Damian Wayne

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Damian Wayne
2150927-7.jpg
Outro(s) nome(s) Damian Wayne Al Ghul
Espécie Humano
Afiliações Bat-Família
Liga dos Assassinos
Novos Titãs
Batman Incorporated
Família Bruce Wayne (Pai)
Talia al Ghul (Mãe)
Ra's al Ghul (Avô)
Dick Grayson (Irmão adotivo)
Jason Todd (Irmão adotivo)
Tim Drake (Irmão adotivo)
Helena Wayne (Meia-irmã)
Terry McGinnis (Meio-irmão)
Herege (Clone adulto)
Melisande (Avó, falecida)
Thomas Wayne (Avô, falecido)
Martha Wayne (Avó, falecida)
Criado por Robin:
Grant Morrison e Andy Kubert.
Primeira aparição Como Damian Wayne:
Batman #655 (Setembro de 2006)
Como Robin:
Batman and Robin #1 (Agosto de 2009)
Editora(s) DC Comics
Espécie Humano
Afiliações Bat-Família
Liga dos Assassinos
Novos Titãs
Batman Incorporated
Parceria Batman
Asa Noturna
Capuz Vermelho
Robin Vermelho
Oráculo
Base de operações Gotham City
Parentesco Bruce Wayne (Pai)
Talia al Ghul (Mãe)
Ra's al Ghul (Avô)
Dick Grayson (Irmão adotivo)
Jason Todd (Irmão adotivo)
Tim Drake (Irmão adotivo)
Helena Wayne (Meia-irmã)
Terry McGinnis (Meio-irmão)
Herege (Clone adulto)
Melisande (Avó, falecida)
Thomas Wayne (Avô, falecido)
Martha Wayne (Avó, falecida)
Codinomes conhecidos Robin, Redbird
Habilidades Memoria Eidética, Estrategista Notável, Líder Nato, Mestre em Artes Marciais, Excelente detetive, Hacker genial, Habilidade de evasão (fuga).

Damian Wayne é um super-herói fictício da banda desenhada americana publicada pela DC Comics. Ele é o filho de Batman e Talia Al Ghul,[1][2][3] e, assim, neto do vilão do Batman, Ra's al Ghul. O personagem apareceu originalmente como uma criança sem nome na história de 1987 Batman: Filho do Demônio.[4][5] que, naquele tempo, não era considerado canônico. Depois disso, várias histórias em universos alternativos tratados com a vida do personagem, dando-lhe vários nomes. Em 2006, o personagem foi interpretado como Damian Wayne por Grant Morrison, e introduzido na continuidade principal em Batman #655, a primeira edição do arco de história "Batman and Son".

Desde que se conheceram, Bruce e Talia vivem uma profunda paixão, mas nunca conseguiram viver um relacionamento mais profundo e estável, pois ela vive dividida entre o amor e respeito que tem tanto por seu pai, quanto por seu amado. No entanto, mesmo sem aprofundarem este relacionamento, sempre ficou relativamente claro nas histórias que ambos tinham contato periodicamente, provavelmente mantendo relações sexuais. Com base nisto, o escritor Denny O'Neal escreveu a história O Filho do Demônio onde mostra que Talia engravidou e teve um filho de Bruce, com o qual ele acaba não tendo contato. No entanto, por motivos não explicados,a editora DC Comics não explorou mais esse novo personagem após esta saga, ignorando-o na cronologia oficial do Homem-Morcego. Quase duas décadas depois, o escritor Grant Morrison decidiu re-oficializar o filho de Bruce com Talia na cronologia oficial do Batman, dando a ele o nome de Damian Wayne.

Bruce acabou o reencontrando já um tanto crescido. Damian era um menino que fora treinado por seu avô Ra's para ser seu herdeiro como líder da Liga dos Assassinos. Assim o menino, desde a mais tenra idade foi treinado corporal e mentalmente pra ser um guerreiro mortal e impiedoso, chegando mesmo a ter matado outra pessoa neste treinamento. A princípio Damian odiava o pai, além de ter tendências à violência e aceitar a pena capital. Bruce o acolheu em sua casa como filho e passou a treiná-lo, buscando salvá-lo de sua tendências homicidas e cruéis, fazendo-o de um vigilante parceiro seu.

