Cunegundes da Eslavônia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cunegundes
Rainha da Boêmia
Reinado 25 de outubro de 12611278
Coroação 1261
 
Cônjuge Otacar II da Boêmia
Zavis de Falkenstein
Descendência Venceslau II da Boêmia
Cunegundes da Boêmia
Inês, Duquesa da Áustria
Casa Dinastia ruríquida
Dinastia premislida
Nascimento 1245
  Rutênia
Morte 9 de setembro de 1285 (40 anos)
  Praga, República Checa
Enterro Praga
Pai Rostislau III da Novogárdia
Mãe Ana da Hungria


Representação de Otacar II da Boêmia

Cunegundes da Eslavônia ou Cunegundes Rostislavna (em tcheco: Kunhuta Haličská; 1245 - Praga, 9 de setembro de 1285) foi rainha da Boémia e regente de 1278 até à sua morte. Ela era um membro da Casa de Chernigov e filha do governante da Eslavônia.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ela teria provavelmente nascido na Rutênia, nos domínios do seu avô paterno Miguel de Czernicóvia, o Grande Príncipe de Kiev. Cunegundes era filha de Rostislau III da Novogárdia, futuro governador de Belgrado e Eslavônia, e da sua esposa Ana da Hungria. Após a morte do avô paterno, a família de Cunegundes foi transferida para a Hungria, onde o avô materno, Bela IV da Hungria, fez do pai dela governador de certas regiões da Sérvia, no vale do Danúbio. O seu pai proclamou-se Imperador da Bulgária em 1256, mas não ficou lá para defender o seu título.

A paz entre a Boémia e a Hungria acabou depois de 10 anos, quando o tio de Cunegundes, Estêvão, chegou ao poder como Rei da Hungria.

Cunegundes casou-se (como um símbolo da aliança do seu avô materno, Bela) com o rei Otacar II da Boêmia (1233 - 1278), em Bratislava a 25 de Outubro de 1261. Este tinha acontecido após o divórcio dele com Margarida da Áustria (ca. 1204 - 1266) que era idosa e estéril e, portanto, incapaz de dar herdeiros ao rei.

Em 1278, o rei Ottokar tentou recuperar suas terras perdidas, conquistadas por Rodolfo I da Germânia em 1276. Ele fez aliados e formou um grande exército, mas foi derrotado por Rodolfo e morto na Batalha de Dürnkrut e Jedenspeigen no rio Morava, a 26 de Agosto de 1278.

Morávia foi subjugada e o seu governo confiado aos representantes de Rodolfo, deixando Cunegundes, agora rainha regente da Boémia no controlo da única província em torno de Praga, enquanto o jovem Venceslau foi prometido e casado com uma das filhas de Rodolfo, Judite.

Últimos anos[editar | editar código-fonte]

Cunegundes casou-se com Záviš de Falkenstein, Senhor de Falkenštejn, em Praga, em 1285. Porém, ela morreu apenas alguns meses depois. Záviš sobreviveu dela e casou-se com a Princesa Isabel da Hungria. Ele foi executado em nome do filho de Cunegundes, Venceslau II, já rei, a 24 de Agosto de 1290.

Casamento: Rainha da Boémia[editar | editar código-fonte]

Cunegundes teve a seginte descendência com Ottokar:


Literatura[editar | editar código-fonte]

  • CHARVÁTOVÁ, Kateřina. Václav II. Král český a polský. Praha : Vyšehrad, 2007. ISBN 978-80-7021-841-9.
  • ŠAROCHOVÁ, Gabriela V. Radostný úděl vdovský. Královny-vdovy přemyslovských Čech. Praha : Dokořán, 2004. ISBN 80-86569-24-1.


Precedido por
Margarida da Áustria
Rainha da Boêmia
25 de outubro de 12611278
Sucedido por
Judite de Habsburgo