DJ Memê

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
DJ Memê
DJ Memê em 2012 no fim de ano.
Informação geral
Nome completo Marcello Mansur
Também conhecido(a) como Mandala, Marcello "Memê" Mansur, DJ Meme Orchestra
Nascimento 13 de março de 1965 (56 anos)
Origem Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
País  Brasil
Gênero(s)
Ocupação(ões)
Período em atividade 1976 - presente
Gravadora(s)
Afiliação(ões)
Página oficial www.djmeme.com.br

Marcello Mansur, mais conhecido como DJ Memê (Rio de Janeiro, 13 de março de 1965), é um DJ e produtor musical brasileiro. Já trabalhou com nomes notórios da música brasileira como Lulu Santos e Gabriel o Pensador e com artistas internacionais como Shakira, Gloria Estefan, David Morales, Frankie Knuckles e Dimitri from Paris. Ao todo, foram mais de 7 milhões de discos vendidos entre compilações e álbuns completos com sua produção.

Juventude[editar | editar código-fonte]

Nascido no Rio de Janeiro, no dia 13 de março de 1965, o jovem Marcello Mansur aos 11 anos de idade já se interessava por música, fazia suas próprias festinhas observando os grandes DJs profissionais.

Nos anos 70, iniciou tocando disco underground e mudou para a house, quando o gênero ainda estava no underground e nem tocava nas rádios. Foi DJ de boates chiques na zona sul e ao mesmo tempo bailes de equipes de som no subúrbio. Já adulto, DJ Memê entrou para as rádios e com o tempo, acabou levando seu som para as FMs cariocas, onde criou programas de mixagem históricos como A Festa da Cidade, na Rádio Cidade, RPC Megamix, na rádio RPC FM e recentemente, Paradiso Open House, na rádio Paradiso FM.[1] E com seu aprendizado trabalhando nas rádios com pistas, DJ Memê acabou ganhando a oportunidade de ser um dos pioneiros do remix no Brasil. Logo, gravadoras e artistas o chamaram para produzir discos.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Nos anos 90, a cena eletrônica brasileira nascia. Criou junto com Iraí Campos o primeiro curso para DJs do Brasil e participou dos primeiros Skol Beats. Foi do casting da primeira agência de DJs, a Hypno.

Em 1994, veio uma de suas mais notáveis parcerias no Brasil. Com Lulu Santos Produziu o álbum Assim Caminha a Humanidade, que colocou o cantor novamente nas paradas musicais. No ano seguinte, com a mesma parceria vem Eu e Memê, Memê e Eu, uma coletânea de remixes feita por Memê que totalizou mais de 1 milhão de cópias vendidas.

Em 1996, veio a produção de um remix da canção "Estoy Aqui", da cantora Shakira, que fez bastante sucesso no exterior, que estourou a cantora internacionalmente, responsabilizando Meme pelo primeiro sucesso da artista, segundo a revista americana Billboard.

Depois desse acontecimento, acabou trabalhando também para Mariah Carey, Des'ree, Gloria Estefan, Dido, Toni Braxton e entre outros.[3]

No começo de 2000, com o surgimento da internet, Meme juntou-se às gravadoras internacionais, foi contratado pela gravadora Purple Music Switzerland, na Suíça.

Começou a produzir remixes e lançar fora do Brasil por selos que ele idolatrava, como a Defected e a Soulfuric e virou o jogo sendo artista deles, também colocando uma música em 2º lugar na DJ MAG Hype Charts, a parada mais importante naquele momento[4], em 2004. Esse acontecimento provocou um interesse mundial na cena house pelo seu nome, e caiu na estrada iniciando idas e vindas para tocar em outros países e cidades famosas, fazendo tours através da Europa e Asia, tendo tocado regularmente na Indonésia, onde é rei, Inglaterra, terra da House atual, Suiça, França, Koreia, Romênia, Polônia, Alemanha, Ibiza, Austria, Holanda, Hungria, etc.[5]

