D'erlanger

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
D'erlanger
Informação geral
Origem Quioto
País Japão
Gênero(s)
Período em atividade 1983–1990, 2007–presente
Gravadora(s)
Integrantes
  • Kyo
  • Cipher
  • Seela
  • Tetsu
Ex-integrantes
  • Kaoru
  • Shi-Do
  • Dizzy
Página oficial www.derlanger.jp

D'erlanger (estilizado como D'ERLANGER) é uma banda japonesa de rock visual kei formada em 1983 em Quioto pelo guitarrista Cipher e baixista Seela. Originalmente sua musicalidade envolvia speed e power metal, mas depois de recrutar o baterista Tetsu e o vocalista Kyo, eles mudaram para um som de rock alternativo em seu álbum de estreia La Vie En Rose em 1989, que esgotou e foi relançado três vezes. No ano seguinte, assinaram contrato com a BMG Japan.[1] Lançaram Basilisk em março de 1990, que alcançou o top 5 das paradas da Oricon Albums Chart. No entanto, em dezembro, o grupo anunciou repentinamente sua separação.

Apesar do pouco tempo sob os holofotes, continuram reconhecidos e são considerados um dos fundadores do movimento visual kei.

D'erlanger retomou as atividades em 2007 lançando o álbum Lazzaro. Desde então, eles lançaram mais seis álbuns de estúdio e fizeram extensas turnês, incluindo apresentações no exterior.

História[editar | editar código-fonte]

Formação e primeiros anos (1983-1987)[editar | editar código-fonte]

D'erlanger foi formado em dezembro de 1983 por Cipher e Seela na guitarra e no baixo, respectivamente. O vocalista Kaoru e o baterista Shi-Do logo se juntaram para completar a formação. Eles fizeram sua primeira apresentação em maio de 1984 no Osaka Bourbon House, quando Cipher tinha apenas quinze anos. Em agosto de 1984, Kaoru deixou a banda e foi substituído por Dizzy.[2]

Eles lançaram 3 fitas demo em 1985, "Tonight", "The Birth of Splendid Beast !!" e "Blue". No dia 26 de outubro de 1986 participaram de um evento no Meguro Rokumeikan, chamado The New Power Metal Audition, organizado pelo selo Mandrake Root Records para comemorar seu primeiro aniversário. D'erlanger venceu o concurso e a gravadora lançou seu single "Girl" em 20 de fevereiro de 1987, limitado a 3.000 cópias. Distribuíram outra fita demo limitada a 100 cópias gratuitamente em 22 de fevereiro, contendo apenas a canção "Sadistic Emotion".[2]

Em 1 de agosto de 1987, D'erlanger fez seu primeiro show solo no Meguro Rokumeikan.[3] Shi-Do decidiu deixar a banda em outubro e logo foi substituído por Tetsu, que era roadie da 44Magnum junto de Cipher.[4]

Entrada de Kyo e início do sucesso (1988-1989)[editar | editar código-fonte]

Hibiya Open-Air Concert Hall, onde D'erlanger realizou o que se tornou seu penúltimo concerto em 1990.

O vocalista Dizzy também deixou a banda em junho de 1988. Kyo, que havia tocado anteriormente com Tetsu na banda Dead Wire e no Saver Tiger (junto com hide),[5] se tornou o novo vocalista em 1 de julho.[2]

Após seu primeiro show com Kyo em 22 de julho, eles embarcaram na turnê Sadistic Punk.[3] Durante a turnê em 1989, eles lançaram seu primeiro álbum em 10 de fevereiro, La Vie En Rose, pela Danger Crue Records. Todas as cópias foram vendidas na pré-venda, portanto foi lançada outra impressão onze dias depois. Uma mudança drástica da musicalidade da banda foi apresentada neste álbum, indo de speed e power metal para punk e rock alternativo. D'erlanger então fez a curta turnê chamada Incarnation of Eroticism.

Assinatura com a BMG e dissolução (1990)[editar | editar código-fonte]

O ano de 1990 começou com a assinatura da banda com a grande gravadora Ariola Japan, na época um sub selo da BMG.[2] Durante a turnê Ai to Shi to Koh-Kotsu no início de 1990, eles lançaram seu primeiro single numa grande gravadora, "Darlin", em 25 de janeiro.[6] Em 7 de março, lançaram seu segundo álbum Basilisk. O single "Lullaby -1990-" foi lançado pouco antes de se iniciar a turnê Moon and the Memories em 10 de setembro.[3] A turnê terminou no dia 31 de outubro, no Koseinenkin Kaikan em Osaka.