Por certo tempo Damian odiou o pai, mas após a saga Batman R.I.P., passou a ter mais respeito por ele. Quando Dick Grayson assumiu o manto do Batman no lugar do então tido por falecido Bruce Wayne, Dick resolver substituir Tim Drake por Damian como Robin, pois considerava que Tim era um guerreiro e um ser humano já pronto, enquanto Damian, irmão de ambos e único filho biológico de Bruce Wayne na época , era uma criança que se perderia se não fosse devidamente instruída e guiada por ele. Assim Damian se tornou o mais jovem de todos os Robins tendo apenas dez anos ao assumir a capa. Damian também foi o Robin mais destemido, arrojado, atrevido e violento de todos.

Por sinal, Tim e Damian nunca se deram bem, havendo uma clara rivalidade entre ambos sobre qual dos dois honra melhor a Bruce. Já a relação de Damian com Dick é bem melhor. A princípio, a criança desrespeitava e desfiava o irmão mais velho e tutor a todo instante, deixando bem claro não considerá-lo digno de substituir seu pai como Batman. E o Damian tinha a mania de chamar os próprios irmãos adotivos pelo sobrenome "Grayson", "Todd" e "Drake" ao invés de "Dick", "Jason" e "Tim". Porém,isto foi modificando-se com o tempo, com Dick conquistando o respeito e admiração do jovem pupilo, ajudando-o a entender quem realmente era o pai de ambos. Damian passou a admirar Dick e foi tocado por seu senso de justiça, o qual sabe que foi influenciado diretamente por Bruce , apesar de ainda ter algum certo preconceito contra ele e sua determinação em não usar violência além do estritamente necessário pra derrotar os vilões. Damian demonstrou ter grande habilidades de esgrima, chegando a derrotar o assassino Victor Zsasz.

Após o retorno de Bruce Wayne como Batman, Damian chegou a lutar um tempo ao lado do pai como Robin.

Futuros Alternativos[editar | editar código-fonte]

Batman # 666 (2007), vemos um futuro alternativo de Damian: um Damian Wayne adulto como Batman. Ele assume o manto depois que foi incapaz de salvar Batman de ser morto. Este Batman é mais sombrio do que seu pai, mais dispostos a ferir e matar oponentes se tiver a necessidade de fazê-lo. Também tem um gato de estimação chamado Alfred. Ele parece ter desenvolvido uma rivalidade com a Comissária Barbara Gordon (que condena veementemente suas ações, alegando que matou alguém próximo a ela) e possui alguma forma de habilidade sobrenatural; Mais visivelmente, capacidade de curar as feridas em momentos catastróficos.

Isso está implícito, neste futuro possível, Damian literalmente fez um acordo com o diabo: sua alma em troca da imortalidade e habilidades de cura para poder proteger Gotham. Damian afirma que ele sabia que não poderia se assemelhar a seus antecessores, Bruce Wayne e Dick Grayson, mas faz para ele por "batota", como chama. Através da criação de armadilhas em toda a cidade (principalmente edifícios proeminentes), Damian transformou Gotham em uma arma. Mesmo ainda mais em frente neste futuro em Batman # 700 (2010) batalha com Duas-Caras-Dois e resgata um jovem Terry McGinnis dele.

Anos mais tarde, é visto como mentor de Terry, que assume o manto de Batman. Em Superman / Batman # 75, Damian aparece com Conner Kent, que é o novo Superman. Ao contrário do pai de Damian e do Superman Original, Conner é completamente em desacordo ao que parece com o novo Cavaleiro das Trevas devido à sua desaprovação das abordagens violentas de Damian como Batman. Na edição # 80, mostra Damian e Conner também como Batman e Superman do futuro.

