Cronologia da pandemia de COVID-19 na Rússia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ver artigo principal: Pandemia de COVID-19 na Rússia

Este artigo documenta a cronologia da pandemia de COVID-19 na Rússia.

Cronologia[editar | editar código-fonte]

Janeiro de 2020[editar | editar código-fonte]

  • 30 de janeiro: O primeiro-ministro da Rússia, Mikhail Mishustin, assina uma ordem para fechar a fronteira do extremo leste do mesmo país com a China.[1]
  • 31 de janeiro: A Rússia registra dois primeiros casos do novo coronavírus. As pessoas infectadas são cidadãos chineses na região de Tyumen, no oeste da Sibéria e no Extremo Oriente da Rússia. Elas são recuperadas no dia 12 de fevereiro e recebem alta do hospital.[2][3]

Fevereiro de 2020[editar | editar código-fonte]

  • 10 de fevereiro: As autoridades russas colocam um diplomata chinês em quarentena.[4]
  • 18 de fevereiro: A Rússia proíbe a entrada de todos os cidadãos chineses em seu território a partir do dia 20 de mesmo mês para conter a disseminação do novo coronavírus.[5]

Março de 2020[editar | editar código-fonte]

  • 24 de março: O presidente da Rússia, Vladimir Putin, visita o hospital usando uma roupa amarela de proteção e respirador contra o coronavírus em Moscou, a capital do país.[6][7]
  • 25 de março: O presidente da Rússia, Vladimir Putin, adia uma votação em todo o país sobre as emendas constitucionais propostas que lhe permitem permanecer no poder devido à pandemia do novo coronavírus.[6][8]
  • 30 de março: Moscou inicia um bloqueio total para desacelerar a disseminação do novo coronavírus.[9]

Abril de 2020[editar | editar código-fonte]

  • 2 de abril: Em um discurso transmitido pela televisão à nação, o presidente russo, Vladimir Putin, ordena que a maioria dos russos não trabalhe até o final do mesmo mês para conter a propagação do novo coronavírus.[10]
  • 3 de abril: O governo russo suspende todos os voos para o retorno dos cidadãos russos na noite do mesmo dia para o dia seguinte.[6]
  • 9 de abril: O número de casos confirmados pelo novo coronavírus na Rússia ultrapassa 10.000, registrado pelo centro de combate ao coronavírus no país.[11]
  • 21 de abril: O número de casos confirmados pelo novo coronavírus na Rússia ultrapassa 50.000, registrado pelo centro de combate ao coronavírus no país.[12]
  • 29 de abril: O primeiro-ministro da Rússia, Mikhail Mishustin, prorroga a proibição de entrada de estrangeiros no país por tempo indeterminado.[13]
  • 30 de abril: O número de casos confirmados pelo novo coronavírus na Rússia ultrapassa 100.000, registrado pelo centro de combate ao coronavírus no país.[14]

Maio de 2020[editar | editar código-fonte]

  • 1 de maio: O ministro da Construção e Habitação da Rússia, Vladimir Yakushev, e seu vice-ministro, Dmitri Volkov, testam positivo para o novo coronavírus.[15]
  • 10 de maio: O número de casos confirmados pelo novo coronavírus na Rússia ultrapassa 200.000, sendo o país com o quinto maior número de casos do mundo após superar a França e a Alemanha. A marca é registrada pelo centro de combate ao coronavírus no país.[16][17][18]
  • 20 de maio: O número de casos confirmados pelo novo coronavírus na Rússia ultrapassa 300.000, sendo o país com o segundo maior número de casos do mundo. A marca é registrada pelo centro de combate ao coronavírus no país.[19]
  • 31 de maio: O número de casos confirmados pelo novo coronavírus na Rússia ultrapassa 400.000, sendo o país com o terceiro maior número de casos do mundo atrás apenas dos Estados Unidos e do Brasil. A marca é registrada pelo centro de combate ao coronavírus no país.[20][21][22]

Junho de 2020[editar | editar código-fonte]

  • 11 de junho: O número de casos confirmados pelo novo coronavírus na Rússia ultrapassa 500.000, sendo o país com o terceiro maior número de casos do mundo. A marca é registrada pelo centro de combate ao coronavírus no país.[23][24]
  • 24 de junho: O número de casos confirmados pelo novo coronavírus na Rússia ultrapassa 600.000, sendo o país com o terceiro maior número de casos do mundo. A marca é registrada pelo centro de combate ao coronavírus no país.[25]