Em 24 de dezembro de 1990, o D'erlanger chocou seus fãs ao anunciar repentinamente que a banda estava encerrando as atividades.[3][6] Um álbum de vídeo e dois álbuns ao vivo intitulados Moon and the Memories... the Eternities Last Live 1 e 2 foram lançados em 6 de março de 1991, os quais foram gravados em seus penúltimos shows em 27 e 28 de outubro de 1990 no Hibiya Open-Air Concert Hall em Tóquio.

Em 21 de abril de 1995, seus dois álbuns de estúdio foram remasterizados e relançados.

Reunião (2007–2012)[editar | editar código-fonte]

Em 14 de março de 2007 o D'erlanger se reuniu e lançou o álbum de grandes êxitos e DVD intitulado Pandora.[1] No mesmo dia, a banda lançou o primeiro em 17 anos e terceiro álbum de estúdio intitulado Lazzaro, pela Cutting Edge.[7] Em 22 de abril, eles apresentaram sua "performance de rejuvenescimento" intitulada Bara Iro no Sekai - Rosy Eyesight no Zepp Tokyo, que foi gravada e lançada em DVD em 19 de setembro. [3] Em 22 de setembro de 2007, D'erlanger realizou o evento Abstinence's Door #001, um evento onde eles próprios, Mucc e Merry apresentaram. Este foi o primeiro de vários Abstinence's Door, um evento da banda com vários artistas.

Lançaram o single "Zakuro" em 19 de março de 2008. Inclui a canção "Love Anymore", que foi composta inicialmente por Cipher quando ele tinha dezesseis anos e incluída na fita demo "Blue" sob o nome "Telephon", desta vez com nova letra de Kyo.[8] A banda lançou seu quarto álbum The Price of Being a Rose is Loneliness em 30 de abril e então embarcaram na turnê D'erlanger Tour '08 -A Rose Insane-. A turnê começou em 6 de maio com o show D'erlanger 25th Anniversary no Nippon Budokan . As filmagens desse show foram lançadas no dia 10 de dezembro no DVD Bara Iro no Jinsei -La Vie en Rose. D'erlanger realizou o Abstinence's Door #002 em 21 de setembro com Inoran, Merry e heidi. O Abstinence's Door #003 foi realizado em 8 de novembro, com the Underneath e La; Cen-zhow. No dia seguinte, aconteceu o Abstinence's Door #004, onde lynch., Sadie e the Underneath se apresentaram.

Em 25 de julho de 2009 eles tocaram em Taipé, Taiwan, sendo a primeira apresentação da banda em um país estrangeiro. D'erlanger se apresentou no V-Rock Festival '09 em 24 de outubro,[9] o show foi transmitido ao vivo para todo o mundo no site oficial do festival. Também fizeram um show na Coreia do Sul em 30 de outubro. A banda então lançou seu quinto álbum, o autointitulado D'erlanger, em 11 de novembro de 2009.[10] O álbum inclui uma versão de estúdio de "Easy Make, Easy Mark", uma música que eles escreveram e tocaram nos anos 80.

Em 19 e 20 de setembro de 2010, aconteceram o Abstinence's Door #005 e a Abstinence's Door #006. Head Phones President, defspiral e Girugamesh apresentaram na primeira noite, enquanto Acid Android e Pia se apresentaram na segunda noite. Cada show foi transmitido ao vivo para todo o mundo no Ustream.tv.[11] Abstinence's Door #007 aconteceu três dias depois em Taipei, com a banda taiwanesa Overdose e novamente a coreana Pia se apresentando.

D'erlanger lançou o álbum A Fabulous Thing in Rose em 29 de setembro de 2010.[12] Ele contém onze faixas: 8 auto-covers de músicas de seus primeiros 2 álbuns de estúdio, uma versão em inglês de "La Vie En Rose", mais as novas faixas "Everything is Nothing" (uma música que escreveram e tocaram durante os anos 80) e o instrumental "Adameve".

Em 13 de dezembro, foi anunciado em seu site oficial que a banda se apresentaria em Moscou, Rússia, no XO-Club em 30 de abril de 2011.[13] No entanto, em 29 de março, após o sismo e tsunami de Tohoku em 2011, a banda decidiu adiar o show. Este teria sido o primeiro show da banda em um país europeu. Depois, No ano seguinte, retornaram a Taiwan, desta vez para uma apresentação no Hohaiyan Rock Festival em 15 de julho de 2012. D'erlanger fez um cover de "Iconoclasm" para o Parade II -Respective Tracks of Buck-Tick-, um álbum em tributo a Buck-Tick,[14] e participou da turnê do álbum Buck-Tick Fest 2012 On Parade em 23 de setembro.

