Dalmácio de Santiago de Compostela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outras pessoas de mesmo nome, veja Dalmácio.
Dalmácio de Santiago de Compostela
Nascimento Século XI
Morte 16 de março de 1096
Santiago de Compostela

Dalmácio (m. Santiago de Compostela, 1096), foi um monge cluniacense francês, nomeado bispo de Santiago de Compostela em 1094.

O rei Afonso VI de Leão e Castela foi o artífice da sua nomeação (a qual tratara com o seu genro Raimundo de Borgonha). Esta nomeação, aprovada pelo papa Urbano II, visava pôr fim às disputas, entre o papado e os reis, depois da destituição no Concílio de Husilhos (1088) de Diego Páez ao que o Papa tinha desautorizado.

Dalmácio assistiu em 1095 ao concílio de Clermont-Ferrand, conseguindo do papa Urbano II o translado da Sede episcopal de Iria Flávia a Santiago.

Faleceu em Compostela em Março de 1096, sendo Diego Gelmires nomeado regente da sede compostelana, como vigário e finalmente como bispo quatro anos depois, em 1100.[1]

Referências e notas

  1. como explica o Padre Flórez na p. 88 do Vol XIX do livro "España Sagrada..": «… en la Historia Compostelana lib 2 cap 19 donde dice que vacando la Iglesia de Santiago acostumbraban los Reyes poner allí Vicarios ó Administradores y dilatando tres ó quatro años la elección disfrutaban las rentas El mismo Obispo ultimo de Santiago que refirió esto al Historiador fue puesto por Administrador de la Sede antes de ser Obispo en el año de 1095 y en el 1096 después de la muerte de Dalmacio … '» "

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Diego Páez
Bispo de Compostela - Iria
1094 - 1096
Sucedido por
Diego Gelmires