Cultura Livre (programa de TV)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cultura Livre
Informação geral
Formato
Gênero Musical
Estado Em exibição
Desenvolvedor(es) TV Cultura
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Tema de abertura "Radinho" por Pipo Pegoraro
Exibição
Emissora de televisão original TV Cultura
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Formato de áudio Estéreo
Transmissão original 11 de julho de 2011 (2011-07-11) – presente
N.º de temporadas 8
N.º de episódios Vários

Cultura Livre é um programa musical exibido semanalmente pela TV Cultura, apresentado por Roberta Martinelli. O programa foca em artistas do circuito musical alternativo contemporâneo, que normalmente não possuem espaço na programação regular da TV Aberta. O programa é transmitido em seu canal oficial no YouTube simultaneamente à exibição na TV, com os vídeos ficando disponíveis na íntegra logo em seguida, com faixa adicional gravada exclusivamente para a internet.

O programa está em sua oitava temporada (2018).

História[editar | editar código-fonte]

Em 2009, Roberta Martinelli estreou o programa Cultura Livre na Rádio Cultura Brasil[1], com artistas convidados realizando apresentações ao vivo e interagindo com o público via redes sociais. Em 2011, estreia sua versão televisiva na TV Cultura[2], inicialmente com duração de 15 minutos e exibição diária, com uma proposta inovadora, sendo o primeiro programa da televisão brasileira a ser gravado utilizado câmeras de telefones celulares. A partir de 2012 o programa passa a ser semanal, com 30 minutos de duração, sendo ampliado, em temporadas futuras, para 60 minutos.

Episódios[editar | editar código-fonte]

Temporada Início da Exibição Fim da Exibição Número de Episódios
1
11 de julho de 2011
30 de setembro de 2011
59 episódios
2
11 de agosto de 2012
31 de dezembro de 2012
22 episódios
3
27 de abril de 2013
21 de dezembro de 2013
35 episódios
4
01 de fevereiro de 2014
20 de dezembro de 2014
46 episódios
5
15 de abril de 2015
30 de dezembro de 2015
37 episódios
6
13 de abril de 2016
28 de dezembro de 2016
38 episódios
7
28 de março de 2017
26 de dezembro de 2017
40 episódios
8
03 de abril de 2018
25 de dezembro de 2018
39 episódios

Recepção[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Indicação Resultado Ref.
2014
Troféu APCA
Melhor Programa de Variedades
Cultura Livre
Indicado
[3]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

  • Em 2016, durante a 6ª temporada, o cantor paraense Jaloo foi convidado a participar do programa. Após a exibição, o cantor reclamou nas redes sociais quanto à mixagem de suas músicas, dizendo que sua sonoridade é essencialmente eletrônica e a TV Cultura não valorizou as batidas eletrônicas na mixagem. Os vídeos do programa com sua participação foram retirados do canal do programa no YouTube a pedido da produção do cantor.[4]
  • Durante a 7ª temporada, em 2017, a TV Cultura foi acusada de censurar a música Liga nas de Cem, da banda Aláfia, performada no encerramento de sua participação no programa[5]. A faixa em questão faz críticas a João Dória, então prefeito da cidade de São Paulo, e a Geraldo Alckmin, governador do estado de São Paulo. A apresentadora Roberta Martinelli afirmou não ter conhecimento prévio da edição, posicionando-se contra a prática. A TV Cultura confirmou a edição.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Cultura Brasil - Cultura Livre - A música brasileira de hoje». cmais+. Consultado em 15 de dezembro de 2018 
  2. «Cultura Livre na TV». UOL Música. Consultado em 15 de dezembro de 2018 
  3. Fischer, Neuber (1 de dezembro de 2014). «APCA elege os melhores da TV em 2014, Amores Roubados é o grande destaque do ano». Observatório da Televisão. Consultado em 17 de dezembro de 2018 
  4. Livre, Cultura (6 de maio de 2016). «@flavioflow @tvcultura a pedido da produção dele!». @culturalivre. Consultado em 17 de dezembro de 2018 
  5. disse, Helô D'Angelo (20 de abril de 2017). «'É polêmico dar nome aos bois, mas faz parte da nossa luta', afirma vocalista de banda censurada na TV Cultura». Revista Cult. Consultado em 17 de dezembro de 2018