Cultösaurus Erectus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cultösaurus Erectus
Álbum de estúdio de Blue Öyster Cult
Lançamento 14 de Junho de 1980
Gênero(s)
Duração 41 m 00 s
Gravadora(s) Columbia Records
Produção Martin Birch
Cronologia de Blue Öyster Cult
Mirrors
(1979)
Fire of Unknown Origin
(1981)

Cultösaurus Erectus é o sétimo álbum de estúdio da banda Blue Öyster Cult, lançado em Junho de 1980.

Depois da experiencia com um som mais polido do álbum anterior Mirrors, este álbum foi uma tentativa de voltar ao hard rock dos primeiros álbuns da banda. O autor de ficção científica Michael Moorcock foi novamente convidado a participar no disco, com a participação na faixa "Black Blade".

Este álbum também apresenta a primeira colaboração com o produtor britânico Martin Birch (Deep Purple, Fleetwood Mac, Black Sabbath, Iron Maiden), que viria a produzir Fire of Unknown Origin em 1981. O riff de Smoke on the Water, foi usado na faixa "The Marshall Plan".

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
allmusic 3 de 5 estrelas. [1]
Symbol unlikely.svg Esta tabela precisa de ser acompanhada por texto em prosa. Consulte o guia.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Lado 1
  1. "Black Blade" - 6:34
  2. "Monsters" - 5:10
  3. "Divine Wind" - 5:07
  4. "Deadline" - 4:27
Lado 2
  1. "The Marshall Plan" - 5:24
  2. "Hungry Boys" - 3:37
  3. "Fallen Angel" - 3:13
  4. "Lips In The Hills" - 4:24
  5. "Unknown Tongue" - 4:00

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Blue Öyster Cult é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.