Débora Dubois

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde janeiro de 2016). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde janeiro de 2016).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Emblem-scales.svg
A neutralidade deste artigo ou se(c)ção foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão deste artigo.

Débora Dubois (São Paulo,[quando?]) - atriz, diretora e produtora de teatro, promove a constante inserção do universo brasileiro, tanto da dramaturgia como da música. Iniciou sua carreira teatral priorizando as exigentes plateias jovens.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

2017Roque Santeiro, o Musical, de Dias Gomes – estreou no teatro da FAAP em janeiro e seguiu carreira até 30 de julho deste ano. Direção musical Zeca Baleiro. Elenco: Jarbas Homem de Mello, José Rubens Chachá, Ricardo Tozzi, Edson Montenegro, Amanda Acosta, Dagoberto Feliz, Mel Lisboa, Marcos França, Luciana Carnieli, Flavio Tolezani, Nabia Villela, Patrícia Gaspar, Gisele Lima, Paulo Bordin, Samuel de Assis, Yael Pecarovich, Cristiano Tomiozzi e músicos: André Bedurê e Érico Theobaldo .

  • 2016 – A Paixão Segundo Nelson – adaptação de contos de Nelson Rodrigues por Zeca Baleiro. No elenco, Jarbas Homem de Mello, Helena Ranaldi, Rui Rezende, Vanessa Gerbelli, Gisele Lima, Lula Lima, Marcos Lanza, Roberto Cordovani além dos músicos Adriano Magoo e Billy Magno . Este espetáculo começou sua carreira em janeiro pelo nordeste do Brasil, a convite e patrocínio do teatro Banco Bradesco em parceria com a Oppus Produções Artísticas. Encerrou a turnê no teatro Bradesco em São Paulo por 4 semana, em abril de 2016
  • 2016 – Don Casmurro – Com Marcos Damigo, adaptação de Toni Brandão para a obra de Machado de Assis. Teve estreia em maio no Sesc Ipiranga. Em seguida fez temporada no Teatro Pequeno Ato e no teatro da Livraria da Vila do Shopping JK. Foi convidado a fazer 8 apresentações em CEUs da prefeitura de São Paulo.
  • 2016 – Infiéis – de Marco Antônio De La Parra. Com Veridiana Toledo, Marcelo Galdino, José Trassi e Marcela Pignatari, cumpriu temporada de três meses no Teatro Jaraguá em São Paulo.
  • 2016Moinhos e Carroceis – musical Infantil de José Geraldo Rocha. Recebeu o prêmio “Zé Renato” de incentivo a montagem da prefeitura de São Paulo, em comemoração aos 40 anos do “Grupo Pasárgada”  Direção musical: Gustavo Kurlat. Teve estreia no Teatro Cacilda Becker e seguiu em temporada no Teatro João Caetano, ambos em São Paulo.
  • "Otelo", de William Shakespeare (2015) - Teatro Sérgio Cardoso (SP). Seguiu carreira no Teatro FAAP, cumprindo duas temporadas somando dez meses em cartaz. Foi convidado por duas vezes a se apresentar em Salvador. Foi convidado a participar do Festival de Angra dos Reis . Elenco: Mel Lisboa, Samuel de Assis, Rafael Maia, Antonio Ranieri, Yael Pecarovich, Marcio Guimarães, Cesar Figueiredo, Glaucia Fonseca e Ricardo Monastero
Texto de Paulo Rogério Lopes, Marcio Macena e Débora Dubois
Direção de Marcio Macena e Débora Dubois
Elenco: Mel Lisboa, Fabiano Augusto, Carol Portes, Samuel de Assis, Rafael Maia, Debora Reis, Yael Pecarovich, Antonio Vanfill, Cesar Figueiredo, Fabio Ventura, Flavia Strongoli, Nanny de Souza, Nellson Oliveira, Talita Pereira.
Indicado ao Prêmio Bibi Ferreira nas categorias melhor espetáculo voto popular e melhor atriz: Nanny de Souza
Indicado ao Prêmio Qualidade Brasil nas categorias melhor diretor, melhor espetáculo, melhor ator: Fabiano Augusto. Mel Lisboa venceu como melhor atriz.
A partir do livro homônimo de Fernando Vilela, Texto adaptado por Braulio Tavares, Músicas originais compostas por Zeca BaleiroElenco: Cássio Scapin, Leonardo Miggiorin, Daniel Infantini, Luciana Carnieli, Ale Pessoa e Vanessa Prieto. Segunda Temporada: Fabio Lago, Daniel Warren, Marcos Damigo. Além dos músicos: Ana Rodrigues e Bruno Menegatti. Preparadora vocal: Tarita de Souza e coreografia/corpo de Roberto Alencar.

