Daddy Yankee

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Daddy Yankee
DaddyYankee.jpg
Informação geral
Nome completo Ramón Luís Ayala Rodríguez
Também conhecido(a) como
  • Rey de la tiradera.
  • Winchesta Yankee.
  • Winchesta.
  • DY.
Nascimento 3 de fevereiro de 1977 (41 anos)
Origem San Juan
País  Porto Rico
Gênero(s) Reggaetón, Rap, Hip Hop, Perreo, Dancehall, Merengue, Mambo, Soca, Vallenato, Pop Latino, Samba, Balada, Latin Trap
Instrumento(s) Voz e teclado
Período em atividade 1991 - presente
Gravadora(s) El Cartel Records
Interscope Records
Página oficial DaddyYankee.com

Facebook [1]] Twitter [2] Instagram [3]]

Firmadeyankee.png
Portal A Wikipédia possui o
Portal:Porto Rico


Ramón Luís Ayala Rodríguez (San Juan, Porto Rico, 3 de fevereiro de 1977) popularmente conhecido como Daddy Yankee, é cantor, ator, produtor de filmes, apresentador de rádio, empresário e e rapper porto-riquenho de reggaeton, vencedor de 6 Grammy Latin Awards. Daddy Yankee é famoso por gravar canções que estão tanto em espanhol quanto em inglês dentre elas o sucesso do single "Gasolina". Ele era formalmente conhecido como Daddy Yankee, nome que ele mudou conforme sua fama no reggaeton . Em 2017 colaborou cantando o mega hit Despacito com Luis Fonsi.

Carreira musical[editar | editar código-fonte]

Daddy antes de se envolver com o mundo da música, no começo dos anos 90, conheceu DJ Playero, um pioneiro no chamado "HipHop Latino". Seu talento aflorou como um hobby, em festas de amigos do bairro, a Villa Kennedy, um projeto habitacional em San Juan. Na saida de um estúdio se viu envolvido em um tiroteio o que acabou o levando ao hospital, com uma bala na perna, o que fez que abandonasse o sonho de ser jogador profissional de baseball. Ayala então procurou a música como profissão integral e explorou o Reggaeton como seu estilo musical principal em uma época em que Rap e Hip-Hop eram norma em Porto Rico.

A persistência de Ayala por dez anos eventualmente se pagou. Sua ascensão subita a riqueza e fama foram resultado do hit Gasolina (que foi escrito por Eddie Dee e produzido pela dupla, Luny Tunes), de seu álbum de 2004, Barrio Fino. Este álbum vendeu mais de 2,000,000 cópias nos Estados Unidos e também vendeu muito bem na Ámerica Latina, assim como a Europa, Ásia e Austrália.

Ele já apareceu em mais de 70 álbuns, incluindo compilações como; "Más Flow 2" e "Blin Blin Vol. 1". Ele se apresentou com Nicky Jam do fim dos anos 90 ao começo dos anos 2000. Ele também se apresentou com Luny Tunes, DJ Blass, DJ Eric, Eliel, Nas, DJ Tony Touch, Lloyd Banks, Young Buck, Snoop Dogg e muitos outros.

Em 2005, Ayala foi escolhido para um filme da Paramount, "Talento de Barrio". Ayala diz que apesar de o filme não ser autobiográfico, ele representa a vida dele e de outros vivendo nas ruas da América Latina.[carece de fontes?]

Em 2006, Ayala apresentou sua própria linha de roupas, chamada DY. Ele também fez uma parceira com a Reebok para ter seus próprios sapatos e aparatos de esportes, que foram lançados em 23 de maio de 2006.

Ayala também apresenta "Daddy Yankee On Fuego", um show de radio transmitido pela Rede de Rádios ABC.

No DVD bônus de Barrio Fino En Directo, Ayala é lembrado dizendo que ele vai fazer de seu próximo lançamento, The Cartel: The Big Boss, um sucesso. Ele também avisa, "El Cartel, em breve."

Ele foi escolhido como uma das 100 pessoas que mais influenciam de acordo com a TIME magazine.[1]

Ayala tem faixas de participação no novo cd do Luny Tunes e Tainy, Mas Flow: Los Benjamins.