Julho de 2020[editar | editar código-fonte]

  • 4 de julho: O número de mortes causadas pelo novo coronavírus na Rússia ultrapassa 10.000, registrado pelas autoridades do governo russo em Moscou.[26][27]
  • 6 de julho: A Rússia é superada pela Índia e torna-se o quarto país com o maior número de casos do mundo.[28]
  • 8 de julho: O número de casos confirmados pelo novo coronavírus na Rússia ultrapassa 700.000, registrado pelo centro de combate ao coronavírus no país.[29][30]
  • 10 de julho: A Rússia publica as novas estatísticas dos dados revisados para mortes relacionadas à Covid-19 em abril e maio, indicando uma taxa de mortalidade mais do que o triplo do nível mostrado nos dados oficiais anteriores.[31]
  • 16 de julho: Um grupo de hackers com apoio do governo da Rússia é acusado de tentar roubar as pesquisas de vacinas e tratamentos contra o novo coronavírus de instituições acadêmicas e farmacêuticas de todo o mundo, de acordo com o Centro Nacional de Segurança Cibernética (NCSC) do Reino Unido.[32][33]
  • 24 de julho: O número de casos confirmados pelo novo coronavírus na Rússia ultrapassa 800.000, sendo o país com o quarto maior número de casos do mundo. A marca é registrada pelo centro de combate ao coronavírus no país.[34][35]

Agosto de 2020[editar | editar código-fonte]

  • 11 de agosto: O presidente da Rússia, Vladimir Putin, anuncia que a Rússia torna-se o primeiro país a liberar a vacina contra o novo coronavírus.[36]
  • 11 de agosto: O estado brasileiro do Paraná negocia com a Rússia para a fabricação da vacina contra o novo coronavírus.[37]
  • 12 de agosto: O número de casos confirmados pelo novo coronavírus na Rússia ultrapassa 900.000, registrado pelo centro de combate ao coronavírus no país.[38]
  • 15 de agosto: A Rússia começa a produção da nova vacina contra o novo coronavírus.[39]

Setembro de 2020[editar | editar código-fonte]

  • 1 de setembro: A Rússia torna-se o quarto país do mundo a ultrapassar um milhão de casos confirmados do novo coronavírus, atrás dos Estados Unidos, do Brasil e da Índia.[40][41]
  • 17 de setembro: O presidente da Rússia, Vladimir Putin e o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, recebem um telefonema para discutir a cooperação entre dois países na luta contra o novo coronavírus.[42]
  • 25 de setembro: O número de mortes causadas pelo novo coronavírus na Rússia ultrapassa 20.000, registrado pela sede operacional de combate à infecção no local.[43][44]

