Cultura de Carum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A cultura Qaruniana desenvolveu-se no Faium entre 8100-7100 AC em diversos sítios espalhados pela zona.[1] Seus sítios eram pequenos, possivelmente sazonais e de curta duração; ao longo do processo de transição econômica os sítios aumentaram em tamanho e número.[2] A indústria lítica é composta por lamelas (algumas são apoiadas e possuem a base retocada ou truncada), lâminas apoiadas, entalhes retocados, denticulados, microburis, micrólitos geométricos, truncados basais e distais, raspadores finais e perfuradores; há presença de arpões e pontas cilíndricas feitas com osso.[1] A subsistência baseava-se na caça (bubalinas, bovídeos, gazelas, hipopótamos, aves, tartarugas), pesca (clarias, tilápias) e coleta vegetal.[1]

Referências

  1. a b c «Faiyum Epipalaeolithic» (em inglês). Consultado em 14 de março de 2012. Arquivado do original em 17 de fevereiro de 2011 
  2. «Fayum, Qarunian (Fayum B) (about 6000-5000 BC?)» (em inglês). Consultado em 14 de março de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre o Egito é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.