Dança de salão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Imagem estilizada de um casal praticando dança de salão

A expressão dança de salão refere-se a diversos tipos de dança executados por um par de dançarinos. As danças de salão são consideradas uma forma de entretenimento e de integração social, bem como uma forma de desporto.

História[editar | editar código-fonte]

A dança de salão tem origem na corte do rei Luís XIV de França (1638-1715). É possível que, na época, os pares se abraçassem lateralmente, pelo fato de que os soldados carregavam a espada no lado esquerdo, como é mostrado nas imagens de Il Ballarino, de Fabrizio Caroso. Também já era evidente a postura clássica, ereta e com o torso fixo, como no balé, que tem a mesma origem.

A dança de casal foi levada pelos colonizadores europeus para as diversas regiões das Américas, onde deu origem a muitas variedades à medida em que se mesclava às formas populares locais: tango, na Argentina; maxixe (que daria origem ao samba de gafieira), no Brasil; a habanera, que deu origem a diversos ritmos cubanos, como a salsa, o bolero, a rumba etc.

Nos Estados Unidos, o swing surgiu de grupos negros dançando ao som de jazz no início dos anos 1920. As primeiras danças de salão estadunidenses criadas foram o charleston e o lindy hop. Essas deram origem a vários outros tipos de danças estadunidenses, como o jitterbug, o balboa, o west coast swing e o east coast swing.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Atualmente, no Brasil, os gêneros mais praticados, tanto nos bailes quanto nas escolas especializadas, são: forró, samba de gafieira, zouk, soltinho, salsa, bolero, bachata e tango, sendo que ainda podemos encontrar diversas variações destes gêneros. O soltinho pode ser considerado como uma versão brasileira do swing.

Estilos[editar | editar código-fonte]

Tango.

Brasileiras[editar | editar código-fonte]

Latinas[editar | editar código-fonte]

Caribenhas
Espanhola
Antilhas francesas
Argentina

Norte-americanas[editar | editar código-fonte]

Europeias[editar | editar código-fonte]

Africanas[editar | editar código-fonte]

Danças de Competição[editar | editar código-fonte]

Internacionalmente, para fins de competição, a expressão "dança de salão" se restringe a certas danças, de acordo com as categorias - International Standard e International Latin - definidas pelo Conselho Mundial de Dança (WDC, na sigla em inglês). As danças praticadas nesses estilos são: a valsa lenta (ou valsa inglesa), o tango internacional (diverso do tango argentino), a valsa (também chamada de valsa vienense), o foxtrote e o quickstep (International Standard); o samba (diferente das modalidades de samba brasileiro), o chachachá, a rumba, o paso-doble e o jive (International Latin).

A dança de salão de competição é conhecida no mundo todo como "Dancesport" ou "Ballroom Dance". Essas danças seguem passos restritos divididos em três níveis de aprendizadoː bronze, prata e ouro (ou iniciados, intermédios e open). Existem dez danças no estilo internacional e nove danças no estilo estadunidense.[1]

Os comitês de dança de salão internacional estão constantemente pressionando para incluir esse esporte nos jogos olímpicos de verão.[2]

Danças Internacionais:[editar | editar código-fonte]

Latinas[editar | editar código-fonte]

Crianças dançando o Cha-cha-cha numa competição.

Standard[editar | editar código-fonte]

Estilo Estadunidense:[editar | editar código-fonte]

French Smooth[editar | editar código-fonte]

Competição de dança de salão (2006).

American Rhythm[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. IDSF Rules and Regulations.
  2. IDSF The Olympics.

Ligações externas:[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Dança de salão