Cutrale

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cutrale
Razão social Sucocítrico Cutrale Ltda.
Empresa de capital fechado
Indústria Bebidas
Agricultura
Gênero Limitada
Fundação 25 de Março de 1968
Fundador(es) José Cutrale Jr
Sede Araraquara,  Brasil
Proprietário(s) Família Cutrale
Presidente José Luís Cutrale
Empregados 10.000
Produtos Suco de Laranja
Maça
Soja
Limão
Pêssego
Subsidiárias Chiquita (Junto com o Grupo Safra)
Faturamento Aumento R$ 4 bilhões (2013)[1]
Website oficial www.cutrale.com.br/

Cutrale é uma empresa brasileira produtora de laranjas, suco de laranja e seus subprodutos.

Produz suco de laranja e está localizada no interior de São Paulo, na cidade de Araraquara. Seu controle pertence a família Cutrale. A empresa foi inaugurada no dia 25 de março de 1968 por José Cutrale Jr e seu atual presidente é José Luís Cutrale.[2]

A Cutrale controla um terço do mercado mundial de suco de laranja e também atua no cultivo e distribuição de maçãs, limões, pêssegos e soja.[3]

História[editar | editar código-fonte]

O primeiro Cutrale a chegar ao Brasil foi Giuseppe Cutrale, que deixou a família na Sicília para tentar a vida em São Paulo.[4] Começou vendendo laranjas no Mercado Municipal de São Paulo.[5] Dizem que não possuía nada ao desembarcar no Brasil e que, para dar início ao seu negócio, começou comprando laranjas de produtores de um subúrbio do Rio de Janeiro.[6]

Em julho de 2004 a Cutrale comprou 16,9% da Coca Cola-FEMSA no Brasil por 50 milhões de dólares.[7]

Em agosto de 2014 tentou junto com o Grupo Safra adquirir a empresa americana de bananas Chiquita por 611 milhões de dólares, na época a Chiquita não aceitou a oferta dos brasileiros por querer continuar o processo de fusão com a Irlandesa Fyffes.[8]Porém em 24 de outubro de 2014 a Chiquita desistiu da fusão com a Fyffes e em 27 de outubro os grupos brasileiros Safra e Cutrale adquiriram a empresa por 1,3 bilhão de dólares,[9][10]com o fim do processo de fusão a Chiquita terá que indenizar a Fyffes.[11]ver também

Plantação de Laranja da Cutrale na cidade de Avaré.

Atualmente a empresa é a maior empresa no setor de suco de laranja do mundo com 25% do mercado mundial, a companhia possui 7 fabricas, sendo 6 no Brasil e 1 nos Estados Unidos, também é dona de 8 terminas portuários no Brasil.[12]

Problemas com a Justiça[editar | editar código-fonte]

A empresa é conhecida por ser ré em diversas ações trabalhistas, via de regra, em razão da exploração de mão de obra de catadores de laranja, os quais são pessimamente remunerados. Em fevereiro de 2013, foi condenada pela Justiça do Trabalho em Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público a indenizar, a título de danos morais coletivos, no valor de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais), por discriminar funcionárias grávidas. Em janeiro do mesmo ano, já havia sido condenada a arcar com as despesas de transporte de pessoas que vieram de outros estados para trabalhar na colheita de laranja e que foram abandonadas sem ter como retornarem ao estado de origem após a colheita[13].[14] Em 2017, a empresa foi incluída pela Divisão de Fiscalização para Erradicação do Trabalho Escravo (DETRAE) do Ministério do Trabalho, no cadastro de empregadores da “lista suja” do trabalho escravo. Nessa lista constam os nomes de empresas que foram autuados por trabalho análogo ao de escravo por auditores fiscais, e tiveram o direito de recorrer em duas instâncias administrativas dentro do órgão. Em nova lista, divulgada em 10 de abril de 2018, o nome da Cutrale foi mantido na nova relação de empresas autuadas.

.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.