Warner Music Japan (2013–presente)[editar | editar código-fonte]

D'erlanger lançou seu sexto álbum de estúdio, #Sixx, em 22 de maio de 2013.[15] Foi o primeiro lançamento desde que trocaram as gravadoras de Cutting Edge para a Warner Music Japan. Tocaram um cover da canção "Genkai Haretsu" de hide para o álbum Tribute VII -Rock Spirits- lançado em dezembro de 2013.[16] 2014 viu uma continuação da turnê do sexto álbum, intitulado #Sixx-69-. Seu próximo álbum, Spectacular Nite -Kuruoshii Yoru ni Tsuite-, foi lançado em 22 de abril de 2015. Em 2 de maio, o D'erlanger deu início a uma turnê nacional para comemorar seu 25º aniversário, que terminou em 14 de junho no Akasaka Blitz.[17] Eles também se apresentaram no segundo dia do Lunatic Fest, festival da banda Luna Sea, em 28 de junho,[18] bem como no concerto anual da banda Angelo, Intersection of Dogma em 5 de agosto.[19]

O grupo lançou J'aime La Vie em 3 de maio de 2017, que se tornou o álbum de estúdio de maior sucesso desde a reunião. Também comemoraram o 10º aniversário desde sua reunião com um show.[20] Um álbum tributo à banda chamado D'erlanger Tribute Album ~Stairway to Heaven~ foi lançado em 13 de setembro de 2017.[21] Ele contém covers de suas canções por artistas como Dir en grey, Hyde, Teru e Hisashi, Inoran, etc. A banda então realizou o Abstinence's Door #008 e #009 no EX Theatre Roppongi em 15 e 16 de setembro. A primeira apresentação incluiu Angelo e Dezert, a segunda incluiu lynch. e Psycho le Cému, enquanto o D'erlanger se apresentou com Hyde na primeira noite e Kiyoharu na segunda.

D'erlanger lançou seu nono álbum Roneve em 22 de maio de 2019. Foi apoiado por uma turnê nacional de quinze datas de maio a julho.[22]

Influência e legado[editar | editar código-fonte]

D'erlanger é citada como uma das bandas pioneiras da cena visual kei e influenciou muitos artistas posteriores.[23][24]

Inoran, que foi influenciado por Cipher, e Shinya do Luna Sea afirmam que D'erlanger possui "todos os elementos de uma banda que se diz ser visual kei".[5] Kiyoharu conta que D'erlanger foi pioneiro em fundir metal e beat rock, algo que influenciou a musicalidade visual kei em geral.[25]

O guitarrista do Dir en grey Die nomeia Cipher como seu herói de guitarra,[26] e conta que se apaixonou pelo instrumento após ouvir La Vie En Rose.[27]

Basilisk foi citado pela Kerrang! como um dos 13 álbuns japoneses essenciais.[28]

Membros[editar | editar código-fonte]

  • Ichiro "Cipher" Takigawa (瀧川 一郎 Takigawa Ichirō?)guitarra, vocais de apoio (1983–1990, 2007–presente)
  • Tomohiro "Seela" Nakao (中尾 朋宏 Nakao Tomohiro?)baixo, vocais de apoio (1983–1990, 2007–presente)
  • Tetsu Kikuchi (菊地 哲 Kikuchi Tetsu?)bateria (1987–1990, 2007–presente)
  • Hiroshi "Kyo" Isono (磯野 宏 Isono Hiroshi?)vocais (1988–1990, 2007–presente)
Ex membros
  • Kaoru Miyahira (宮平 薫 Miyahara Kaoru?) – vocais (1983–1984)
  • Tadashi "Shi-Do" Uno (宇野 忠 Uno Tadashi?) – bateria (1983–1987)
  • Yoshifumi "Dizzy" Fukui (福井 祥史 Fukui Yoshifumi?) – vocais (1984–1988)

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Título Lançamento Posição na Oricon[29]
La Vie En Rose 10 de fevereiro de 1989 25
Basilisk 7 de março de 1990 5
Lazzaro 14 de março de 2007 32
the price of being a rose is loneliness 30 de abril de 2008 22
D'erlanger 11 de novembro de 2009 19
#Sixx 22 de maio de 2013 16
Spectacular Nite -Kuruoshii Yoru ni Tsuite-
(Spectacular Nite -狂おしい夜について-)
22 de abril de 2015 18
J'aime La Vie 3 de maio de 2017 14
Roneve 22 de maio de 2019 15

