, Luís Eduardo Magalhães, Barreiras, Correntina e Riachão das Neves).

E a integração lavoura-pecuária é uma nova atividade agrícola que deixou de ser secundária. Com este desenvolvimento, o Brasil poderá atender a demanda mundial à frente de competidores internacionais, como os Estados Unidos e a Europa, justamente por haver áreas a serem exploradas.

Outro fator relevante é que o Estado da Bahia está fora da Amazônia Legal, cujo percentual de reserva legal chega a 80% de mata nativa, enquanto que na Bahia, as fatias são de 20% do imóvel para delimitação da reserva legal.

Outra característica especial da região é o clima, onde há um período de seis meses de seca e outros seis meses de chuva. Assim, durante o período da seca a suplementação tem um custo mais barato porque os grãos são produzidos em regiões próximas. Seguramente, este fator atrairá projetos de grandes confinamentos de bovinos.

Ainda há outra vantagem no período da seca, qual seja: o tempo para produzir alimentos e preparar a pastagem que hoje é formada por Capim-mombaça, Andropogon e Brachiaria. Adotando-se a tecnologia do sistema de pastagem rotacionado que permite a lotação de 1,5 unidade animal por hectare, pode-se aumentar ainda mais as condições do rebanho e das pastagens.

Política[editar | editar código-fonte]

A família Sá-Teles elegeu três prefeitos no oeste baiano, Gilson da Farmácia em Cristópolis, Márcia Sá-Teles em Cotegipe e Fernanda Sá-Teles em Wanderley.

Em Cristópolis, Gilson da Farmácia do PSD, que é esposo de Márcia Sá-Teles, foi eleito prefeito com 5.183 votos, mais de 445 votos a frente do segundo colocado na eleição local.

Em Cotegipe, a prefeita eleita Márcia Sá-Teles do PP foi vitoriosa com 4.893 votos, contra 4.434 votos do segundo colocado.

Em Wanderley, Fernanda Sá-Teles - irmã de Márcia Sá-Teles, ambas filhas de Antônio Aldino de Sá-Teles (PTC), prefeito de Cotegipe entre 2005-2008 -, foi eleita com 4.412 votos, tornando-se a primeira prefeita de Wanderley.

Destacam-se ainda os políticos Jair Paiva de Miranda (PDT), prefeito de Cristópolis entre 1997 a 2004 (dois mandatos) e Antônio Xavier dos Santos (PP), prefeito de Cristópolis entre 2005 a 2010 (dois mandatos).

PODER EXECUTIVO (Prefeitura e Secretarias)

Prefeito e Vice-Prefeito (Legislatura 2017-2020):

  • Gilson Nascimento de Souza (Gilson da Farmácia) (PSD)
  • Ademir de Araújo Marques (Mizinho) (PHS)

Estrutura Administrativa

  • Gabinete do Prefeito
  • Secretaria Municipal de Administração e Planejamento
  • Secretaria Municipal Finanças
  • Secretaria Municipal de Saúde 
  • Secretaria Municipal de Assistência Social 
  • Secretária Municipal de Educação, Cultura, Esporte, Lazer e Turismo
  • Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos

PODER LEGISLATIVO (Câmara Municipal)

Vereadores (Legislatura 2017-2020):

  • Adaílio de Araújo Marques (PHS)
  • Adelar Brachmann (PP)
  • Edinaldo Costa de Araujo (PPS) Presidente
  • Jose Lopes de Menezes Filho (PP)
  • Marcos Eduardo Silva da Camara (PP)
  • Moisés dos Santos Custódio (PP)
  • Oscarino da Silva Vieira (PRB)
  • Sislei Araujo dos Santos de Miranda (PSD)
  • Zenildo Conegundes de Matos (PSC)

PODER JUDICIÁRIO (Fórum e Cartório Eleitoral)

A Comarca de Cristópolis foi desativada pela Resolução nº 08, de 11 de janeiro de 2012, do Tribunal Pleno do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (DJE nº 636 de 13/01/2012) e transferida para Barreiras, sendo, pois, .

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia, por meio da Resolução Administrativa nº 02/2015, de 08 de abril de 2015, realizou o rezoneamento de vários municípios, redistribuindo o eleitorado de Cristópolis para a 126ª Zona Eleitoral, com sede no município de Angical.

