Cross-browser

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Cross-browser refere-se à habilidade de um site, Aplicação Web, contructor HTML ou script side-client suportar múltiplos navegadores.

Esta aplicação deve ser construída através de uma forma de programação que utiliza tecnologias compatíveis com qualquer navegador Web que suporte as especificações do W3C.

O termo foi amplamente utilizado no anos 90 por causa da Guerra dos browsers e significava que o site construído com essa ideia tinha a capacidade de ser visualizado tanto pelo Internet Explorer como pelo Netscape Navigator, os principais navegadores na época. Durante esse período novas características foram adicionadas aos navegadores sem qualquer coordenação entre as pessoas envolvidas. Isso fez com que alguns navegadores apoiassem alguma característica em particular e funcionava de forma diferente em cada um.

O termo ainda é utilizado, mas com menos frequência. O principais motivos são:

  • as últimas versões do Internet Explorer e do Netscape Navigator têm suporte para HTML 4.0 e CSS 1;
  • melhor compatibilidade da técnica de manipulação DOM que se tornaram o método preferido para construir scripts para side-client;
  • o mercado de navegadores alargou e pediu uma compatibilidade maior com o Cross-browser. Hoje em dia um site que segue os padrões W3C normalmente suporta as ultimas versões dos navegadores Firefox, Opera e Safari, Internet Explorer e Netscape Navigator pois os mesmo passaram a adotar, completa ou parcialmente, o padrão W3C.

Exemplos de código Cross-browser[editar | editar código-fonte]

Para compreender o exemplo a seguir é necessário que tenha algum conhecimento básico de HTML e CSS:

<div id="sample" style="position : absolute; top : 100px; left : 100px;">some text</div>

O código acima descreve um bloco de texto que deveria ser mostrado com uma distância do topo de 100 pixels e 100 pixels da esquerda. No Netscape Navigator 4, seria possível mover o texto com o seguinte código:

document.layers['sample'].left = 200;

Entretanto, para ter o mesmo resultado no Internet Explorer 4 seria necessário outro código:

document.all['sample'].style.left = 200;

Para o que funcionasse em ambos os navegadores e assim ser Cross-browser seria necessário escrever um outro código:

if (document.all)
  document.all['sample'].style.left = 200;
else if (document.layers)
  document.layers['sample'].left = 200;

O código seguinte usa a normalização W3C que funciona nos navegadores Mozilla, nas novas versões do Internet Explorer e em várias versões de outros navegadores que seguem as normas da W3C:

document.getElementById('sample').style.left = '200px';