Dalsland

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Dalslândia)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2010). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Dalsland
Dalsland vapen.svg
Região histórica Gotalândia
Condados atuais Västra Götaland vapen.svg Gotalândia Ocidental
Värmland vapen.svg Varmlândia
Localização na Suécia
FC-Dalsland, Sweden.png
Dados
Área total 4.953 km2
População 50 593 [1] habitantes
(2018)
Densidade 10,41 hab./km²
Ponto culminante Baljåsen
302 metros
Maior lago Vener
Maior cidade Åmål
Símbolos da província
Flor Myosotis
Animal Corvo
Peixe Myoxocephalus quadricornis

A Dalsland ou Dalslândia[2] (SUECO Dalsland; LATINIZADO: Dalia) é uma pequena província histórica (landskap) da Suécia na região histórica (landsdel) da Gotalândia. Está situada a oeste do lago Vänern. Ocupa 1% da área total do país, e tem uma população aproximada de 50 593 habitantes (2018). [3] [4]

Como província histórica, a Dalsland não possui funções administrativas, nem significado político, mas está diariamente presente nos mais variados contextos, como por exemplo em Dalslands kanal (canal entre o lago Vänern e a Noruega), Dalslands sjukhus (hospital regional) e Dalslands Ornitologiska Förening (associação ornitológica).[5][6]

Etimologia e uso[editar | editar código-fonte]

Dal (vale) é o nome antigo e tradicional – até aos nossos dias – da atual província da Dalsland. Desde o século XII, o termo Dal é usado, embora designando inicialmente apenas a Planície Dalboslätten no sudeste da Dalsland dos nossos dias. A forma Dal evoluiu para Dalsland, à semelhanca do que aconteceu com outras províncias históricas da Suécia. Em 1508 apareceu o nome Dalsslandh. [7] [8] [9]

Condados atuais[editar | editar código-fonte]

A maior parte da província da Dalsland pertence atualmente ao Condado da Gotalândia Ocidental, estando uma pequena parcela integrada no Condado da Varmlândia. [3]

História[editar | editar código-fonte]

Os vestígios arqueológicos existentes, sobretudo no sul da província, atestam a presença humana na Idade da Pedra, do Bronze e do Ferro. A pequena Dalsland - entalada entre a Bohuslän, a Varmlândia e a Noruega - foi o palco de numerosas guerras, invasões e pazes entre Suecos e Noruegueses. No século XII, pertenceu durante algum tempo à Noruega, tendo sido dada como dote real a um rei sueco em data desconhecida. Na Idade Média, era parte da Gotalândia Ocidental. No século XVII foram introduzidas fábricas de ferro, importando o minério da Bergslagen e exportando os produtos finais através do porto de Gotemburgo. Devido a dificuldades práticas, esta atividade foi substituída no século XIX por indústrias de madeira, pasta de papel e papel. Com o aumento da população a cultura da aveia aumentou, até ser seriamente afetada por crises climáticas. Uma crise generalisada levou a uma emigração massiva para os Estados Unidos, e em menor quantidade para a Noruega. Na segunda metade do século XX houve uma melhoria sucessiva da situação populacional e económica. [10] [3]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Dalsland é uma pequena província coberta por florestas de pinheiros e numerosos lagos, conhecida como ”a Suécia em miniatura”. Está situada a oeste do lago Vänern, sendo limitada a norte pela Varmlândia, a noroeste pela Noruega, a oeste pela Bohuslän, e a sul pela Gotalândia Ocidental. Tem uns 51 000 habitantes, numa área de 3 715 km2. Tem um terreno ondulado com numerosos vales. Seu ponto mais elevado é Baljåsen (302 m), e o seu maior lago é o Vänern. O clima da parte norte é mais severo e continental, enquanto a parte sul tem um clima mais amenizado pela influência do lago Vänern a leste e do estreito de Escagerraque a oeste. A planície de Dalbo, no sudeste, apresenta a maior concentração da população e a maior atividade agrícola - os camponeses cultivam aveia, legumes e batatas. A mancha florestal fornece a matéria prima para as fábricas de produtos de madeira, papel e pasta de papel - a principal atividade industrial da região. [11] [12] [13] [14] [3] [15]

