Cutícula vegetal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A cutícula vegetal é uma cobertura de cera impermeabilizante produzida unicamente pelas células epidérmicas das folhas, brotos jovens e outros tipos de órgãos de plantas aeróbicas. O processo de formação da cutícula é denominado cuticularização e ao processo de impregnação com cutícula é conhecido como cutinização.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Seu principal componente é a cutina, um polímero constituído de moléculas de ácidos graxos. Sua função é evitar a perda de água da planta e protegê-la contra infecções e traumas mecânicos.[1] ·      

Outro principal componente é a Cera, sendo encontrada na parte externa da cutícula, é um polímero complexo e heterogêneo, decorrente da interação de longas cadeias de ácidos graxos, alcoóis alifáticos e alcanos, na presença de oxigênio.  A Cutina e a Cera servem como barreira contra insetos, fungos e bactérias. [2]

Evolução[editar | editar código-fonte]

Tais características como os estômatos, xilema, floema e espaços intercelulares do tecido do mesofílico do caule são inovações, que juntamente com a cutícula, evoluíram nas plantas há mais de 450 milhões de anos durante a transição a vida na água para a vida na terrestre. Essas características permitiram que as plantas verticais explorassem os ambientes aéreos, possibilitando assim que as plantas conservem água internalizando as superfícies para troca de gás, englobando-as em uma membrana impermeável e incluindo um sistema de controle de abertura e fechamento (as células estomáticas) que são responsáveis por regular a taxa de transpiração e toca de CO2 .[3]

Referências

  1. http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Morfofisiologia_vegetal/morfovegetal18.php
  2. APEZZATO-DA-GLÓRIA & CAMELLO- GUERREIRO (2012). Anatomia Vegetal. Viçosa: UFV 
  3. Raven, J.A. (1977) The evolution of vascular land plants in relation to supracellular transport processes. Advances in Botanical Research, 5, 153-219

2. APPEZZATO-DA-GLÓRIA, B. & CARMELLO-GUERREIRO, S.M. (Eds.) Anatomia vegetal. 3a ed. Viçosa: Editora UFV, 2012. 3. RAVEN, J.A. (1977) The evolution of vascular land plants in relation to supracellular transport processes. Advances in Botanical Research, 5, 153-219.

Ícone de esboço Este artigo sobre Botânica é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências