Daddy Long Legs

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Daddy Long Legs
Papá das Pernas Altas (PRT)
Papai Pernilongo (BRA)
 Estados Unidos
1955 •  cor •  126 min 
Direção Jean Negulesco
Roteiro Henry Ephron
Phoebe Ephron
Jean Webster (romance)
Elenco Fred Astaire
Leslie Caron
Terry Moore
Thelma Ritter
Género comédia musical
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Daddy Long Legs (br: Papai Pernilongo; pt: Papá das Pernas Altas) é um filme estadunidense de 1955 do gênero Comédia Musical, dirigido por Jean Negulesco. As músicas são de Johnny Mercer. O roteiro é de Phoebe Ephron e Henry Ephron, vagamente baseado em livro chamado "Daddy-Long-Legs" de Jean Webster. Foi o primeiro de três filmes seguidos de Fred Astaire que tiveram a França como tema. Os outros foram Funny Face e Silk Stockings, influenciados pelo entusiasta daquele país Gene Kelly, que em 1951 havia feito sucesso com o musical An American in Paris, também com a participação de Leslie Caron.

Elenco Principal[editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O despreocupado milionário americano e amante do jazz e bateria de meia-idade Jervis Pendleton III, vai à França como membro de uma missão de negócios. Durante a viagem, o carro enguiça e Jervis sai em busca de um telefone. Ele vai parar em um orfanato, onde se encanta com a graciosa jovem órfã de 18 anos, Julie Andre, que não o vê. Ele então resolve ajudar a moça e através do consulado, lhe oferece uma bolsa de estudos completa para que ela curse uma faculdade da Nova Inglaterra. Julie quer saber quem é o benfeitor, mas só lhe dizem que ele prefere ficar anônimo. A única exigência de Jervis é a de que ela lhe escreva uma vez por mês, contando como estão seus estudos. As outras crianças o viram e descrevem para Julie como um "velho de pernas longas, como um pernilongo". Ao chegar na faculdade, ela fica amiga da sobrinha de Jervis, Linda, e passa a lhe escrever mensalmente, chamando-o de "Papai Pernilongo". Jervis não lhe responde e se esquece da garota, mas seus empregados Griggs e Alícia se comovem com as cartas e querem que o patrão escreva em resposta. Jervis então finalmente lê as cartas (depois de dois anos) e resolve se encontrar com a garota através da sobrinha, sem lhe dizer que é o benfeitor anônimo.

Indicações[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «NY Times: Daddy Long Legs». NY Times. Consultado em 22 de dezembro de 2008 
  • Fred Astaire: Steps in Time, 1959, múltiplas reedições.
  • John Mueller: Astaire Dancing - The Musical Films of Fred Astaire, Knopf 1985, ISBN 0-394-51654-0

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Daddy Long Legs