Daniel (cantor)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Daniel
Daniel no jantar e show do Paulistão Itaipava em 8 de abril de 2018.
Nome completo José Daniel Camillo
Nascimento 9 de setembro de 1968 (53 anos)
Brotas, São Paulo
Nacionalidade brasileiro
Fortuna R$ 60 milhões[1] (2019)
Estatura 1,74[2]
Ocupação
Carreira musical
Período musical 1980 - presente
Gênero(s)
Extensão vocal Barítono
Instrumento(s)
Gravadora(s) Continental (1985-1991)
Warner Music (1991-2009)
Som Livre (2010-2011)
Sony Music (2011-2014)
Universal Music (2015-2017)
Independente (2017-presente)
Página oficial
daniel.art.br

José Daniel Camillo (Brotas, 9 de setembro de 1968), conhecido artisticamente como Daniel, é um cantor, compositor e produtor brasileiro, também já trabalhou como ator e apresentador ocasionalmente.[3] Apelidado de "Príncipe" pela postura sempre educada e gentil com que trata as pessoas,[4][5] Daniel começou fazendo apresentações em festivais regionais de música sertaneja. Durante uma dessas apresentações, conheceu seu parceiro João Paulo, formando em 1980 a dupla João Paulo & Daniel.

Em 1985, lançaram seu primeiro disco, Amor Sempre Amor, e contrataram um empresário profissional, que seria o responsável pelo salto na carreira. Alguns anos mais tarde, conseguiram alcançar o reconhecimento nacional com as músicas "Desejo de Amar", "Estou Apaixonado", versão para "Estoy Enamorado", da dupla Donato & Estefano e "Te Amo Cada Vez Mais", versão para "To Love You More", da cantora Céline Dion. Em 1997, João Paulo faleceu vítima de um acidente de carro.

No ano seguinte, o cantor seguiu carreira solo, lançando seu primeiro álbum, que levava o seu nome. Circulando com desenvoltura entre o sertanejo e o romantismo, Daniel se consolidou como uma das principais vozes do país, com sucessos como "Adoro Amar Você", "Declaração de Amor", "Quando o Coração Se Apaixona", entre muitos outros.

Em paralelo à carreira musical, Daniel se aventurou na carreira de ator, com papéis nos filmes Xuxa Requebra (1999), Didi, o Cupido Trapalhão (2003), O Menino da Porteira (2009) e na novela Paraíso (2009). Também foi técnico do talent show The Voice Brasil, entre 2012 e 2015, retornando ao posto em 2021, no The Voice +.

O inegável talento de Daniel é reconhecido nacionalmente, com mais de 13 milhões de discos vendidos (sendo 5 milhões em dupla com João Paulo e 8,5 milhões em carreira solo),[6][7] o cantor já foi premiado com 2 Grammy Latino, 4 Melhores do Ano, 3 Troféu Internet e 1 Troféu Imprensa, além de outras diversas indicações.

Vida pregressa[editar | editar código-fonte]

José Daniel Camillo, comumente conhecido como Daniel, nasceu no dia 9 de setembro de 1968, em Brotas, no interior de São Paulo,[8] filho de José Sebastião Camillo, mais conhecido como Zé Camillo, e Maria Aparecida Cantador Camillo,[9] sendo o terceiro dos 4 irmãos: Gilmar José Camillo, (que possui paralisia cerebral, consequência de um erro médico durante o parto),[10] José Amaury Camillo e José Eduardo Camillo.[11] Desde criança, Daniel já demonstrava paixão pela música, cantando para alegrar seu irmão mais velho, Gilmar. Aos 5 anos, ele aprendeu seus primeiros acordes e passava os seus dias gravando sua voz em um gravador portátil. Através de seu pai, Daniel aprendeu a separar a primeira da segunda voz com um conselho bem simples: tampar um dos ouvidos, com o tempo, ele conseguiu se firmar na sua própria voz.[6] Aos 8, seu pai, percebendo a sua vocação, lhe deu um violão e um livro de cifras, e os dois passaram a cantar em praças e nas rádios, com José Camillo usando o pseudônimo de Teodoro.[12]

