Cristina Branco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Cristina Branco
CBwiki.jpg
Informação geral
Nascimento 28 de dezembro de 1972
Origem Almeirim
País Flag of Portugal.svg Portugal
Gênero(s) Fado World Jazz
Período em atividade 1997-
Gravadora(s) Locomotiva Azul
Página oficial Website Oficial

Cristina Branco é uma cantora portuguesa nascida em Almeirim (Ribatejo), a 28 de dezembro de 1972. A música tradicional Portuguesa e o fado são as suas principais raizes estéticas.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Inicia o seu percurso na Holanda, onde grava Cristina Branco in Holland (Live) (1997), álbum que tem bastante impacto naquele país. Nos anos seguintes, atua por toda a Europa e edita discos como Murmúrios (1998) e Post-Scriptum (2000), que leva Cristina a ser galardoada com dois Prix Choc, prémios da revista francesa Le Monde de La Musique.

Não obstante o sucesso fora de portas, é apenas no virar do milénio, com discos como Sensus (2003) e Ulisses (2005), que Cristina Branco começa a ser descoberta em Portugal.

Seguem-se Abril (2007), um álbum com versões de músicas de José Afonso, Kronos (2009) e Não há só Tangos em Paris (2011), o seu décimo álbum de estúdio, que conta com a colaboração com autores e compositores como Mário Laginha, Carlos Tê e Pedro da Silva Martins. O disco prenuncia uma fase de rejuvenescimento artístico que chegaria alguns anos mais tarde com Menina.

Considerado o Melhor Disco do Ano pela SPA, Menina (2016), é o primeiro capítulo de uma trilogia onde se incluem Branco (2018) e Eva (2020), discos em que Cristina Branco desenha colaborações inusitadas, que atravessam estilos, culturas e geografias e que resultam em novas interpretações da expressão musical tradicional do fado.

Eva, editado em Março de 2020, tem sido apresentado nos palcos portugueses e por todo o mundo, acumulando datas em países como Alemanha, Suíça, Itália, Bélgica, Holanda e França.

Em 2022 – ano em que celebra 25 anos de carreira – Cristina Branco lançou Amoras numa Tarde de Outono, novo álbum em colaboração com o pianista João Paulo Esteves da Silva, e que procura registar o trabalho que o duo vem desenvolvendo ao vivo nos últimos 20 anos.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título
1997 Cristina Branco In Holland
1998 Murmúrios
1999 Post-Scriptum
2001 Corpo Iluminado
2002 O Descobridor
2003 Sensus
2005 Ulisses
2006 Live
2007 Abril
2009 Kronos
2011 Não há só Tangos em Paris / Fado Tango
2013 Alegria
2016 Menina
2018 Branco
2020 Eva
2022 Amoras numa Tarde de Outono

Livro[editar | editar código-fonte]

Durante a carreira Cristina Branco um caminho muito próprio que resultou numa assiduidade entre aeroportos, estações de comboio, viagens de automóvel intermináveis, diferenças de temperatura constantes, camarins, hotéis e horas de espera. O efeito mais evidente destas particularidades da estrada aconteceu com o seu instrumento: a voz. Após pesquisar, Cristina iniciou um regime alcalino, sem pretensões, melhorando os seus hábitos de alimentação. Daqui surge a ideia para RoadCook, o primeiro livro de Cristina Branco: um conjunto de receitas práticas, rápidas e saudáveis a preparar em qualquer lugar.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]