Critical Inquiry

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Critical Inquiry
Periodicidade trimestral
País Estados Unidos da América
Fundação 1974 (48 anos)
Fundador(es) Wayne Booth e Sheldon Sacks
Editora University of Chicago
Editor Haun Saussy (editor executivo)
Editor-chefe Frances Ferguson e Bill Brown
Idioma Inglês
ISSN 1539-7858
Página oficial Critical Inquiry página inicial

Critical Inquiry é um periódico de humanidades revisado por pares, publicado pela University of Chicago Press. É considerado um dos principais jornais estadunidense de estudos literários, particularmente no campo da teoria crítica.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O periódico foi fundado em 1974 por Wayne Booth e Sheldon Sacks, e correntemente é editado por W. J. T. Mitchell e tem sido o palco de importantes debates dentro dos estudos literários. Foi ali que Stanley Fish publicou seu artigo "Interpreting the Variorum", no qual propôs a idéia das comunidades interpretativas, além de ter sido onde M. H. Abrams e J. Hillis Miller mantiveram um conhecido debate sobre desconstrução. Foi também onde Jacques Derrida publicou seu ensaio em memória de Paul DeMan, o qual muitos interpretaram como sendo uma defesa dos escritos anti-semitas de DeMan durante a Segunda Guerra Mundial.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre meios de comunicação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.