Em julho de 2008, Meme foi convidado por Yoko Ono em pessoa para remixar a histórica canção de John Lennon, "Give Peace a Chance", e o resultado foi bem mais satisfatório que o esperado: Primeiro lugar na parada Hot Dance da Billboard Magazine, a bíblia da musica americana.[6][7][8][9]

Em 2015 DJ Memê criou sua própria gravadora intitulada de MeMix, que é usada principalmente para revelar novos talentos da Dance/House no Brasil.[10]

Atualmente[quando?][editar | editar código-fonte]

Memê dedica-se hoje[quando?] exclusivamente aos seus sets semanais pelo Brasil através da agencia Remix, e a produção de singles para as pistas como no caso da sua música "Chanson Du Soleil" com vocais de Rogério Flausino. Fora do Brasil, seu single "Viva" alcançou o segundo lugar na parada Hype Charts da DJ Magazine, tendo apoio de DJs internacionais como Groove Junkies, Bob Sinclar, Frankie Knuckles, Paul Faris, Pete Tong e Audiowhores. Tudo isso aclamou o nome de Meme no exterior, chamando a atenção de revistas como a inglesa M8 Magazine, que deu matéria de página inteira com entrevista e fotos de Meme em sua edição de aniversario #200, além de citação na coluna de Paul Farris como "nome no qual se deve prestar atenção, pelo seu talento como DJ e remixer".[11]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

  • 23 Discos De Ouro
  • 15 Discos De Platina
  • 3 Discos Diamante
  • 8 Indicações para Melhor DJ de house no Brasil no DJ Sound Awards;[12]
  • Melhor programa de rádio em 1990 (Academia Brasileira De Letras)
  • Melhor programa de rádio em 1991 (DJ Sound Magazine)
  • Melhor produtor de dance no ano de 1994 (Revista DJ Sound)
  • Prêmio especial Revista DJ Sound 2001 (Personalidade atuante na área dance nos últimos 10 anos)

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Álbuns produzidos[editar | editar código-fonte]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

  • Mais de 150 remixes para diversos artistas
  • 12 medleys (Mega Mix)
  • 25 produções de singles
  • 23 produções de álbuns
  • 19 produções de singles como músico/arranjador

Referências

  1. redação, Da (5 de abril de 2013). «DJ MEME conta como a black music influenciou sua carreira». Revista lounge*. Consultado em 5 de janeiro de 2019 
  2. «Dj Meme». www.djmeme.com.br. Consultado em 15 de fevereiro de 2019 
  3. «Saiba como Dj MEME começou a trabalhar com Shakira em 1996». Portal Shakira. 2 de dezembro de 2017. Consultado em 15 de fevereiro de 2019 
  4. DJ Meme relembra marcos da carreira no Segue o Som | Segue o Som | TV Brasil | Cultura, consultado em 5 de janeiro de 2019 
  5. «DJ Meme conta por que investir em seu workshop de produção». music non stop. 3 de maio de 2016. Consultado em 15 de fevereiro de 2019 
  6. Gig.DJ. «Confira DJ Meme no GIG.DJ». GIG.DJ. Consultado em 15 de fevereiro de 2019 
  7. «Arquivos DJ Memê». AIMEC. Consultado em 15 de fevereiro de 2019 
  8. «Ícone da música eletrônica nacional, DJ Meme apresenta programa no YouTube e vai lançar novo disco». Heloisa Tolipan (em inglês). Consultado em 15 de fevereiro de 2019 
  9. «DJ Meme - Guia de DJs - Fly by Night». www.flybynight.com.br. Consultado em 15 de fevereiro de 2019 
  10. «DJ Memê lança sua própria gravadora | Phouse - A Revista de música eletrônica». Phouse - O maior portal de música eletrônica da América Latina. 25 de agosto de 2015. Consultado em 16 de fevereiro de 2019 
  11. «DJ Meme lançará álbum em 2018». Rádio Cidade. 19 de dezembro de 2017. Consultado em 15 de fevereiro de 2019 
  12. «DJ Meme – Disco Night na Web». Consultado em 5 de janeiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre DJ Memê