Serviços[editar | editar código-fonte]

No saneamento básico a cidade de Cristópolis é abastecida, desde 2017, com "água doce" pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa).

Na saúde pública o município possui o Hospital Municipal Antonio José de Araújo (HAJA), além de Posto de Medicamentos, sendo ainda atendido pelo Programa Mais Médicos.

Na educação pública o município oferece vagas para a educação infantil, ensino fundamental e ensino médio. Destaca-se ainda o Centro Cultural de Cristópolis onde funciona a Biblioteca Pública Municipal Professor Sílvio Alves de Oliveira.

No desporto tem-se a quadra e o ginásio de esportes, onde são promovidos os Jogos Escolares, além de praças públicas para a prática de caminhada. Há também academias de musculação, destacando-se ainda o Grupo de Capoeira Pallmares.

No transporte público tem-se o Terminal Rodoviário de Cristópolis, o qual é atendido pelas empresas de transporte de passageiros interestadual Guanabara, Rápido Federal, Real Expresso, Viação Novo Horizonte,Expresso São Luiz, Catedral, Emtram etc., tendo como principais destinos as capitais de Salvador-BA, Brasília-DF, Goiânia-GO, Aracaju-SE, Recife-PE, João Pessoa-PB, etc.. Tem-se ainda o transporte intermunicipal - em especial, a rota Barreiras-Ibotirama - feito por empresas de transporte coletivo (ônibus e vans). A prefeitura municipal de Cristópolis também oferece transporte escolar para os estudantes/universitários até a cidade de Barreiras, onde estão concentradas as universidades/faculdades públicas e privadas da região.

Na infraestrutura (engenharia e economia),Cristópolis destaca-se por ser uma região centralizada e cortada pela rodovia federal BR-242, principal via de escoamento da produção agrícola da região oeste baiana até o Porto de Salvador. Destacam-se também as rodovias estaduais que oferecem fácil acesso às cidades vizinhas, quais sejam: BA-430 (Cristópolis-Baianópolis), BA-449 (Cristópolis-Cotegipe), BA-466 (Cristópolis-Tabocas do Brejo Velho) e BA-839 (Cristópolis-Wanderley).

Na segurança pública o município é atendido pelo 10º Batalhão de Polícia Militar e por uma Delegacia de Polícia Civil.

Na prestação de serviços públicos destacam-se ainda os Cartórios Extrajudiciais, sendo ao todo três: o Cartório de Registro Civil de Pessoas Naturais, o Cartório de Registro de Imóveis, Títulos e Documentos (privatizado), e o Cartório do Tabelionato de Notas e Protestos.

No setor bancário a cidade conta com um posto avançado de atendimento do Bradesco, uma agência dos Correios e uma Casa Lotérica.

Nas telecomunicações os serviços de telefonia fixa e móvel, inclusive, de internet são prestados pela Oi e Vivo; outra opção é a internet via rádio. Quanto ao sinal aberto de TV tem-se o Canal 3 (TV Oeste - Globo) e o Canal 13 (TV Aratu - SBT); há ainda os canais de TV por assinatura (Sky, Oi TV, Vivo TV e Claro TV). Tem-se ainda uma rádio comunitária denominada São Vicente - 87,9 FM, com programação local e valorização dos artistas regionais.

Perfil socioeconômico do município de Cristópolis[editar | editar código-fonte]

Localizado no Território de Identidade Bacia do Rio Grande, o município de Cristópolis foi criado pela Lei Estadual nº 1.733 de 19/07/1962. Além de Cristópolis, Angical, Baianópolis, Barreiras, Buritirama, Catolândia, Cotegipe, Formosa do Rio Preto, Luís Eduardo Magalhães, Mansidão, Riachão das Neves, Santa Rita de Cássia, São Desidério e Wanderley, são os municípios que compõem o Território de Identidade Bacia do Rio Grande.

