Damián Escudero

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Damián Escudero
Informações pessoais
Nome completo Damián Ariel Escudero
Data de nasc. 20 de abril de 1987 (30 anos)
Local de nasc. Rosario,  Argentina
Altura 1,76 m
Canhoto
Apelido El Pichi, Escudeus, Escumito
Informações profissionais
Clube atual Brasil Vasco da Gama
Posição Meia e ponta-esquerda
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2005–2008
2008–2010
2008–2009
2010
2011
2012
2013–2015
2016
2017–
Argentina Vélez Sársfield
Espanha Villarreal
Espanha Valladolid (emp.)
Argentina Boca Juniors
Brasil Grêmio (emp.)
Brasil Atlético Mineiro (emp.)
Brasil Vitória
México Puebla
Brasil Vasco da Gama
0084 000(18)
0013 0000(1)
0015 0000(0)
0013 0000(0)
0042 0000(5)
0040 0000(4)
0100 000(22)
0032 0000(3)
0023 0000(1)
Seleção nacional
2007
2008
Flag of Argentina.svg Argentina Sub-20
Flag of Argentina.svg Argentina Sub-23
0003 0000(1)
0001 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 17 de setembro de 2017.

Damián Ariel Escudero (Rosário, 20 de abril de 1987) é um futebolista argentino que atua como meia.[1] Atualmente, joga pelo Vasco da Gama.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Vélez Sársfield[editar | editar código-fonte]

Conhecido por muitos por 'El Pichi' pela sua característica física, Damián é filho do ex-jogador de futebol argentino Osvaldo Escudero. Era considerado por muitos, uma futura promessa do futebol argentino, sua estréia em uma partida profissional foi pelo Vélez Sársfield no ano de 2005, e seu primeiro gol foi em uma partida contra o Newell's Old Boys no dia 4 de março de 2006, vitória por 1x0. Seu estilo de jogo é comparado com de um jogador de futsal, Escudero apresenta velocidade e dribles impressionantes, além do rápido toque de bola. No ano de 2007, 'chamou a responsabilidade' e vestiu a camisa 10 do Vélez Sársfield durante a temporada toda. Em uma partida válida pela Copa Libertadores da América de 2007 contra o Sport Club Internacional (atual campeão, até então), Escudero foi o destaque e marcou dois belos gols na vitória por 3x0. Pelo Vélez Sársfield diante do rival Club Atlético Boca Juniors nas oitavas de finais, após perder por 3x0 na Bombonera, venceu em casa por 3x1, mais de nada adiantou. Nessa mesma temporada, Escudero não conseguiu levar o Vélez para a Copa Sul-americana, anotou três gols no torneio Clausura, incluindo um golaço contra o Boca Juniors. O jogador realizou 84 partidas no clube e marcou 18 gols.

Futebol Espanhol[editar | editar código-fonte]

Em 2008, foi anunciado que Damián Escudero iria jogar no Villarreal CF da Espanha que pagou 12 milhões de euros para ter a jovem promessa argentina. No entanto, Escudero fez uma temporada abaixo das expectativas criadas e realizou poucas partidas. No mesmo ano, foi emprestado para o Real Valladolid, outro clube espanhol, porém não obteve sucesso. Ficou no clube por um ano, disputando apenas 15 partidas. Escudero retornou ao Villarreal em 2010, mas com o francês Robert Pirès e o espanhol Santi Cazorla agradando os torcedores e em boa fase, o argentino foi pouco relacionado para os jogos do Campeonato Espanhol e com uma série de lesões graves. Seu único gol pelo Villarreal aconteceu no dia 4 de março de 2010 contra Xerez CD, vitória por 2x0 com Escudero atuando apenas cinco minutos.

Volta ao Futebol Argentino[editar | editar código-fonte]

Com poucas chances na Europa, Escudero acertou sua volta ao futebol argentino no verão de 2010 para jogar no Boca Juniors, que comprou 50% dos direitos do jogador. Porém, com as lesões atrapalhando, Escudero passou em branco durante boa parte da temporada, foi reserva de Juan Roman Riquelme e disputou apenas 13 partidas.

Grêmio[editar | editar código-fonte]

Em março de 2011, Escudero foi anunciado oficialmente como novo reforço do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense para a disputa da Copa Libertadores da América de 2011, foi apresentado com a camisa número 24 juntamente com o meia Carlos Alberto, ex-Vasco da Gama e Porto de Portugal. A vinda de Escudero ao time do Grêmio selou o fim de um jejum de mais de um ano sem estrangeiros no clube, desde a saída de Maxi López para o futebol italiano.[2] Logo na sua estréia com a camisa tricolor, em um jogo válido pelo Campeonato Gaúcho, Escudero marcou seu primeiro gol contra o Porto Alegre, na vitória por 3x0. Depois de um longo período de irregularidades, ele se firmou como titular com o treinador Celso Roth em setembro. Seu primeiro gol no Brasileirão foi contra o Atlético Paranaense. O argentino fez o primeiro numa vitória de 4x0 para o "Tricolor Gaúcho". Embora sua vontade fosse de permanecer no clube gaúcho (chegou a dizer que jogaria ate de graça porque amou a camiseta tricolor gaucha), seu empréstimo não foi renovado ao final do contrato.

