Cultura da Noruega

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde julho de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Modelo do barco de Gokstad, do séc. IX

A cultura da Noruega faz parte da cultura nórdica e escandinava, e está intimamente relacionada com o povo norueguês e com a história da nação norueguesa.
A geografia, a história, a natureza e o clima, contribuíram significativamente para formação de sua cultura atual.

Entre os noruegueses famosos incluem-se Anni-Frid Lyngstad (ABBA), o dramaturgo Henrik Ibsen, os exploradores Roald Amundsen e Fridtjof Nansen, o pintor expressionista Edvard Munch, o compositor do romantismo Edvard Grieg e os romancistas Knut Hamsun e Sigrid Undset, vencedores do Prémio Nobel de Literatura em 1920 e 1928.

O black metal, é a maior exportação cultural da Noruega nos últimos 20 anos e é bastante popular nos países nórdicos. É uma varição do speed metal e do thrash metal, criado nos anos 80, por bandas como Venom, Bathory, Hellhammer e Celtic Frost, mas que ganhou notoriedade na Noruega, durante os anos 90. As letras valorizam a cultura pagã norueguesa e desprezam o cristianismo, sendo que, entre 1991 e 1998, membros de bandas e de gangues, como o Inner Circle, cometeram atos extremos como assassinatos e a queima de cerca de 100 igrejas na Noruega. Hoje o black metal está mais voltado para a musicalidade. As principais bandas do gênero na Noruega são: Mayhem, Burzum, Darkthrone, Gorgoroth, Emperor, Immortal, Satyricon e Dimmu Borgir, entre muitas outras de igual importância.

Os noruegueses celebram o seu dia nacional a 17 de Maio, assinalando o Dia da Constituição. Nesse dia, muitas pessoas vestem o bunad (trajes tradicionais) e assiste ou participa nas paradas de 17 de maio que se realizam por todo o país.[1]
A maioria da população é protestante, de confissão luterana. [2]

Culinária[editar | editar código-fonte]

Literatura[editar | editar código-fonte]

Henrik Ibsen é o maior escritor da literatura norueguesa. [3]

Música[editar | editar código-fonte]

Edvard Grieg é o maior compositor clássico da Noruega. [3]

Arte[editar | editar código-fonte]

O expressionista Edvard Munch (1863–1944) é o pintor norueguês mais conhecido. Gustav Vigeland é o maior escultor. [3]

Cinema[editar | editar código-fonte]

O maior sucesso de bilheteira do filme norueguês foi Flåklypa Grand Prix (1975), uma animação com fantoches de Ivo Caprino. [3]

Desporto[editar | editar código-fonte]

Os desportos mais populares da Noruega são o esqui e o futebol, sendo o país uma referência mundial nos Jogos Olímpicos de Inverno. [3]

Feriados[editar | editar código-fonte]

O Dia Nacional da Noruega é comemorado com grande entusiasmo em 17 de maio.

Descobridores e exploradores[editar | editar código-fonte]

Os Noruegueses têm grande orgulho dos seus navegadores e exploradores.
Fridtjof Nansen (1861-1930) foi o primeiro a atravessar os gelos da Gronelândia.
Roald Amundsen (1872-1928) foi o primeiro a fazer a travessia marítima da Passagem do Noroeste, partindo da Europa e contornando a América do Norte até chegar à Ásia.
Thor Heyerdahl (1914- 2002) atravessou o oceano Pacífico, do Peru à Polinésia, e mais tarde o oceano Atlântico. [4]

Património da Humanidade[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Mäkelä, Essi; Jukka Venäläinen (2010). «Livsstil». Norge: Kongeriket Norge (em sueco) (Kuopio: Unipress). p. 17. ISBN 978-951-579-403-1. 
  2. Mäkelä, Essi; Jukka Venäläinen (2010). «Allmänt». Norge: Kongeriket Norge (em sueco) (Kuopio: Unipress). p. 7. ISBN 978-951-579-403-1. 
  3. a b c d e Nils Petter Thuesen, Geir Thorsnæs e Sissel Røvik. «Norge» (em norueguês). Store Norske Leksikon - Grande Enciclopédia Norueguesa. Consultado em 17 de janeiro de 2016. 
  4. Mäkelä, Essi; Jukka Venäläinen (2010). «Upptäcktsresandena». Norge: Kongeriket Norge (em sueco) (Kuopio: Unipress). p. 11. ISBN 978-951-579-403-1. 

Ver também[editar | editar código-fonte]


Norway flagmap.svg Noruega

Cultura •  Demografia •  Economia •  Família Real •  Forças Armadas •  Geografia •  História •  Política •  Subdivisões •  Turismo •  Portal •  Imagens

Ícone de esboço Este artigo sobre a Noruega é um esboço relacionado ao Projeto Europa. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.