Cucha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Cucha
Apresentação
Tipo
Período de construção
Localização
Endereço
Coordenadas

Cucha[1] (em uigur: كۇچار; romaniz.: Kucha; chinês tradicional: 龜茲chinês simplificado: 龟兹pinyin: Qiūcí; chinês tradicional: 屈支 屈茨; 龜玆; 龟兹, 丘玆) ou Cucina (em sânscrito: Kucina)[2] foi um antigo reino budista localizado numa variante terrestre da Rota da Seda, que seguia ao longo da fronteira norte do deserto do Taklamakan na Bacia do Tarim, e ao sul do Rio Muzate e da Cordilheira de Tian Shan[3].

Esta área constitui atualmente a prefeitura de Aquesu, em Sinquião, China. Cucha é a capital do condado de Cucha. A sua população foi calculada em 1990 num número de 74 632 habitantes.[4]

Cucha ao norte do Deserto de Taclamacã, na Rota da Seda

Na noite entre de 3 e 4 de junho de 1864, na época da Revolta Dungan, os huis daquela cidade se levantaram e receberam o apoio dos povos turcos locais. As tropas da Dinastia Chingue no local se renderam em poucos dias, entregando o controle de um forte que se localizava dentro da cidade. Prédios do governo foram queimados e cerca de mil de hãs e 150 mongóis foram mortos. Não havia uma liderança central da rebelião, e, por isso, o governo do local foi entregue a uma liderança religiosa que não havia participado da rebelião: Raxidim Coja, um dervixe que era o guardião do túmulo de Arxadim, um santo local, que teria morrido em 1364 ou em 1365. Nos três anos seguintes, Raxidim enviou expedições militares a leste e a oeste, tentando obter o controle de toda a região da Bacia do Tarim, no entanto, seus planos de expansão foram frustrados por Iacube Begue[5].

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Boletim da Sociedade de Geografia de Lisboa. Lisboa: Sociedade de Geografia de Lisboa. 1906 
  • Beckwith, Christopher I. The Tibetan Empire in Central Asia. Princeton University Press, Princeton 1987; revised edition 1993.
  • Beckwith, Christopher I. Empires of the Silk Road: A History of Central Eurasia from the Bronze Age to the Present. Princeton University Press, Princeton 2009.
  • Grousset, Rene. The Empires of the Steppes a History of Central Asia. Rutgers University Press, New Brunswick 1970.
  • Hulsewé, A. F. P. and M. A. N. Loewe, China in Central Asia: The Early Stage: 125 B.C.-A.D. 23. Leiden E. J. Brill (1979) ISBN 90-04-05884-2.
  • Mallory, J. P. and Victor H. Mair. (2000). The Tarim Mummies: Ancient China and the Mystery of the Earliest Peoples from the West. Thames & Hudson, London. ISBN 0-500-05101-1.
  • Younghusband, Francis E. (1896). The Heart of a Continent. John Murray, London. Facsimile reprint: (2005) Elbiron Classics. ISBN 1-4212-6551-6 (pbk); ISBN 1-4212-6550-8 (hardcover).

Referências

  1. Boletim 1906, p. 150.
  2. «中印佛教交通史» 
  3. Kucha or Kuqa, em inglês, acesso em 16 de fevereiro de 2015.
  4. web.archive.org https://web.archive.org/web/20160303195628/http://dongchu.ddbc.edu.tw/html/02/cwdc_03/cwdc_030098.html. Consultado em 13 de julho de 2020  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  5. Revolta Dungan, em inglês, acesso em 19 de fevereiro de 2015