Cristina Fernández Cubas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cristina Fernández Cubas
Nascimento 1945 (74 anos)
Arenys de Mar, Flag of Spain.svg Espanha
Prémios Prémio Setenil (2006)

Prémio Nacional de Narrativa (2016)

Género literário Romance, conto
Movimento literário Pós-modernismo

Cristina Fernández Cubas (Arenys de Mar, Barcelona, 1945) é uma escritora e jornalista espanhola, uma das mais destacadas cultivadoras do conto breve na literatura espanhola das décadas de 1990 e 2000.[1]

Biografia e carreira literária[editar | editar código-fonte]

Estudou Direito e Jornalismo em Barcelona. Casada com o escritor Carlos Trías Sagnier, desde muito jovem foi jornalista. Tem residido, entre outras cidades, no Cairo, Lima, Buenos Aires, Paris e Berlim.[1]

Publicou o seu primeiro volume de contos, Mi hermana Elba, em 1980, tendo-lhe seguido outros: Losaltillos de Brumal (1983), El ángulo del horror (1990), Con Ághata en Estambul (1994), Parientes pobres del diabo (2006, Prêmio Setenil do mesmo ano).[2] Em 2009, a sua seu recompilação Todos los cuentos recebeu os prémios Cidade de Barcelona, Salambó, Qwerty e Tormenta, entre outros.[3]

É também autora de romances —El año de Gracia e El columpio—, uma obra de teatro —Hermanas de sangre— e um livro de memórias narradas, Cosas que ja no existen (Prêmio NH Hotéis para Contos, 2001), recuperado em 2011 por Tusquets Editores.

Em 2013 decidiu utilizar o seudónimo de Fernanda Kubbs para o seu romance La puerta entreabierta, sobre uma jornalista céptica que ao visitar a uma vidente sofre uma transformação inesperada.[4]

Fernández Cubas usa modelos da narração fantástica para levar as suas personagens - principalmente femininas - para atmosferas inquietantes, plenas de sugestões, um jogo em que o leitor é parte activa da descodificação das chaves e dos silêncios, da divulgação das razões últimas da psicologia e condutas.

A sua obra está traduzida em dez idiomas.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Mi hermana Elba, contos, Barcelona, Tusquets Editores, 1980
  • Os sótãos de Brumal - no original Los altillos de Brumal, contos, Barcelona, Tusquets Editores, 1983
  • El año de Gracia, romance, Barcelona, Tusquets Editores, 1985 (Romance)
  • Cris y Cros, seguido de El vendedor de sombras, Madrid, Alfaguara, 1988
  • El ángulo del horror, cuentos, Barcelona, Tusquets Editores, 1990
  • Com Agatha em Istambul - no original Con Ágatha en Estambul, contos, Barcelona, Tusquets Editores, 1994
  • El columpio, Barcelona, novela, Tusquets Editores,1995
  • Hermanas de sangre, teatro, Barcelona, Tusquets Editores, 1998
  • Emilia Pardo Bazán, biografia, Barcelona, Editorial Omega, 2001
  • Cosas que ya no existen, memórias, Barcelona, Lumen 2001, Tusquets Editores 2011
  • Parientes pobres del diablo, contos, Barcelona, Tusquets Editores 2006
  • Todos los cuentos, Barcelona, Tusquets Editores, 2008
  • La habitación de Nona, Barcelona, Tusquets Editores, 2015[5]
como Fernanda Kubbs
  • La puerta entreabierta, romance, Barcelona, Tusquets Editores, 2013
Antologias
  • Aquelarre. Antología del cuento de terror español actual (relato, "Salto de Página", 2010)

Prémios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Cristina Fernández Cubas, en el Diccionario de autores, Cátedra Miguel Delibes, s/f; acceso 29.01.2013
  2. III Premio Setenil 2006, portal del ayuntamiento de Molina de Segura, 22.11.2012; acceso 29.01.2013
  3. «La Tormenta en un Vaso entrega sus premios a Cristina Fernández Cubas, Pablo Gutiérrez y Georges Perec» en Literaturas, junio de 2009 (consultado el 7 de junio de 2011)
  4. Sergi Foria ¿Cuá será el best seller 2013?, ABC, 14.01.2013; acceso 29.01.2013
  5. Zanón, Carlos (28 de maio de 2015). «Recuerdos y secretos». El País. Consultado em 28 de maio de 2015