Atlético Mineiro[editar | editar código-fonte]

Para a temporada 2012, Escudero acertou com o Atlético Mineiro, garantindo assim a permanência no futebol brasileiro por mais um ano. O jogador foi emprestado pelo Boca Juniors por um valor de 700 mil dólares, equivalente a 1,29 milhão de reais.[3]

No dia 20 de maio de 2012, Escudero marcou seu primeiro gol com a camisa alvinegra. O jogador fez o gol da vitória do Atlético Mineiro sobre a Ponte Preta, em jogo válido pela 1ª rodada do Brasileirão, com uma cabeçada da entrada da área.

Ao término do seu contrato, o Atlético tentou junto ao Boca Juniors a renovação do empréstimo do jogador por mais um ano, mas os valores pedidos pelo clube argentino foram considerados altos pela diretoria alvinegra, e Escudero foi devolvido ao Boca Juniors.[4]

Vitória[editar | editar código-fonte]

Após boa temporada pelo Atlético, Escudero ganhou cartaz entre os clubes brasileiros, e no dia 25 de janeiro de 2013 acertou sua permanência no futebol do país por mais um ano, sendo emprestado ao Vitória,[5] que retornava à Série A após dois anos. A negociação ocorreu junto ao Boca Juniors, na época detentor dos seus direitos.

Estreou pelo rubro-negro baiano no dia 14 de fevereiro, marcando um dos gols da vitória por 2 a 0 sobre o Ceará, em jogo realizado no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, e válido pelas quartas-de-final da Copa do Nordeste.[6] Semanas depois, no dia 7 de abril, foi destaque também na goleada por 5 a 1 sobre o rival Bahia, marcando um dos gols na partida que marcou a inauguração da Arena Fonte Nova.

Foi um dos principais destaques da equipe no campeonato brasileiro da série A 2013 onde o Vitória fez a melhor campanha de um clube nordestino nos pontos corridos. Rapidamente, tornou-se ídolo da torcida pela entrega em campo e pela qualidade técnica, apelidado carinhosamente pela torcida de "Escudeus" e "Escumito".

Ao final da temporada de 2013, onde virou ícone do time e muito querido pela torcida, Escudero renovou seu contrato por mais dois anos junto ao clube baiano, depois do Vitória ter comprado 100% dos direitos federativos e 40% dos direitos econômicos do jogador, antes pertencentes ao Boca Juniors.[7][8]

No final de 2015 tentou uma negociação para renovar o contrato para 2016 mas não renovou seu contrato e deixou o clube. [9]

Vasco da Gama[editar | editar código-fonte]

Em 25 de dezembro de 2016, foi anunciado como novo reforço do Vasco da Gama.[10]

Marcou seu primeiro gol com a camisa do Vasco no dia 5 de Fevereiro de 2017, na vitória por 2x1, contra o Resende, em partida válida pelo Estadual.

Seleção Argentina[editar | editar código-fonte]

Em 2007, Escudero participou da Copa do Mundo Sub-20, no Canadá, competição onde foi titular absoluto e sagrou-se campeão com uma vitória por 2 a 1 sobre a República Tcheca. Escudero atuou ao lado de jogadores como Kun Agüero, hoje no Manchester City, e Ángel Di María, que atualmente defende o Paris Saint-Germain. No ano seguinte, chegou a ser relacionado para participar das Olimpíadas de Pequim, mas acabou cortado.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Atlético Mineiro
Vitória
Vasco
Seleção Argentina

Referências

  1. «Damián Escudero» (em inglês). Consultado em 14 de Maio de 2012 
  2. UOL Esporte. «Site do Boca Juniors oficializa empréstimo de Damián Escudero ao Grêmio» 
  3. Superesportes. «Segundo pai, Escudero foi liberado pelo Boca e chegará a BH na próxima semana» 
  4. Superesportes. «Alexandre Kalil diz que Boca "pediu muito" e armador Escudero dá adeus ao Atlético» 
  5. GloboEsporte.com. «Queiroz confirma que Luís Alberto e Escudero chegam nos próximos dias». Consultado em 25 de janeiro de 2013 
  6. GloboEsporte.com. «Jogadores do Vitória comemoram triunfo e alertam para jogo de volta». Consultado em 15 de fevereiro de 2013 
  7. ArenaRubroNegra.com.br. «O maestro fica! Vitória anuncia renovação de Escudero». Consultado em 26 de dezembro de 2013 
  8. «ELE FICA». Site oficial do Vitória. Consultado em 28 de dezembro de 2013 
  9. «Em carta, Escudero se despede do Leão e confirma que não fica em 2016». globoesporte.com. Consultado em 24 de dezembro de 2015 
  10. «Escudero é o primeiro reforço do Vasco para a temporada 2017». Site oficial do Vasco da Gama. Consultado em 26 de dezembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de ArgentinaSoccer icon Este artigo sobre um futebolista argentino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.