Maiores cidades[editar | editar código-fonte]

Nr Cidade População
1 Åmål 9 373
2 Mellerud 3 797
3 Bengtsfors 3 125
4 Ed 2 994
5 Färgelanda 1 986

Comunas[editar | editar código-fonte]

As seguintes comunas ficam inteiramente na Dalsland:

Património histórico, cultural e turístico[editar | editar código-fonte]

Símbolos da província[editar | editar código-fonte]

Miosótis (Myosotis)
Corvo
Myoxocephalus quadricornis
Os símbolos da Dalsland: Miosótis - Corvo - Myoxocephalus quadricornis


Referências

  1. «Folkmängd i landskapen den 31 december 2018» (em sueco). Instituto Nacional de Estatística da Suécia. Consultado em 11 de junho de 2019 
  2. Portugal. Direcção-Geral dos Serviços Florestais e Aquícolas (1937). Publicações, Volumes 4-8. [S.l.]: A Direcção. p. 129 
  3. a b c d Gunnar Johanson-Thor; et al. «Dalsland» (em sueco). Nationalencyklopedin (Enciclopédia Nacional Sueca). Consultado em 13 de maio de 2019 
  4. Ernby, Birgitta; Martin Gellerstam, Sven-Göran Malmgren, Per Axelsson, Thomas Fehrm (2001). «Dalsland». Norstedts första svenska ordbok (em sueco). Estocolmo: Norstedts ordbok. p. 110. 793 páginas. ISBN 91-7227-186-8 
  5. Ulf Sporrong. «Landskap» (em sueco). Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 11 de junho de 2015 
  6. Magnusson, Thomas; Peter A. Sjögren (2004). «Landskapen». Vad varje svensk bör veta (O que todos os suecos devem saber) (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag e Publisher Produktion AB. p. 212. 654 páginas. ISBN 91-0-010680-1 
  7. Wahlberg, Mats (2003). «Dalsland». Svenskt ortnamnslexikon (Dicionário dos nomes das localidades suecas) (em sueco). Uppsala: Språk- och folkminnesinstitutet e Institutionen för nordiska språk vid Uppsala universitet. p. 52. 422 páginas. ISBN 91-7229-020-X 
  8. Gunnar Johanson-Thor; et al. «Dalsland» (em sueco). Nationalencyklopedin (Enciclopédia Nacional Sueca). Consultado em 14 de julho de 2018 
  9. Pamp, Bengt (1988). «CAPÍTULO». Ortnamnen i Sverige (Nomes de localidades da Suécia) (em sueco). Lund: Studentlitteratur. p. PÁGINA. 199 páginas. ISBN 91-44-01535-6 
  10. Dalén, Uno; W.N. Lansburgh (1970). «Dalsland». Bonniers trebandslexikon (em sueco). Estocolmo: Bonniers Förlag. p. 233. 479 páginas. LIBRIS-ID:1706175 
  11. Andersson, Georg et al., Land och liv 1, Estocolmo, Natur och kultur, 1987, ISBN 978-91-27-62563-1, p.143
  12. «Dalsland - stugor». Consultado em 23 de junho de 2012 
  13. «Dalsland». Sveriges landskap. och Stockholm, Göteborg och Malmö (em sueco). Estocolmo: Almqvist & Wiksell. 1995. p. 12-13. 64 páginas. ISBN 91-21-14445-1 
  14. Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg (2007). «Dalsland». Bonniers uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag. p. 173. 1143 páginas. ISBN 91-0-011462-6 
  15. «Dalsland». Se Sverige med barnen. en reseguide för hela familjen (em sueco). Svenska turistföreningen. Estocolmo: Bonniers juniorförlag e Svenska turistföreningen. 1985. p. 46-47. 379 páginas. ISBN 91-48-51041-6 

Fontes[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Suécia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.