Reboot: Os Novos 52[editar | editar código-fonte]

Após o ponto de ignição, a origem do Damian não mudou, ele continuou o mesmo, só que agora ele atua com o seu pai, enquanto o Dick Grayson era o Asa Noturna e o Tim Drake nunca foi o Robin, ele era conhecido como Red Robin. Damian começou a mostrar que seria um Robin bem melhor que o Dick, o Jason e o Tim, por ter mais experiências em combates. Ele chegou até desafiar as ordens do seu pai e os dois tiveram um confronto na saga "A Noite das Corujas", mas isso foi só questão de tempo do Damian começar a amadurecer e aceitar as regras. Após o seu pai reunir a Corporação Batman novamente, Damian tinha agido como Red Bird, o passaro vermelho, mas depois ele voltou a ser o Robin onde ele enfrenta o seu clone que já estava crescido e ele mata o Damian, mas acaba morrendo junto. Bruce lamentou pela perda do seu filho, e queria traze-lo de volta. Por isso ele correu pelo inferno inteiro buscando um meio do Damian voltar a vida e com isso ele usa o fragmento de caos do Apokolips infundido com os Feixes de Omega de Darkseid no corpo de Damian e assim Damian ressuscita, mas ganhou super poderes, temporariamente, e após o seu pai ter sido dado como morto no confronto como o Coringa, Damian começa a viajar pelo mundo

Sozinho sem o pai[editar | editar código-fonte]

Damian já estava entre 11-12 anos de idade, e ele conheceu uma fera bruta semelhante com a de um morcego e adotou com o nome de Goliath. Ele conheceu uma menina chamada Maya Ducard que no inicio queria matar o Damian, mas acabou se aliando a ele depois. Logo ele retorna em Gotham, onde ele se une ao Dick, ao Tim e ao Jason como os Robins Veteranos para treinar uma gangue de delinquentes que se julgam o Robin na saga "Guerra de Robin" e o lider da Courte das Corujas manipulou o Damian, mas ele por ser orgulhoso se volta contra ele, e ele depois se reencontra com o seu pai que revelou ainda estar vivo e ele aprendeu que o Bruce não podia ensinar mais nada ao Damian, pois ele já teria que aprender a se virar cedo ou mais tarde.

Renascimento, lider dos Titãs[editar | editar código-fonte]

Após a aparente morte do Tim Drake, Damian completa 13 anos de idade, já chegando na fase adolescente e agora ele achou que já tem o direito de liderar os Novos Titãs formados por Mutano, Ravena, Estelar e Kid Flash (Wally West II), Damian contará com a ajuda dos Novos Titãs para deter o seu avô Ra's Al Ghul e a sua prima Mara que o odeia por ele ter humilhado ela no passado.

Em outras mídias[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

  • Ele aparece em um episódio do Batman: Os Bravos e os Destemidos onde no futuro, o Damian é filho do Bruce com a Selina, ao invés da Talia. Ele já começa se dando bem com o Dick que já tinha sido promovido o Batman depois que Bruce e Selina se aposentaram, e depois da morte dos seus pais, Damian se torna o Robin usando um uniforme quase identico ao do Tim. No final, Damian é promovido o novo Batman e o seu filho é o novo Robin. Isso era só uma história que foi contada pelo Alfred esperando que um dia Batman e Mulher-Gato começassem a ter um relacionamento, em breve.

Filme[editar | editar código-fonte]

Jogos eletrônicos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Phillips, Dan (8 de Agosto de 2009). «Grant Morrison's New Batman and Robin». IGN. Consultado em 8 de Agosto de 2009 
  2. Batman #666 (página 2)
  3. Grant Morrison. Batman #676
  4. «Batman and Son TPB Review». shelfabuse.com. 9 de Janeiro de 2009. Consultado em 29 de Dezembro de 2010 
  5. Manning, Matthew K.; Dolan, Hannah, ed. (2010). «1980s». DC Comics Year By Year A Visual Chronicle. [S.l.]: Dorling Kindersley. p. 229. ISBN 978-0-7566-6742-9. In an over-sized hardcover graphic novel one-shot, writer Mike W. Barr and artist Jerry Bingham introduced a monumental new character into the life of the Dark Knight - Damian Wayne. 
  6. Sands, Rich (18 de Janeiro de 2016). «Roll Call: Meet the Cast of Justice League vs. Teen Titans». TVInsider.com. Consultado em 18 de Janeiro de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre Banda desenhada da DC Comics é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.