Cutty Sark (banda)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cutty Sark
Informação geral
Origem Bonn, Renânia do Norte-Vestfália
País  Alemanha
Gênero(s) Heavy metal
Período em atividade 1976 - 1987, 1998 - 1999
Gravadora(s) Bernie, Mausoleum Records, Music Area Records
Integrantes Conny Schmitt (vocalista)
Uwe Cossmann (guitarrista)
Torsten Pitz (baixista)
Micki Schmitt (baterista)
Ex-integrantes Helge Meier (baixista)
Robert Schmidt (tecladista)

Cutty Sark foi uma banda alemã de heavy metal, formada em 1976 na cidade de Bonn na Renânia do Norte-Vestfália.[1] A banda ficou junta até 1987, voltando a ativa somente em 1998, agora sem seu baixista original. Porém a volta da Cutty Sark durou pouco mais de um ano, voltando a se extinguir em 1999.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Origem[editar | editar código-fonte]

Ao contrário do que se imagina, o nome da banda não foi em homenagem ao clipper Cutty Sark, mas sim ao uísque Cutty Sark, o preferido do baixista e líder da banda Helge Meier, a formação se seguiu com os irmãos Conny (vocal) e Michael "Micki" Schmitt (bateria) e completada pelo guitarrista Uwe Cossmann, a banda ainda contou com o tecladista Robert Schmidt, porém este saiu da banda antes mesmo dela gravar seu primeiro álbum.[3]

Assim com a formação do quarteto a banda conseguiu fazer seu nome de forma gradual na esteira do boom do heavy metal dos anos 70 e 80 predominante na Alemanha.[4]

Anos 80[editar | editar código-fonte]

Em 1983 finalmente a Cutty Sark lança seu primeiro Ep, o álbum contava com apenas 4 faixas, e se chamava Hard Rock Power, mesmo nome da faixa que abre o álbum.[5] Assim finalmente a banda começa a dar sinais de vida, e logo começa fazer um pequeno sucesso com os fãs com seu variado e diferente heavy metal melódico.[4]

Com o sucesso do seu álbum independente, e apostando num metal diferenciado, livre dos clichês da época, e com um potencial musical para ter as portas internacionais abertas, a Cutty Sark consegue um contrato com a gravadora Mausoleum Records,[4] que lhe renderia 2 discos, o primeiro lançado em 1984 com o nome de Die Tonight,[6] com esse disco, a Mausoleum Records abriu definitivamente as portas para o cenário do heavy metal internacional, e não somente no cenário do metal alemão.[4]

Em 1985, a Cutty Sark lança seu segundo álbum pela Mausoleum Records, o disco Heroes, mas o disco sofreu uma comparação direta com a Die Tonight, embora a "Heroes" tivessem canções de classe, como o solo de guitarra em Love the World away, de alguma forma o álbum não teve o mesmo brilho do seu antecessor.[4]

Anos 90[editar | editar código-fonte]

Depois do fracasso com "Heroes", tudo parecia ter terminado, nada mais foi ouvido sobre o quarteto de Bonn, e enquanto o cenário musical mudava gradualmente com o tempo, e depois de tanto silêncio sobre a banda, e mesmo sem muito alarde da imprensa, a Cutty Sark lança seu quarto disco no ano de 1997, agora pela Music Area Records, o álbum Regeneration.[7]

A banda brinca com o álbum conjurando todos os seus pontos fortes, desde a capa fazendo alusão aos dois primeiros discos em "regeneração", até o som se deixando brilhar através de algumas novas influências.[4] Nessa nova empreitada, o baixista Helge Meier não foi encontrado pelos outros membros da banda, e foi substituido por Torsten Pitz.[2] A Cutty Sark terminou definitivamente em 1999, deixando um legado de 4 álbuns.[8]


Formação[editar | editar código-fonte]

Última formação[editar | editar código-fonte]

Ex-integrantes[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Hard Rock Power (1983)[8]
  • Die Tonight (1984)[8]
  • Heroes (1985)[8]
  • Regeneration (1998)[8]

Referências

  1. «Band's list - Heavy Metal - Cutty Sark» (em inglês). www.spirit-of-metal.com. Consultado em 25 de junho de 2015 
  2. a b «Rock De Quarta : Cutty Sark !!». www.obardobebado.com. Consultado em 25 de junho de 2015. Arquivado do original em 26 de junho de 2015 
  3. a b c d e f g «Cutty Sark - Members» (em inglês). www.metal-archives.com. Consultado em 25 de junho de 2015 
  4. a b c d e f «Klassiker Cutty Sark Regeneration» (em alemão). www.zine-with-no-name.de. Consultado em 25 de junho de 2015 
  5. «Hard Rock Power - Cutty Sark» (em inglês). www.metal-archives.com. Consultado em 25 de junho de 2015 
  6. «Die Tonight - Cutty Sark» (em inglês). www.metal-archives.com. Consultado em 25 de junho de 2015 
  7. «Regeneration - Cutty Sark» (em inglês). www.metal-archives.com. Consultado em 25 de junho de 2015 
  8. a b c d e [www.spirit-of-metal.com «Cutty Sark»] Verifique valor |url= (ajuda) (em inglês). www.spirit-of-metal.com. Consultado em 25 de junho de 2015 

Ver também[editar | editar código-fonte]