A rixa, ou Tiraera, de Ayala é seu rival de Reggaeton Don Omar e resultou no lançamento de várias músicas dedicadas um ao outro porque ambos se consideram "Rei do Reggaeton".

Ayala, com Andres Hernandez, é um dos donos da El Cartel Records. Sua música, Impacto, lançada no álbum El Cartel: O Grande Chefão de 2007, aparece na lista de reprodução da estação de rádio San Juan Sounds dos jogos Grand Theft Auto IV e Grand Theft Auto: The Lost and Damned da Rockstar Games.

Em 29 de novembro de 2013, ele lançou seu jogo Trylogy.

Em 2017, Daddy Yankee faz um dueto em Despacito em colaboração com o cantor porto-riquenho Luis Fonsi, que é um sucesso no mundo.

Como ator, ele também toca filmes e séries americanas.

Omar por dez anos para o título de "Rei de Reggaeton", Daddy Yankee e Don Omar anunciou no início de 2016, uma conferência de imprensa que eles iriam ocorrer juntos no palco de uma série de concertos intitulada A Tour Mundial do Reino. O anúncio da turnê deixou muitos fãs incrédulos porque foram vendidos em minutos em grandes cidades como Las Vegas, Orlando, Los Angeles, Nova York. Os shows foram estruturados como uma luta de boxe, onde os dois artistas puderam trocar turnês musicais, e os fãs votaram em seu vencedor em cada cidade através de um aplicativo criado para o evento. "Dois reis, um trono", disse o fundador do Pina Records, Rafael Pina, que tinha um relacionamento estabelecido com os dois artistas que também tiveram a ideia do conceito da turnê. Falando sobre a turnê e sua rivalidade com Daddy Yankee, Don Omar disse: "Deixe-me esclarecer: eu não sou seu melhor amigo, e não é o meu melhor amigo, mas nós respeitamos esse desejo. "ser o melhor é o que nos levou a sermos melhores".

Em 2017, o Daddy Yankee, em colaboração com o cantor pop latino Luis Fonsi, lançou o single "Despacito". Tornou-se a primeira música em espanhol a alcançar o número 1 da Billboard Hot 100 desde a canção "Macarena" em 1996. O single tem sido um sucesso mundial. O vídeo oficial do "Despacito" no YouTube foi visto bilhões de vezes em 20 de abril de 2017 após 97 dias, tornando-se o segundo vídeo mais rápido do site a alcançar o marco por trás de "Hello" Adele. Seu sucesso levou Daddy Yankee a se tornar o artista mais visto no mundo no serviço de streaming Spotify em junho de 2017, sendo o primeiro artista latino a fazê-lo.

Em agosto de 2018, Daddy Yankee participa do vídeo da Janet Jackson, Made For Now.

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Tem dois irmãos Nomar Ayala e Melvin Ayala sua mãe se chama Rosa Rodriguez e seu pai Ramon Ayala. Quando tinha 17 anos, se casou com Mireddys González. O casal tem três filhos: Yamilet Ayala Gonzales, Jeremy Ayala Gonzales e Jesaelys Ayala Gonzales. Durante sua carreira, evitou falar sobre sua vida pessoal em entrevistas. Declarou que prefere manter o silêncio porque considera sua família um tesouro. Entretanto, em 2006, abriu uma exceção quando falou sobre sua relação com sua esposa e filhos em uma entrevista com María Celeste Arrarás em "Al rojo vivo". Sendo assim, descreve como «muito próxima» a comunicação com seus filhos, e quando pode conversa com eles sobre os perigos das drogas. Sua primeira filha nasceu quando ele tinha 17 anos, e descreveu que no princípio foi confuso ter um filho nessa idade.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

  1. No Mercy - (1995).
  2. El Cartel - (1997).
  3. El Cartel II - (2001).
  4. ElCangri.com - (2002).
  5. Los Homerun-Es Vol. 1 - (2003).
  6. Barrio Fino - (2004).
  7. The King of New York - (2004).
  8. Ahora le Toca al Cangri! Live - (2005).
  9. Barrio Fino en Directo - (2005).
  10. Tormenta Tropical, Vol. 1 - (2006).
  11. El Cartel: The Big Boss - (2007).
  12. Talento de Barrio - (2008).
  13. Daddy Yankee Mundial - (2010).
  14. Daddy Yankee Prestige - (2012).
  15. King Daddy Edition - (2013).
  16. King Daddy 2 - (2015).
  17. El Disco Duro - (2018).

