Curica (banda)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Banda Curica
Sede da Banda Curica em Goiana
Informação geral
Origem Goiana
País Brasil
Gênero(s) Instrumental
Período em atividade 1848-hoje

A Sociedade Musical Curica (Banda Curica) foi fundada 1848, é a mais antiga banda da América Latina em atividade.[1] Até hoje a banda mantém ensaios periódicos e realizam apresentações em eventos públicos e particulares. Ganharam destaque depois da visita do imperador Dom Pedro II, em 6 de Dezembro do ano de 1859.[2]

História[editar | editar código-fonte]

A banda, na época sem nome, foi fundada por José Conrado de Souza Nunes, que tinha como finalidade ajudar nas festas da Paróquia da cidade e em músicas marciais. O nome veio depois, quando uma moradora que escutava a banda, a Dona Íria, escutou um som parecido ao de uma curica (Gypopsitta caica), e o nome se popularizou desde este acontecimento. Participou a banda em diversos acontecimentos da história de Pernambuco, como participante do Partido Conservador, e em festas como a proclamação da República do Brasil, ou passeatas como a antinazista de 1942. Recebeu no ano de 1944 a visita do músico germano-uruguaio Curt Lange que obteve uma relação das músicas da banda que eram tocadas no século XIX. A banda teve em sua história diversos presidentes, entre eles José Carlos Cavalcanti Borges, e entre os seus antigos sócios se encontram Getúlio Vargas e Flores da Cunha.[3]

Referências

  1. «Banda Curica». Consultado em 13 de outubro de 2009 
  2. «Banda Curica 2». Consultado em 3 de fevereiro de 2010. Arquivado do original em 3 de março de 2009 
  3. «História da Banda». Consultado em 20 de julho de 2013 
Ícone de esboço Este artigo sobre município de Goiana é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.