Cumeada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a forma de relevo, veja Tergo.
Portugal Cumeada  
—  Freguesia portuguesa extinta  —
Bandeira de Cumeada
Bandeira
Brasão de armas de Cumeada
Brasão de armas
Cumeada está localizado em: Portugal Continental
Cumeada
Localização de Cumeada em Portugal Continental
Coordenadas 39° 46' 22" N 8° 6' 46" O
Concelho primitivo Sertã
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
 - Total 23,10 km²
Gentílico: Sant'Ana
Orago Santa Ana

Cumeada (frequentemente conhecida como Sant'Ana) é uma antiga freguesia portuguesa do concelho da Sertã, com 23,10 km² de área e 503 habitantes (2011). A sua densidade populacional era 21,8 hab/km².
Foi extinta e agregada à freguesia de Marmeleiro, criando a União das freguesias de Cumeada e Marmeleiro.

População

População da freguesia de Cumeada [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
538 496 554 638 743 765 872 977 1 083 1 127 977 800 651 573 503

Evolução da  População  (1864 / 2011) Grupos Etários  (2001 e 2011) Grupos Etários  (2001 e 2011)

História

Pouco se conhece acerca do povoamento do território da freguesia de Cumeada. No entanto, sabe-se que a área que actualmente corresponde ao seu território sempre pertenceu ao termo da Sertã, que foi da posse dos Templários até 1174, data em que D. Afonso Henriques a entregou à Ordem do Hospital.

O topónimo desta freguesia "vem da sua situação orográfica – que é de uma beleza rude e ao mesmo tempo aliciante – pois se encontra num pequeno planalto, rodeada de cumes das mais variadas altitudes"[2]

Grande parte dos terrenos da freguesia de Cumeada pertenceu à Ordem de Malta e, em 1803, ainda muitos moradores da Cardiga, um dos lugares da freguesia, pagavam foros ao Grão-Prior do Crato, como se conclui de uma apresentação feita no mesmo ano, em que se pedia o perdão deles por se encontrarem na miséria, motivada por uma grande trovoada que destruiu frutos e propriedades.

As notas históricas que se conhecem referentes à freguesia foram retiradas de uma "Carta" de D. João VI, datada de 1806, na qual o rei manda fazer as demarcações da paróquia de Sant’Ana, que segundo alguns historiadores, quando foi instituída, já ali existia uma ermida em sua veneração. As referidas demarcações feitas pelo monarca satisfaziam um pedido dos moradores dos lugares mais próximos da capela, para que ali se estabelecesse a côngrua para um capelão, o que D. João reconheceu ser da maior utilidade para aquelas populações; criava-se assim uma nova freguesia, que se baptizou inicialmente com o sugestivo nome de "Cumiada".

Localização no Concelho de Sertã

Heráldica

Ordenação heráldica do brasão e bandeira publicada no Diário da República, III Série de 16 de agosto de 2002: Armas - Escudo de ouro, armação de moínho de negro, cordoada do mesmo e vestida de azul, entre cruz da Ordem dos Templários de vermelho e cruz da Ordem de Malta, filetada de negro, em chefe e monte de três cômoros de verde, movente da ponta. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco, com a legenda a negro: “CUMEADA“.

Simbologia

A cruz da Ordem dos Templários representa o facto de a Ordem dos Templários ter sido proprietária do termo da Sertã, no qual se inclui a freguesia da Cumeada. A cruz da Ordem de Malta representa a posse de grande parte dos terrenos da freguesia, por parte dessa Ordem. A armação de moinho representa a agricultura, em particular o facto de a Cumeada ter localização propícia à instalação de moinhos de vento e outros. Representa ainda o património cultural da freguesia, a ponte romana da Cova do Moinho, a ponte da Várzea Carreira, alguns cruzeiros e alminhas, exemplo disso a nossa Senhora dos Bons Caminhos, bem como vários moinhos e açudes. O monte de três cômoros representa o topónimo e a localização geográfica da freguesia.

Património

  • Pontes romanas (ponte da Cova do Moinho; ponte da Várzea da Carreira)
  • Alminhas de Nossa Senhora dos Bons Caminhos
  • Cruzeiros
  • Igreja de Santa Ana (matriz)
  • Moinhos e açudes
  • Trecho da ribeira da Isna

Localidades

  • Albergaria
  • Alcoutim
  • Castanheiro Pequeno
  • Castanheiro Grande
  • Casal do Calvo
  • Chão da Telha
  • Cova do Moinho
  • Casal de Santana
  • Granja
  • Rebaxia dos Faustinos
  • Rebaxia dos Tomés
  • Várzea Carreira
  • Bernardia
  • Junceira
  • Vaquinhas
  • Cardiga Fundeira
  • Cardiga Cimeira

Actividades económicas

  • Agricultura
  • Exploração florestal
  • Lacticínios
  • Construção civil

Festas e Romarias

Santa Ana (1.º domingo de Agosto)

Gastronomia

  • Filhós
  • Coscoréis
  • Queijos (de vaca e de cabra)
  • Enchidos
  • Maranhos
  • Peixe da ribeira

Colectividades

Notas e referências

  1. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  2. Pequena Monografia da Freguesia da Cumiada, edição da Comissão de Melhoramentos da Cumiada, 1940.