Referências

  1. Regan, Helen; George, Steve; Dewan, Angela; Kottasová, Ivana (31 de janeiro de 2020). «January 30 coronavirus news». CNN (em inglês) 
  2. «A COVID-19 timeline in Russia» (em inglês). 1 de maio de 2020 
  3. «Russia Reports First Coronavirus Cases». The Moscow Times (em inglês). 31 de janeiro de 2020 
  4. «Russia Quarantines Chinese Diplomat as Coronavirus Precaution». The Moscow Times (em inglês). 10 de fevereiro de 2020 
  5. «Coronavirus: Russia to ban Chinese citizens from entry amid outbreak fears». South China Morning Post (em inglês). 19 de fevereiro de 2020 
  6. a b c «Коронавирус в России. Последние новости - 26 сентября». The Moscow Times (em russo). 26 de setembro de 2020 
  7. «Putin visits hospital for coronavirus patients». CGTN (em inglês). 25 de março de 2020 
  8. «Putin delays vote enabling him to stay in power due to coronavirus crisis». France 24 (em inglês). 25 de março de 2020 
  9. «Moscow goes into lockdown, urges other regions to take steps to slow coronavirus». France 24 (em inglês). 30 de março de 2020 
  10. «Putin extends Russia's 'stay off work' order through April to curtail virus». France 24 (em inglês). 2 de abril de 2020 
  11. Neuman, Scott (9 de abril de 2020). «Russia Tops 10,000 Coronavirus Cases With Moscow At The Epicenter». NPR (em inglês) 
  12. «Coronavirus in Russia: cases top 50,000 but peak approaches». TASS (em inglês). 21 de abril de 2020 
  13. «Rússia prorroga proibição de entrada de estrangeiros por tempo indeterminado». UOL. 29 de abril de 2020 
  14. «Russia's COVID-19 cases surpass 100,000». TASS (em inglês). 30 de abril de 2020 
  15. «Russian construction minister tests positive for COVID-19». Xinhua (em inglês). 2 de maio de 2020 
  16. «COVID-19 cases in Russia exceed 200,000». CGTN (em inglês). 10 de maio de 2020 
  17. «Over 200,000 coronavirus cases registered in Russia, though spreading speed is down». TASS (em inglês). 10 de maio de 2020 
  18. «Covid-19 cases in Russia surpass 200,000». Hindustan Times (em inglês). 10 de maio de 2020 
  19. Ellyatt, Holly (20 de maio de 2020). «Russia's coronavirus cases top 300,000 but deaths suspiciously low: 'We conceal nothing,' Kremlin says». CNBC (em inglês) 
  20. «Russia confirms more than 400,000 COVID-19 cases». TASS (em inglês). 31 de maio de 2020 
  21. «Nationwide protests raise infection fears». NBC News (em inglês). 1 de junho de 2020 
  22. Balmforth, Tom (1 de junho de 2020). «Coronavirus lockdown eases in Moscow as cases fall in Russian capital». Reuters (em inglês) 
  23. Allahoum, Ramy; Regencia, Ted; Siddiqui, Usaid (11 de junho de 2020). «Moderna to test coronavirus vaccine on 30,000 people: Live». Al Jazeera (em inglês) 
  24. «Russia's coronavirus cases surpass 500,000». TASS (em inglês). 11 de junho de 2020 
  25. Stolyarov, Gleb (24 de junho de 2020). «Russia's coronavirus case tally passes 600,000». Reuters (em inglês) 
  26. «Coronavirus: Over 10,000 deaths in Russia». The Brussels Times (em inglês). 4 de julho de 2020 
  27. Lisitsyna, Maria (4 de julho de 2020). «Число умерших от коронавируса в России превысило 10 тыс. человек». rbc.ru (em russo) 
  28. «Coronavirus: India overtakes Russia in Covid-19 cases». BBC News (em inglês). 6 de julho de 2020 
  29. «Russia's COVID-19 cases top 700,000». TASS (em inglês). 8 de julho de 2020 
  30. Stolyarov, Gleb (8 de julho de 2020). «Russia's coronavirus case tally passes 700,000». Reuters (em inglês) 
  31. Meyer, Henry; Khrennikov, Ilya (10 de julho de 2020). «Russia More Than Triples Covid-19 Death Toll in Revised Data». Bloomberg (em inglês) 
  32. James, William; Scherer, Steve (16 de julho de 2020). «Russia trying to steal COVID-19 vaccine data, say UK, U.S. and Canada». Reuters (em inglês) 
  33. «Russia accused of stealing Covid-19 vaccine research». Hindustan Times (em inglês). 17 de julho de 2020 
  34. «Russia's coronavirus cases top 800,000». TASS (em inglês). 24 de julho de 2020 
  35. «Timeline: How the new coronavirus spread». Al Jazeera (em inglês). 20 de setembro de 2020 
  36. «Russia becomes 1st country to clear COVID-19 vaccine, says Putin». Kyodo News (em inglês). 11 de agosto de 2020 
  37. «Brazilian state in talks with Russia to make COVID-19 vaccine». Reuters (em inglês). 11 de agosto de 2020 
  38. «Russia's coronavirus cases surpass 900,000». TASS (em inglês). 12 de agosto de 2020 
  39. «Russia begins production of COVID-19 vaccine». TASS (em inglês). 15 de agosto de 2020 
  40. Lardieri, Alexa (1 de setembro de 2020). «Russia Becomes Fourth Country to Surpass 1 Million Coronavirus Cases». U.S. News (em inglês) 
  41. «Russia's virus cases exceed 1 million; 4th highest globally». Times Union (em inglês). 2 de setembro de 2020 
  42. «Putin, Modi discuss Russia-India cooperation in fight against coronavirus». TASS (em inglês). 17 de setembro de 2020 
  43. «Coronavirus deaths in Russia top 20,000». TASS (em inglês). 25 de setembro de 2020 
  44. Yushkov, Mikhail (25 de setembro de 2020). «Число умерших от COVID-19 в России превысило 20 тыс. человек». rbc.ru (em russo)