Um embate lúdico de linguagens, do prata com o bronze, da trova com o repente, do Sertão com Avalon, dos dois guerreiros mitológicos: Lampião e Lancelote, recebeu prêmios e lotou teatros por onde passou.

Espetáculo de dança flamenca
Baseado no conto “Espanha”, de Clarice Lispector
  • “A Pulga do Arquiteto” (2012)
Texto de Paulo Rogério Lopes
Elenco: Ziza Brisola e Isabela Graeff
  • “O Silêncio em Apuros” (2011)
Texto de Vanessa Prieto
Música e direção musical – Carlos Bauzys
Texto e músicas originais de Zeca Baleiro
  • “Três Cigarros e a Última Lasanha” (2010)
Texto de Fernando Bonassi e Victor Navas
Elenco: Renato Borghi
Trilha sonora: Cacá Machado
Recebeu vários prêmios e indicações. Venceu o prêmio Villanueva da crítica de teatro de Cuba
  • “Sabor a Freud” (2010)
Texto de José Pablo Feinmann
Elenco: Angela Dip e Luiz Guilherme / Juan Alba
Direção musical: Gustavo Kurlat
Texto de Ferréz
Elenco: Grupo Já
Trilha sonora: Debora Dubois
Texto original de Oscar Wilde
Texto adaptado por Marcos Damigo e Debora Dubois
Elenco: Marcos Damigo, Francisco Brêtas, Sergio Rufino e Lavínia Lorenzon.
Músicos em cena: Gabriel Levy e  Ana Elisa Colomar / DJ: Nivaldo Junior.
Direção Musical: Gustavo Kurlat
  • "A Gata Borralheira"
Texto de Toni Brandão
Elenco: Bárbara Paz, Flávia Garrafa, Guta Ruiz, Fabio Herford, Ary França, Júlio Rocha, Débora Lobo, entre outros.
Direção musical: Maurício Pereira
  • “Prova Contrária” (2005) – Teatro do SESC Belenzinho, SP
Texto de Fernando Bonassi
Elenco: Monica Guimarães, Plínio Soares
Trilha sonora: Zero Freitas
  • "Una Notte Intera ou Poda" (2004)
Texto de Aimar Labaki
Encenado pelo Teatro della Limonaia em Florença, Itália, com atores locais
  • “A Lenda dos Jovens Detentos” (2003)
Texto de Leo Lama
Trilha sonora: Debora Dubois
Indicado ao prêmio Panamco de autor, ator, trilha sonora e espetáculo
  • “O Braseiro” (2003)
Texto de Marcos Barbosa
Trilha original: Cacá Machado
Mostra de dramaturgia contemporânea
  • “Guerra na Casa do João” (2003)
Texto de Toni Brandão
Elenco: Juan Alba, Lara Córdula, Flávia Garrafa e elenco infantil.
Trilha sonora: Ciça Meireles
  • “Enlouquecendo a Mamãe” (2003)
Texto de Paulo Rogério Lopes
Com a Companhia Linhas Aéreas
Texto de Aimar Labaki
Recebeu o prêmio FEMSA de melhor espetáculo jovem, luz, cenário e texto. E Qualidade Brasil de melhor direção, atriz e produção.
  • "Pedro Mico” (2001)
Texto de Antonio Callado
Trilha sonora: Zé do Cavaco
Projeto de Formação de Público da Prefeitura de São Paulo
  • "Brasil de Cabelos Brancos" (2000). De Jorge Julião. Com a CIA Pompa Cômica, com Sergio Correa, Paulo Bordin entre outros.  Teatro Sergio Cardoso. Apresentado em várias empresas e associações, além de SESCs e CEUs da Prefeitura de SP até o ano de 2011.
  • “Pirata na Linha” (2000) – Teatro Popular do SESI-SP
Texto de Aimar Labaki
Elenco: Fabiano Augusto, Lavínia Lorenzon, Luciano Gatti
  • “Grogue” (1999)
Texto de Toni Brandão
  • “Cuidado, Garoto Apaixonado” (1998)
Texto de Toni Brandão

