DaDa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

DaDa é o décimo quinto álbum de estúdio do cantor estadunidense Alice Cooper, lançado em 1983. DaDa seria o último álbum de Cooper até a sua volta à sobriedade em 1986, com o álbum Constrictor. Apesar do tema do álbum ser ambíguo, o assunto tratado através das letras sugere que o personagem principal em questão, Sonny, sofre de doenças mentais, resultando na criação de várias personalidades diferentes. O álbum faz fortes alusões ao movimento dadaísta: sua capa foi baseada numa pintura de Salvador Dalí intitulada "Mercado de escravos com o rosto de Voltaire desaparecendo". Produzido com Bob Ezrin, colaborador de longa-data de Cooper, na época foi sua primeira produção com o cantor em seis anos. DaDa foi gravado em ESP Studios em Buttonville, Ontario, Canada.

DaDa alcançou o número 93 no Reino Unido e falhou e conseguir entrar para o Top 200 da US Billboard. "I Love America" foi lançada como single somente no Reino Unido, após mais de um mês do lançamento do álbum.

O guitarrista e coescritor Dick Wagner revelou que Cooper teve uma recaída com o alcoolismo durante a gravação de DaDa, e insinuou que o álbum fora necessário para uma finalização de contrato, sendo que a Warner Bros. Records não ficou satisfeita com o trabalho e assim não se esforçou com a promoção do álbum.[1] Porém, a Warner Bros. nunca negou ou confirmou isso. Este e outros detalhes, como a garçonete de coquetéis que inspirou "Scarlet and Sheba" estão em sua autobiografia Not Only Women Bleed. [2]

Cooper já relatou que não lembra da gravação de DaDa, ou dos álbuns anteriores Special Forces e Zipper Catches Skin, devido ao abuso de substâncias. Cooper declarou: "Eu compus, gravei e fiz turnês e não lembro de nada disso",[3] apesar de ter feito turnês somente para Special Forces.[4] Em 1996 Cooper disse que DaDa foi o álbum mais assustador que já fizera,[5] e que não tinha ideia de que se tratava. Não houve turnê alguma para promover DaDa, e nenhuma das músicas foi tocada ao vivo.

DaDa foi o último álbum de Cooper para o selo Warner Bros., e após seu lançamento ele teve um hiato de três anos da indústria da música.

Participantes[editar | editar código-fonte]

  • Alice Cooper – Vocais, arranjos
  • Dick Wagner – Guitarra, baixo, vocais, arranjos, produtor associado
  • Bob Ezrin – Produtor, engenheiro de som, arranjos, percussão, bateria, teclado, vocais, sintetizador
  • Graham Shaw – OBX-8, Roland Jupiter, vocais
  • Prakash John – Baixo
  • Richard Kolinka – Baixo
  • John Anderson – Bateria
  • Karen Hendricks – Vocais adicionais
  • Lisa DalBello – Vocais adicionais

Influência[editar | editar código-fonte]

DaDa foi citado como a maior inspiração atrás do nascimento do grupo italiana de Dark/Shock Rock The Mugshots, a primeira banda europeia produzida por Dick Wagner, que também participa de "Love, Lust And Revenge". Esse EP contém o primeiro cover gravado de "Pass The Gun Around", um favorito dos The Mugshots em apresentações.[6]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Interview with Dick Wagner
  2. «Dick Wagner on Outsight Radio Hours». Archive.org. Consultado em 2 de dezembro de 2012 
  3. Love And Poison, An Alice Cooper Interview
  4. Alice Cooper Tour Archive
  5. Dominic, Serene; “Hanging with Mr. Cooper”; in Phoenix New Times; June 20, 1996
  6. Mugshots Biography