Cristópolis está localizado entre as coordenadas aproximadas de latitude - 12º14´01´´ e longitude 44º25´15´´, a uma altitude média de 688 m acima do nível do mar e caracteriza-se pelo clima subúmido a seco e úmido. Faz divisa com os municípios de Cotegipe, Wanderley, Tabocas do Brejo Velho, Baianópolis, Catolândia e Angical. Com uma área total de 1.052,8 km2, Cristópolis fica distante 791 Km de Salvador, capital do Estado da Bahia. As rodovias BA-449 e BR-242 são as principais rodovias de acesso ao município, que não possui aeroporto.

De acordo com Censo Demográfico 2010, Cristópolis possuía 13.280 habitantes. Sua densidade demográfica era de 12,73 hab/km2. Em relação à situação do domicílio, 3.133 habitantes residiam em áreas urbanas e 10.147 habitantes residiam em domicílios rurais, perfazendo um grau de urbanização de 23,6%. Na decomposição por gênero, a população era majoritariamente do sexo masculino, ou seja, em números absolutos eram 6.411 habitantes do gênero feminino e 6.869 do sexo masculino.

Para o ano de 2016, de acordo com estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o município de Cristópolis conta com uma população de 14.354 habitantes, apresentando um acréscimo de 8,1% em comparação ao ano de 2010.

Em relação ao crescimento, entre 1991 e 2000 a população do município não apresentou crescimento significativo médio ao ano, e no período 2000 a 2010 cresceu a uma taxa de 0,5% a.a. A população residente na área urbana cresceu a uma taxa de 6,1% a.a. no período de 1991 a 2000 e cresceu a uma taxa de 2,3% a.a. entre os anos de 2000 a 2010. Em relação à população residente na área rural registrou-se um decréscimo de 6,1% a.a. entre os anos de 1991 a 2000, e na década seguinte, de 2000 a 2010, houve uma queda de 0,6% a.a.

Observa-se que entre 1991 e 2010 a população de Cristópolis vem passando por um processo de envelhecimento caracterizado pela redução de 41,0% da proporção de pessoas de 0 a 14 anos na população total. Em contrapartida, tem apresentado crescimento em todos os demais estratos.

Em 2014 o Produto Interno Bruto (PIB) municipal foi estimado em R$ 88,9 milhões e o PIB per capita em R$ 6.245,86. De toda riqueza produzida no município, no ano de 2014, 53,3% era proveniente do setor de comércio e serviços. O setor industrial respondia por 8,1% do Valor Agregado Bruto (VAB), e o setor primário (agropecuária), foi responsável por 38,7% do VAB do município de Cristópolis.

As empresas registradas que funcionam no município, tem a seguinte distribuição por setores: 16 registros no setor de comércio, 5 registros no setor de serviços e não apresenta nenhuma empresa registrada no setor industrial. Em 2014, o rendimento médio do emprego formal (exclusos os valores relacionados às atividades informais) no município de Cristópolis, foi de R$ 1.165,83.

Em relação ao estoque de emprego formal, entre 2004 e 2014, Cristópolis teve um ganho de 106,6%. Enquanto que em 2004, o município contava com 274 postos de trabalho em estoque, no ano de 2014 havia um estoque de 566 postos, em que os maiores estoques de emprego formal pertenciam aos seguintes setores de atividade econômica: serviços (15), comércio (68) e administração pública (449).

Referente à produção agrícola de lavouras permanentes, no ano de 2015, Cristópolis não apresentou destaques em relação ao que foi produzido pelo território de identidade. Contudo, nas lavouras temporárias o município destacou-se no cultivo de alho (61,4% em relação ao total do TI) e cana-de-açúcar (25,1%).

Em relação ao nível educacional, Cristópolis tinha 30 estabelecimentos de ensino pré-escolar, 35 estabelecimentos de ensino fundamental e 1 estabelecimento de ensino médio. E as matrículas efetuadas no ano de 2014 para estes níveis escolares foram, respectivamente: 643, 2.268 e 617 alunos no ensino médio.

Como resultado da educação básica ofertada pelo município, à nota do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – anos iniciais), em 2015, foi 4,6, onde a meta estabelecida era de 4,1 para este nível educacional. Já para as séries finais (IDEB – Séries Finais) deste mesmo ano, a nota alcançada por Cristópolis foi 3,2, onde a meta estabelecida era de 4,0. Com relação a instituições de ensino superior, em 2014, o município de Cristópolis não contava com nenhuma instituição de ensino superior pública ou privada.

