Cyanicula

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Como ler uma infocaixa de taxonomiaCyanicula
Cyanicula caerulea
Cyanicula caerulea
Classificação científica
Domínio: Eukaryota
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Asparagales
Família: Orchidaceae
Subfamília: Orchidoideae
Tribo: Diurideae
Subtribo: Caladeniinae
Género: Cyanicula
Hopper & A.P.Br. 2000
Espécie-tipo
Cyanicula gemmata
(Lindl.) Hopper & A.P.Br. (2000)
Distribuição geográfica
Cyanicula distribution map.png
Espécies
10 espécies, ver quadro abaixo
Sinónimos
Pentisea (Lindl.) Szlach. 2001

Caladenia sect. Pentisea Lindl. 1840

Cyanicula é um género botânico pertencente à família das orquídeas, ou Orchidaceae, classificado na subtribo Caladeniinae da tribo Diurideae. É o único gênero de Caladeniinae com plantas de folhas ovaladas recobertas por pilosidades, flores de labelo com calos alinhados pelo menos até a metade do disco, tubérculos completamente recobertos por uma túnica fibrosa, sem raízes, e flores que só se abrem completamente quando faz calor. Seu nome vem do grego cyano, azul, em alusão à cor das flores da maioria das espécies. Até 2000 este gênero era considerado uma seção de Caladenia.[1]

Cyanicula é composto por dez espécies terrestres, originárias do sul da Austrália, predominando no lado ocidental, e da Tasmânia[2] onde habitam ambientes diversos, sempre com clima marcadamente sazonal. Crescem durante o outono e inverno e florescem na primavera. Sua floração é grandemente estimulada por incêndios ocasionais. São plantas de cultivo difícil.[3]

Cyanicula são plantas anuais que, além das características acima enumeradas, apresentam caules curtos, eretos, não ramificados, com uma única folha membranácea plana basal, e inflorescência terminal, ambos pubescentes[4] com somente uma ou poucas flores ressupinadas azuis, amarelas ou brancas, de segmentos livres e bastante similares. O labelo é muito menor que os outros segmentos, simples ou trilobado, preso à coluna por uma garra basal, inteiramente recoberto por pequenas glândulas, normalmente as mais próximas à base, de formato diferente. A coluna é curva e delicada, apoda, com antera terminal e quatro polínias.[1] As muitas espécies de flores azuis são polinizadas por abelhas e as poucas espécies amarelas ou brancas, todas pertencentes ao complexo da Cyanicula gemmata, por besouros.[5]

Publicação e sinônimos[editar | editar código-fonte]

  • Cyanicula Hopper & A.P.Br., Lindleyana 15: 120 (2000).

Espécie-tipo:

Sinônimos:

  • Caladenia R.Br. sect. Pentisea Lindl., Edward's Bot. Reg., 1-23, Swan Riv. Append. liii (1840).

Histórico[editar | editar código-fonte]

Cyanicula foi proposto por Hopper e Brown em 2000, com base em sua morfológicos[6] e em dados moleculares.[7] Apesar de não ter sido publicado, o gênero já havia sido informalmente proposto por Drummond em 1838,[8] no entanto Lindley preferiu propor apenas uma seção, Pentisea, em Caladenia para classificar as duas espécies conhecidas na época.[9]

Uma espécie originalmente descrita em Caladenia mas depois considerada uma Cyanicula, a C. deformis deu origem um novo gênero, Pheladenia. Os dados moleculares sobre esta espécie até o momento não são conclusivos e explora-se a possibilidade de ter origem como híbrido intergenérico.[10]

Espécies[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Jones, David: (2001) Cyanicula em A. M. Pridgeon, P. J. Cribb, M. W. Chase, and F. N. Rasmussen eds., Genera Orchidacearum, vol. 2, Orchidoideae part 1. Oxford University Press, Oxford, UK ISBN 0198507100.
  2. R. Govaerts et al.: World Checklist of Orchidaceae. The Board of Trustees of the Royal Botanic Gardens, Kew. Publicado na Internet (em inglês) (Consultada em fevereiro de 2009).
  3. Richards, Helen: (2001) Cyanicula em A. M. Pridgeon, P. J. Cribb, M. W. Chase, and F. N. Rasmussen eds., Genera Orchidacearum, vol. 2, Orchidoideae part 1. Oxford University Press, Oxford, UK ISBN 0198507100.
  4. David L. Jones (2006). Caladenia in Native Orchids of Australia:24-27. Reed Natural History Australia (Publ.) ISBN 9781877069123
  5. Bower, Colin: (2001) Cyanicula em A. M. Pridgeon, P. J. Cribb, M. W. Chase, and F. N. Rasmussen eds., Genera Orchidacearum, vol. 2, Orchidoideae part 1. Oxford University Press, Oxford, UK ISBN 0198507100.
  6. Hopper SD, Brown AP. (200). New genera, subgenera, combinations, and species in the Caladenia alliance (Orchidaceae: Diurideae) Lindleyana 15:120–126
  7. Kores PJ, Molvray M, Weston PH, et al. (2001) A phylogenetic analysis of Diurideae (Orchidaceae) based on plastid DNA sequence data. American Journal of Botany 88:1903–1914.
  8. Drummond J. (1838). Remarks on the roots of some of the terrestrial Orchideae of Australia found in the neighbourhood of the Swan River. Gardener's Magazine: 14:425–429.
  9. Lindley J. (1840). A sketch of the vegetation of the Swan River Colony. Appendix to the first 23 volumes of the Botanical Register.
  10. Hopper SD, Brown AP. Robert Brown's Caladenia revisited, including a revision of its sister genera Cyanicula, Ericksonella and Pheladenia (Caladeniinae: Orchidaceae) Australian Systematic Botany. 2004;a 17:171–240.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Cyanicula
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Cyanicula
Ícone de esboço Este artigo sobre orquídeas (família Orchidaceae), integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.