Cyclotron (DC Comics)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde abril de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Cyclotron, cuja identidade era o Doutor Terry Curtis, era um personagem fictício da DC Comics. Apareceu sob identidade civil em Action Comics #21 (1940) numa das primeiras histórias de Superman, e foi criado por Jerry Siegel e Joe Shuster. Ele era, no conceito de Siegel e Shuster, apenas um cientista coadjuvante. Não apareceu novamente até... All-Star Squadron #21 (1983), quando o escritor Roy Thomas reintroduziu-o como um vilão relutante chamado Cyclotron.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Doutor Terry Curtis era um cientista atômico. Em 1939, o Ultra-Humanóide (no corpo de Delores Winters) sequestrou Curtis e forçou-o a construir um desintegrador atômico para si, com o qual pretendia chantagear a cidade. Ultra foi frustrado por Superman, e aparentemente pulou para a morte num vulcão.

Como Cyclotron[editar | editar código-fonte]

Ultra na verdade forjou sua morte. Em 1942, ele voltou a procurar Terry. Terry descobriu que havia sido irradiado por suas próprias experiências, assim como sua filha recém-nascida. Ultra se ofereceu para curar sua filha, e alterar o corpo de Curtis de modo que ele poderia converter a radiação de seu corpo em poderes. Como barganha, Terry (agora conhecido como Cyclotron) teria que roubar os artefatos Powerstone e Martelo de Thor para o vilão. Will Everet, o faxineiro afro-americano de Curtis foi usado como cobaia para um experimento que tornou-o um camaleão molecular: Will poderia agora se tornar feito de qualquer material que tocasse. Ultra chantageou Everet (agora chamado O Admirável) a colaborar com seus planos de dominação, sob ameaça de destruir sua cidade natal, Detroit. Por um tempo, Will se viu forçado a colaborar, mas logo voltou-se contra Ultra, e integrou as fileiras do All-Star Squadron. No presente, uma encarnação da Sociedade Secreta de Supervilões foi organizada pelo Ultra-Humanóide do presente, que estreou num novo corpo: um gorila alterado cirurgicamente. Ele juntou inimigos de ambas a Liga da Justiça e Sociedade da Justiça. Ele estava inacabado quando ele traiu os vilões mais jovens, e todos eles foram banidos para o Limbo para aguardar julgamento. (JLofA #193-195; nos tempos pre-crise, Limbo era a região entre as Terras paralelas. O conceito não foi explorado no pos-crise). Lá eles encontraram Vulcan, o Filho do Fogo que em vez de perecer também tinha sido banido pro Limbo. Com os vilões da Era de Ouro e Vulcan, Ultra estabeleceu contato consigo mesmo de 1942. O poder combinado deles junto com de Onda Mental os libertou do Limbo. O Ultra-Humanóide do presente reapareceu em tempos modernos contra a Corporação Infinito, e os outros materializaram-se em 1942. (All-Star Squadron#26) O Ultra-humanóide de 1942, de posse da Powerstone, tirou os poderes de Superman da Terra 2 e planejava transplantar seu próprio cérebro para o corpo do Homem-robô, mas foi frustrado. Neste episódio, a Corporação Infinito, vinda do presente, brevemente ajudou o All-Star Squadron a capturar os vilões. Pouco depois da derrota, os vilões em 1942 foram devolvidos ao presente. No último momento, Cyclotron, arrependido de seus crimes, agarrou Ultra (Delores) e voando, usou todas as radiações contidas em seu corpo para provocar uma explosão atômica, aparentemente matando a ambos. É desconhecido como Ultra sobreviveu a isto, pois continua ativo no presente, mas o corpo de Delores Winter foi destruído. Devido a exposição a radiação de Terry Curtis, o herói O Átomo original ganhou sua superforça tempos depois, e adotou um uniforme similar ao de Cyclotron, por homenagem a seu sacríficio. A filha de Curtis foi adotada também pelo herói, e quando adulta se tornou mãe do herói Nuklon (hoje, o Esmaga-Átomo).

Poderes[editar | editar código-fonte]

Como Terry Curtis, ele não possuía poderes, mas era um brilhante cientista atômico. Como Cyclotron, entretanto, ele poderia voar, disparar rajadas, tinha força e resistência sobrehumanas, e podia fazer pequenas alterações moleculares na matéria. Ele usou todas as radiações contidas em seu corpo para provocar uma explosão atômica.

Aparições em outras mídias[editar | editar código-fonte]

Cyclotron não tem verdadeiras aparições em outras mídias além dos quadrinhos. Entratanto, as citações abaixo são dignas de nota.

  • Primariamente, na coleção Superpowers, houve um boneco chamado Cyclotron, mas ele nada tinha a ver com o personagem clássico além do nome. Este Cyclotron era um andróide criado por Superman e programado pelo computador da Liga da Justiça para armazenar dados sobre todos os heróis e vilões. Utiliza uma máscara removível que o disfarça em ser humano.
  • É pouco observado, mas no episódio de Liga da Justiça (desenho animado) chamado "Injustiça para todos", depois de descobrir que foi contaminado pela radiação da kryptonita e que está com os dias contados, Lex Luthor pede auxílio ao Ultra-humanóide. O vilão (no corpo gorila) então constrói um traje para Luthor (semelhante ao que Luthor usava nos tempos Pré-Crise). O traje, no caso, converte a radiação contida no corpo de Luthor em poderosas rajadas de kryptonita, e mantém seu câncer controlado. Conclui-se que Luthor teria absorvido o papel de Cyclotron no Universo animado da DC.

Curiosidade[editar | editar código-fonte]

A história narrada em Action Comics #21 foi publicada no Brasil na Coleção Invictus. Interessante notar que em épocas passadas, devido a falta de conhecimento dos tradutores brasileiros da relação entre Ultra-Humanóide e Dolores Winters, seu nome era vertido para ULA quando no corpo da atriz.[1]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Banda desenhada da DC Comics é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]