Singles[editar | editar código-fonte]

  • 2001: "Tu Cuerpo En Mi Cama" (participação de Nicky Jam)
  • 2002: "Latigazo"
  • 2002: "Son Las Doce" (participação de Nicky Jam)
  • 2002: "Guayando" (participação de Nicky Jam)
  • 2002: "Muevete y Perrea"
  • 2003: "Gata Gangster" (participação de Don Omar)
  • 2003: "Seguroski"
  • 2003: "Party de Gangsters" (Babilonia)
  • 2004: "Cójela Que Va Sin Jockey Flow"
  • 2004: "Aquí Esta Tu Caldo Blin Blin Vol. 1" (Lançamento nas Rádios)
  • 2004: "Gasolina" (#1 EUA Billboard Latino, México (3), Espanha, França (9) Colômbia, #3 Itália, #7 Alemanha, #8 Reino Unido, #7 Japão, #12 Suíça)
  • 2004: "King Daddy"
  • 2004: "Lo Que Pasó, Pasó" (#2 EUA Billboard Latino)
  • 2004: "Salud y Vida"
  • 2004: "Like You" (#78 EUA Billboard Hot 100)
  • 2004: "Machete Los Anormales" (Lançamento nas Rádios)
  • 2005: "Corazones"
  • 2005: "Tu Principe" (participação de Zion y Lennox) (#35 EUA Billboard Latino)
  • 2005: "No Me Dejes Solo" (participação de Wisin & Yande])
  • 2005: "Rompe" (#1 EUA Billboard Latino, #24 EUA Billboard Hot 100)
  • 2005: "Mirame" (participação de Deevani) (Lançamento nas Rádios)
  • 2006: "Dale Caliente" (Ao vivo) (Lançamento nas Rádios)
  • 2006: "Gangsta Zone" (participação de Snoop Dogg)
  • 2006: "Machucando" (#2 EUA Billboard Latino)
  • 2006: "Rompe (Remix)" (participação de Lloyd Banks & Young Buck)
  • 2006: "Gangsta Zone (Remix)" (participação de Héctor El Father, Yomo, Angel Doze, Arcangel y De La Ghetto) (Lançamento nas Rádios)
  • 2006: "El Truco"
  • 2007: "Impacto"
  • 2007: "Impacto (Remix)" (participação de Fergie) (#95 EUA Billboard Hot 100)
  • 2007: "Ella me Levantó"
  • 2008: "Somos de Calle"
  • 2008: "Pose"
  • 2008: "Somos de Calle (Remix)" (participação de Arcangel, Mc Ceja, Baby Rhasta, De La Gheto, Voltio)
  • 2008: "Llamada de Emergencia"
  • 2010: "Descontrol"
  • 2010: "La Despedida"
  • 2011: "Ven Conmigo" - Daddy Yankee (participação de Prince Royce)
  • 2011: "Lovumba" - Daddy Yankee
  • 2012: "Guaya" - Daddy Yankee (participação de Arcangel)
  • 2015: "Sigueme y te sigo" - Daddy Yankee
  • 2015: "Sabado Rebelde" - Daddy Yankee (participação de Plan B)
  • 2015: "Vaiven" - Daddy Yankee
  • 2016: "Shaky Shaky" - Daddy Yankee
  • 2018: "Dura" - Daddy Yankee

Colaborações[editar | editar código-fonte]

