Crotalus aquilus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Como ler uma infocaixa de taxonomiaCrotalus aquilus
Crotalus aquilus
Crotalus aquilus
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Squamata
Subordem: Serpentes
Família: Viperidae
Género: Crotalus
Espécie: C. aquilus
Nome binomial
Crotalus aquilus
Klauber, 1952
Distribuição geográfica
Crotalus aquilus distribution.png
Sinónimos
  • Crotalus triseriatus aquilus
    Klauber, 1952
  • Crotalus triseriatus quadrangularis Harris & Simmons, 1978
  • C[rotalus]. aquilus – Dorcas, 1992
  • Crotalus aquilus – Liner, 1994
  • Crotalus aquilus
    – McDiarmid et al., 1999
Nome comum:Cascavel-escura-de-querétaro,[1]

Crotalus aquilus é uma espécie de víbora venenosa que pode ser encontrada nas terras altas do México central. Não existe qualquer subespécie reconhecida actulamente.[2] O epíteto específico, aquilus, é o termo em latim para "águia" e faz referência à elevada altitude em que pode ser encontrada esta espécie.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Esta espécie pode crescer até atingir um comprimento total de 67.8 cm, mas a maioria dos espécimes adultos, os quais se descrevem como robustos, têm menos de 50 cm de comprimento.[1]

Distribuição geográfica[editar | editar código-fonte]

Pode ser encontrada nas terras altas do México central, em Guanajuato, Hidalgo, Michoacán e San Luis Potosí. A localidade tipo referida é "próximo de Alvarez, San Luis Potosí, México".

Habitat[editar | editar código-fonte]

Estas serpentes podem ser encontradas nos habitat de prados abertos e geralmente rochosos a norte do Eixo Neovulcânico. Ocorrem também em bosques de pinheiro-carvalho, áreas cársticas abertas, prados de montanha e prados rochosos de mesquital, [1] a altitudes entre os 1080 e os 3110 metros.[3]

Estatuto de conservação[editar | editar código-fonte]

Esta espécie está classificada como Pouco Preocupante na Lista Vermelha da IUCN de espécies ameaçadas (v3.1, 2001).[3] As espécies assim classificadas apresentam ampla distribuição geográfica, grande população estimada ou não é provável que estejam a sofrer um declínio suficientemente rápido para ser classificadas numa categoria de maior ameaça. A tendência populacional era estável quando foi avaliada em 2007.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Crotalus aquilus
  1. a b c Campbell, J.A.; Lamar W.W. (2004). The Venomous Reptiles of the Western Hemisphere. Ithaca and London: Comstock Publishing Associates. pp. 870 pp. 1500 plates. ISBN 0-8014-4141-2 .
  2. «Crotalus aquilus» (em inglês). ITIS (www.itis.gov). Consultado em 9 July 2007  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. a b Mendoza-Quijano, F. & Quintero Díaz, G. (2007). Crotalus pricei (em Inglês). IUCN 2007. Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN de 2007 . . Página visitada em 13 de setembro de 2007..
  4. «2001 IUCN Red List Categories and Criteria version 3.1». IUCN Red List. Consultado em 13 de setembro de 2007 

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • Klauber, L.M. 1952. Taxonomic studies on rattlesnakes of Mainland Mexico. Bull. Zool. Soc. San Diego 26: 1-143.