Cultura Igbo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Homens vestindo a moderna Isiagu com o tradicional chapéu Igbo masculino

A cultura Igbo são os costumes, práticas e tradições dos Igbos do Sudeste da Nigéria. É composta por práticas arcaicas, bem como novos conceitos adicionados na cultura Igbo, quer pela evolução ou por influência externa. Estes costumes e tradições do povo Igbo incluem as artes visuais, música e formas de dança, bem como as suas vestimentas, culinária e idioma (dialetos). Considerando seus diversos subgrupos, a diversidade de sua cultura torna-se ainda maior.

Música[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Música Igbo
Udu, um instrumento Igbo

O povo Igbo tem um estilo musical melódico e sinfônico, em que se incorporam vários instrumentos de percussão: o udu, que é um recipiente de argila; a ekwe, que é formado por escavação em madeira; e o ogene, um sino de ferro forjado. Outros instrumentos incluem o opi, um instrumento de sopro semelhante a flauta, o igba e a ichaka.[1]

Outra forma musical popular entre os Igbo é o highlife, que é uma fusão de jazz e música tradicional muito popular na África Ocidental. O moderno highlife Igbo é visto na obra de Dr. Sir Warrior, Oliver De Coque, Bright Chimezie e Chief Osita Osadebe, que são os maiores músicos de Igbo highlife do século XX. Existem também outros notáveis artistas do extrato Igbo highlife, como Mike Ejeagha, Paulson Kalu, Ali Chukwuma e Ozoemena NWA Nsugbe.

Festival Igbo do Inhame Novo, em Dublin
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Cultura Igbo

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Cultura é um esboço relacionado ao Projeto Cultura. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.