Culinária da Etiópia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Esta refeição que consiste em injera e vários tipos de wot (ensopado), é uma típica tradição culinária da Etiópia.

A culinária da Etiópia (em amárica: የኢትዮጵያ ምግብ) caracteristicamente consiste em pratos de vegetais e carnes ligeiramente picantes. É feita geralmente na forma de wot, um ensopado grosso servido junto com a injera, um grande pão sírio de cerca de 50 centímetros de diâmetro feito de farinha de trigo fermentada.[1] Os etíopes, na maioria das vezes, comem com a mão direita, usando pedaços de injera para pegar as porções servidas como entradas e acompanhamentos.[1]

A Igreja Ortodoxa Etíope de Tewahedo, culturalmente, prescreve vários períodos de jejum (em gueês: ጾም ṣōm) referente à produtos de origem animal (incluindo laticínios e ovos) às quartas, sextas e toda a temporada quaresmal, portanto, a culinária etíope contém muitos pratos de origem vegana.[2]

Visão geral[editar | editar código-fonte]

Os pratos típicos da Etiópia são a injera acompanhada de um ensopado picante de carne de cordeiro e lentinha, bem como outros legumes. A culinária da Região das Nações, Nacionalidades e Povos do Sul e do povo Simada, fazem uso da polpa da bananeira-da-abissínia para a produção de seus pratos. A planta é pulverizada e fermentada para fazer vários alimentos, como uma espécie de pão chamado qocho ou kocho (em gueês: ቆጮ ḳōč̣ō), que é consumido com kifto.[3] A raíz desta planta pode ser pulverizada e preparada como uma bebida quente chamada bulla (em gueês: ቡላ būlā), que geralmente é da a para pessoas que estão cansadas ou doentes. Outra preparação típica do Gurage é o café com manteiga, bem com um cozido de pães de ervas Kita.

Devido, em parte, à breve ocupação italiana, a massa é popular e frequentemente disponível em toda a Etiópia, incluindo as áreas rurais.[1] O café também é uma grande parte da cultura e da culinária etíope, pois a cada refeição, é realizada uma cerimônia e servida a bebida.

Referências

  1. a b c Marie; Javins. «Eating and Drinking in Ethiopia» (em inglês). Consultado em 12 de março de 2020. Cópia arquivada em 31 de janeiro de 2013 
  2. Henze, Paul B. (2000). Layers of Time: A history of Ethiopia (em inglês). Nova Iorque: Palgrave. p. 12. ISBN 978-1850655220 
  3. «Uses of Enset». The 'Tree Against Hunger': Enset-Based Agricultural Systems in Ethiopia (em inglês). American Association for the Advancement of Science. 1997. Consultado em 13 de agosto de 2007. Cópia arquivada em 19 de agosto de 2007 
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.