    • 2002: "Mi Gatita y Yo" - Guanabanas (participação de Daddy Yankee)
    • 2002: "Haciendo Escante" - Nicky Jam (participação de Daddy Yankee)
    • 2002: "Tra Tra" - Hector & Tito (participação de Daddy Yankee, Don Omar, Voltio)
    • 2002: "Gata Salvaje" - Hector & Tito (participação de Daddy Yankee & Nicky Jam)
    • 2003: "Esta Noche Esta Buena" - Don Omar (participação de Daddy Yankee)
    • 2003: "Maulla" - Yaga & Mackie (participação de Daddy Yankee)
    • 2004: "Saoco" - Wisin (participação de Daddy Yankee)
    • 2004: "Yo Voy" - Zion y Lennox (participação de Daddy Yankee)
    • 2004: "What U Gon' Do (Latino Remix)" - Lil' Jon & The East Side Boyz (participação de Pitbull & Daddy Yankee)
    • 2005: "Oye Mi Canto" - N.O.R.E (participação de Daddy Yankee, Big Mato, Gem Star, & Nina Sky)
    • 2005: "Tempted To Touch (Remix)" - Rupee (participação de Daddy Yankee)
    • 2005: "Oh Man" - Sean Paul (participação de Daddy Yankee)
    • 2005: "Mayor Que Yo" - Daddy Yankee, Wisin & Yandel, Héctor El Father, Baby Ranks & Tony Tun Tun
    • 2005: "Quítate Tú Pa Ponerme Yo" - Eddie Dee (participação de Los 12 Discipulos)
    • 2005: "Drop It On Me" - Ricky Martin (participação de Taboo & Daddy Yankee)
    • 2005: "Mamacita" - Pharrell Williams (participação de Daddy Yankee)
    • 2005: "Rah Rah (Remix)" - Elephant Man (participação de Daddy Yankee & Pitbull)
    • 2006: "Paleta" - Wisin & Yandel (participação de Daddy Yankee)
    • 2006: "Taladro" - Eddie Dee (participação de Daddy Yankee)
    • 2006: "Mía" - Tito El Bambino (participação de Yankee)
    • 2006: "Se Activaron Los Anormales" - Divino (participação de Daddy Yankee)
    • 2006: "A Romper La Disco" - Tommy Viera (participação de Daddy Yankee)
    • 2006: "Caile (Remix)" - Tito El Bambino (participação de Daddy Yankee & Voltio)
    • 2006: "Me Matas (Remix)" - Rakim y Ken-Y (participação de Daddy Yankee)
    • 2006: "Agresivo (Remix)" - Arcangel & De LaGhetto, Jowell y Randy & Daddy Yankee)
    • 2006: "Royal Rumble" - Daddy Yankee, Wisin, Wise, Zion, Hector El Father, Yomo, Don Omar, Franco "El Gorila", Alexis & Arcángel
    • 2006: "Noche de Entierro" - Daddy Yankee, Wisin y Yandel, Hector El Father, Zion & Tony Tun Tun
    • 2007: "Impacto Remix" - Daddy Yankee (participação de Fergie)
    • 2007: "Cruet Valle - Genrardo (participação de DJ Gerry)
    • 2007: "Compadre" - KZ (participação de Daddy Yankee, Lil Wayne & Aztek Escobar)
    • 2007: "Lo Nuestro Se Fue - Ivy Queen (participação de Daddy Yankee, Wisin e Alex Rivera)
    • 2009: "Hasta Abajo Remix" - Don Omar (Participação de Daddy Yankee)
    • 2013: "'More than friends feat Daddy Yankee" - Inna (Participação de Daddy Yankee) *2014: Yandel feat Daddy Yankee - ""moviendo caderas""
    • 2015: "We Wanna" - Alexandra Stan, Inna
    • 2015: "Corazón" - Claudia Leitte (participação de Daddy Yankee)
    • 2016: "Pierde Los Modales" - J Balvin - (participação de Daddy Yankee)
    • 2016: "Andas En Mi Cabeza" - Chino & Nacho - (participação de Daddy Yankee)
    • 2017: "Despacito" - Luis Fonsi (participação de Daddy Yankee)
    • 2017: "Havana" - Camila Cabello (participação de Daddy Yankee)
    • 2017: "Boom Boom" RedOne, French Montana, Dianah jane,(participação de Daddy Yankee)
    • 2018: "Made for Now" - Janet Jackson (participação de Daddy Yankee)

Referências

  1. «Daddy Yankee | TIME». Consultado em 12 de maio de 2007. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]