Referências

  1. a b «伝説のビジュアル・バンドが復活! (Legendary Visual Band Reunites)». barks.jp (em japonês). Consultado em 12 de setembro de 2007 
  2. a b c d «D'ERLANGER». JaME World. 12 de setembro de 2007. Consultado em 7 de março de 2021 
  3. a b c d e «D'ERLANGER musicJAPANplus biography». musicjapanplus.jp. Consultado em 28 de dezembro de 2011 
  4. «D'ERLANGERがシーンに与えた影響は? トリビュート盤に見る"ジャンルで括れない"個性». Real Sound (em japonês). 26 de setembro de 2017. Consultado em 13 de setembro de 2018 
  5. a b «D'ERLANGER、LA録音の新アルバム発売決定 「DARLIN'」&「LULLABY」の新録も». Real Sound (em japonês). 16 de fevereiro de 2015. Consultado em 13 de setembro de 2018 
  6. «D'ERLANGER». Jame World. 12 de setembro de 2007. Consultado em 6 de março de 2021 
  7. «D'ERLANGER新作に「Loveanymore」収録、新アー写は27年前と同じ構図». Natalie (em japonês). 7 de abril de 2017. Consultado em 2 de outubro de 2017 
  8. «V-ROCK FESTIVAL: Saturday October 24th - S Stage». Jame World (em inglês). Consultado em 23 de novembro de 2010 
  9. «Novo álbum do D'ERLANGER». JaME World. 3 de setembro de 2009. Consultado em 7 de março de 2021 
  10. «Live Stream of Abstinence's Door #005, #006». jame-world.com. Consultado em 23 de novembro de 2010 
  11. «D'ERLANGER、LA録音による25周年記念アルバムを4月リリース». BARKS (em japonês). 16 de fevereiro de 2015. Consultado em 7 de março de 2021 
  12. «D'ERLANGER LIVE IN RUSSIA». musicjapanplus.jp. Consultado em 28 de dezembro de 2011 
  13. «New BUCK-TICK Tribute Album to be Released in July!». musicjapanplus.jp (em inglês). Consultado em 28 de julho de 2012. Arquivado do original em 19 de maio de 2012 
  14. «D'ERLANGER's New Album». Jame World (em inglês). Consultado em 23 de março de 2013 
  15. «hide トリビュート・シリーズ最後の作品にSPバンドによる「ピンク スパイダー」». Billboard JAPAN (em japonês). 15 de novembro de 2013. Consultado em 7 de março de 2021 
  16. «D'ERLANGER's New Album». Jame World (em inglês). Consultado em 12 de abril de 2015 
  17. «LUNA SEA hosts LUNATIC FEST. Six legendary artists, including DEAD END and D'ERLANGER for round 2». barks.jp. 14 de maio de 2015. Consultado em 13 de maio de 2015. Arquivado do original em 6 de julho de 2015 
  18. «Angelo's annual summer event: 4 artists including D'ERLANGER and cali≠gari». barks.jp (em inglês). 14 de maio de 2015. Consultado em 14 de maio de 2015. Arquivado do original em 18 de maio de 2015 
  19. «【レポート】D'ERLANGER、復活10周年ライヴで新たなる絶頂期到来の予感». barks.jp (em japonês). 23 de abril de 2017. Consultado em 4 de julho de 2017 
  20. «D'ERLANGER Tribute Album». Jame World (em inglês). Consultado em 4 de julho de 2017 
  21. «D'ERLANGER、5/22に約2年ぶりとなる9thアルバム『roneve』リリース決定!». GekiRock (em japonês). 25 de março de 2019. Consultado em 7 de março de 2021 
  22. «Interview with Kyo of D'ERLANGER». kanzennijrock.net. Consultado em 19 de janeiro de 2011. Cópia arquivada em 23 de julho de 2011 
  23. Dejima, Kouji. «Bounce Di(s)ctionary 第13回 - Visual Kei». bounce.com (em japonês). Consultado em 12 de setembro de 2007. Cópia arquivada em 1 de março de 2008 
  24. «エルトン・ジョン自伝映画『ロケットマン』を事実検証 | Rolling Stone Japan(ローリングストーン ジャパン)». Rolling Stone Japan (em japonês). 25 de agosto de 2019. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  25. «D'ERLANGER × DIR EN GREY». Gekirock (em japonês). 26 de junho de 2017. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  26. 株式会社ローソンエンタテインメント. «無人島 ~俺の10枚~ 【DIR EN GREY編】». www.hmv.co.jp (em japonês). Consultado em 13 de agosto de 2021 
  27. «The 13 essential Japanese rock and metal albums you need to know». Kerrang! (em inglês). Consultado em 13 de agosto de 2021 
  28. «Posição dos álbuns de D'erlanger na Oricon». Oricon (em japonês)