Na dimensão da saúde municipal, no ano de 2015, Cristópolis disponibilizava 5 médicos e 11 enfermeiros no Sistema Único de Saúde (SUS). E em relação ao contingente de equipes de saúde para a atenção básica do município, Cristópolis tinha 5 equipes do Programa de Saúde da Família (PSF). O município ainda disponibilizava 69 leitos para internação em hospitais públicos.

Para dados de mortalidade infantil, segundo o DATASUS, houve redução no número de casos, visto que em 2000, Cristópolis possuía um nível de mortalidade infantil de 25,9 mortos por mil nascidos vivos e em 2013 esse número caiu para 15,7 mortos a cada mil nascimentos.

Em termos das condições de habitação o município de Cristópolis, no ano de 2010, apresentou 24,4% dos domicílios com serviço de saneamento adequado (rede geral de esgoto e fossa séptica). Em relação à oferta de água por rede geral de distribuição, havia 77,1% dos domicílios atendidos por esse tipo de serviço público.

Na análise das vulnerabilidades municipais, entre os anos de 2000 e 2010, a proporção de pessoas abaixo da linha de extrema pobreza em Cristópolis, diminuiu de 38,6% para 30,5% da população total. São consideradas extremamente pobres as pessoas que obtiveram rendimento domiciliar per capita mensal inferior R$ 70,00 em 2010 e obedeciam aos critérios do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) que definem a extrema pobreza.

O índice de Gini mede desigualdade na distribuição de renda, em que o valor 0 (zero) indica total igualdade de renda e o valor 1 (um) total desigualdade de renda (uma pessoa detém toda renda e as demais pessoas do município não possui renda alguma). Houve, também, aumento da desigualdade social em termos de rendimento de 2000 a 2010, visto que o índice de Gini aumentou de 0,533 para 0,583.

Informações do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) indicam que o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) para o município de Cristópolis aumentou de 0,427 em 2000 para 0,614 em 2010. Vale ressaltar que o IDH é sintetizado por três dimensões do desenvolvimento humano: longevidade, educação e renda, sendo que quanto mais próximo de 1 (um) for o valor do IDH, maior será o nível de desenvolvimento da cidade. [4]

Feriados Municipais[editar | editar código-fonte]

São feriados municipais na cidade, segundo a Decreto nº 20 de 11/06/2016 que os fixa:

  • 13 de maio - Nossa Senhora de Fátima, Padroeira de Cristópolis;
  • 19 de julho - Aniversário de Emancipação Política de Cristópolis;
  • 20 de setembro - Dia do Evangélico;
  • 1º de outubro - Festa Religiosa de Santa Terezinha, Padroeira do povoado de Cantinho.

Festividades e eventos[editar | editar código-fonte]

A cidade tem a belíssima Igreja Matriz do Menino Deus e Nossa Senhora de Fátima (Paróquia Menino Deus), fundada em 1970 e localizada na Praça Monsenhor Francisco, atualmente sob a administração do Padre Daniel Luiz Pereira dos Santos, onde são realizadas as festividades religiosas da cidade, em especial, a festa em comemoração ao dia da Padroeira Nossa Senhora de Fátima, realizada todo dia 13 de maio, reunindo milhares de fiéis.

Além da Igreja Católica, na cidade também há varias Igrejas Protestantes, dentre elas: a Calvinista (Igreja Presbiteriana do Brasil), a Pentecostal (Assembleia de Deus e Igreja Pentecostal Deus É Amor) e a Neopentecostal (Igreja Mundial do Poder de Deus).

Aos domingos é realizada a feira livre no entorno da Praça Menino de Deus, no centro da cidade, atraindo os moradores da zona rural e movimentando o comércio da cidade.

No mês de julho tem-se a "Festa do Alho", maior festividade da cidade de Cristópolis, realizada para comemorar o seu aniversário, em 19 de julho, além de divulgar e fomentar a produção de alho na região.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. https://pt.climate-data.org/location/43259/
  3. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome IBGE_PIB
  4. (PDF) http://www.sei.ba.gov.br/site/resumos/notas/2909703_NOTA.pdf. Consultado em 14 de maio de 2018.  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.