Teleteatro[editar | editar código-fonte]

Texto de Bosco Brasil
Elenco: Luciana Carnieli, Juliana Sanches, Clarissa Drebtchinsky, Fabio Espósito (Xepa)
Direção musical: Gustavo Kurlat
Texto de Claudia Barral
Elenco: Cacá Carvalho e Marat Descartes. Participação do Grupo Batuntã
Direção musical de Daniel Aires

Outros projetos[editar | editar código-fonte]

  • “A Paixão Segundo Nelson” (2012). Texto de Nelson Rodrigues e Zeca Baleiro. Músicas originais compostas por Zeca Baleiro. Leitura dramática no “Letras em Cena”, no MASP
  • Dirigiu inúmeras leituras de textos da nova dramaturgia brasileira.
  • Professora do curso livre de teatro da FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado) – de 2006 a 2009
  • Projeto Ademar Guerra” (Governo do Estado de SP) – de 2003 a 2005 – Encontros com grupos e indivíduos interessados no fazer teatral em diversas cidades
  • “Projeto Em Prol”, da Prefeitura de São Paulo – oficina de dramaturgia, interpretação e cenografia para profissionais e amadores. Oficina Cultural Oswald de Andrade (2005)
  • “Cabaret”, no Centro da Cultura Judaica – projetos de variedades com a apresentação de várias linguagens do fazer artístico.
  • Dirigiu o “Projeto Novos Talentos” do SESI, que consistia em espetáculos de apresentação de jovens artistas da música, dança, circo e teatro.
  • Realizou eventos para organizações como: FIESP, BRASKEM, PÃO DE AÇÚCAR, BASF, entre outras.

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

  • Lampião e Lancelote” – Prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte – APCA Melhor Espetáculo para Jovens. Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem, antigo Prêmio Femsa Melhor Espetáculo Jovem, Melhor Atriz Coadjuvante para Luciana Carnielli, Melhor Ator para Daniel Infantini, Melhor Iluminação para Debora Dubois, Melhor Figurino para Márcio Vinicius, Melhor Texto Adaptado para Braulio Tavares Prêmio Bibi Ferreira: Melhor Musical Brasileiro, Melhor Ator Revelação em Teatro Musical para Daniel Infantini, Melhor Melhor Figurino para Márcio Vinicius Prêmio Arte Qualidade Brasil 2013: Melhor Ator para Daniel Infantini
  • “Quem tem medo de Curupira?” – Foi campeão de indicações ao Prêmio Femsa, recebeu os Prêmios: por trilha originalmente composta, ator coadjuvante, iluminação e espetáculo jovem, além do APCA de Direção de Arte
  • “O Retrato de Dorian Gray” – indicada ao Panamco por direção, espetáculo jovem, cenário e produção. Recebeu o Panamco de trilha sonora
  • “Guerra na Casa do João” – indicada ao Panamco por cenário, produção e ator revelação; recebeu o APCA de melhor cenário
  • “A Lenda dos Jovens Detentos” – indicada ao Panamco de autor, ator, trilha sonora e espetáculo
  • “Três Cigarros e a Última Lasanha” - indicada ao Prêmio Shell nas categorias autor, ator e diretor. Recebeu o Prêmio Villanueva da crítica de Cuba.
  • “Motorboy” – Prêmio Femsa de melhor espetáculo jovem, texto (Aimar Labaki), luz (Wagner Freire), cenário (Duda Arruk) / Prêmio Qualidade Brasil: melhor direção (Debora Dubois), atriz (Amanda Acosta), produção (SESI) / indicação ao Panamco em 6 categorias.
  • “Pirata na Linha” – Prêmio Panamco de autor e ator / APCA de espetáculo jovem /vencedor do prëmio Femsa nas categorias Espetáculo jovem, Produção, Texto (Aimar Labaki), ator (Fabiano Augusto), Luz (Ari Nagô) / indicado ao Femsa de direção e cenário
  • “Grogue”, indicado ao Prêmio Panamco de direção, atriz coadjuvante e espetáculo
  • “Cuidado, Garoto Apaixonado” – Prêmio Mambembe de direção de teatro infantil e espetáculo / Prêmio Apetesp de trilha sonora