Depois de ter sua música tocada em uma rádio da cidade, Daniel, com o incentivo de seus familiares, passou a participar de festivais da região nos finais de semana, onde conheceu José Henrique dos Reis, o João Paulo.[13] Inicialmente, eles eram rivais nas apresentações. Na época João Paulo fazia dupla com seu irmão, Chico, e usavam o nome José Nery e Nerinho, e também fazia dupla com Mineiro, e usavam o nome de Mineiro e Nerinho. Já Daniel cantava solo. Quando João Paulo saiu da dupla, os dois se uniram e em 1980[14] começaram a fazer pequenos shows em circos e festivais, originalmente com o nome de José Nery e Daniel, e mais tarde, através de sugestões de amigos, como João Paulo & Daniel. Como novatos, eles não tinham espaço. Por se tratar de uma dupla formada por um branco e um negro, sentiram na pele o preconceito. Políticos apreciavam suas músicas nas rádios e decidiam contratá-los para shows, mas quase que invariavelmente, tudo era cancelado quando o candidato via os dois pessoalmente, dizendo que poderiam denegrir a imagem da administração da cidade.[15]

Carreira[editar | editar código-fonte]

João Paulo & Daniel[editar | editar código-fonte]

Com o auxílio do cantor Paraíso, da dupla Mococa & Paraíso, a dupla foi apresentada a gravadora Continental East West, que os contratou, lançando em 1985 o seu primeiro álbum, intitulado Amor Sempre Amor.[16][17] As músicas que mais se destacaram foram "Brincar de Esconder", "Caminhoneiro do Amor" e "Ninguém Prende Ninguém".[18] A partir daí, a dupla começou uma busca intensa e incessante pelo sucesso, divulgando seu trabalho nas rádios e nas cidades do interior paulista. É durante esse trabalho que eles conheceram Hamilton Régis Policasto, que se ofereceu para ajudar a divulgar e vender os shows da dupla, tornando-se o empresário dela.[19] Em 1987, lançaram seu segundo álbum, Planeta Coração, e os destaques ficaram por conta de "Paloma", versão em português para "La Paloma", de Julio Iglesias, e "Planeta Coração".[20][21] Também começaram a participar de programas de auditório.[16]

Porém, o mercado fonográfico nacional só começou mesmo a aceitar a dupla, que sofreu inclusive com o preconceito racial, em 1991, sendo o primeiro sucesso creditado a "Desejo de Amar", lançada em seu terceiro álbum, João Paulo & Daniel Vol. 3, originalmente lançado em 1989, canção que fez com que vendesse 90 mil cópias.[22][23] Outros destaques foram "Aos Trancos e Barrancos" e "Pra Te Esquecer Não Dá".[24][25] Em 1992, lançaram João Paulo & Daniel Vol. 4, e os maiores sucessos foram "Tá Faltando Amor", "Gosto de Hortelã" e "Fogo de Amor".[26][27] No ano seguinte, lançaram João Paulo & Daniel Vol. 5, que teve como sucessos as canções "Só Dá Você na Minha Vida", "Rosto Molhado", "Malícia de Mulher" e "Te Cuida, Coração",[28][29] e foi o primeiro álbum da dupla a obter boas vendagens,[30] mais tarde recebendo o disco de platina.[31][32]

Em 1994, Daniel teve problemas em suas cordas vocais. O diagnóstico apontou que o cantor nasceu com uma das cordas vocais um pouco torta, um problema congênito. Quando havia sobrecarga, as cordas se chocavam uma com a outra e inchavam devido ao atrito. Com a ajuda da fonoaudiologia Sílvia Pinho, Daniel se recuperou, e descobriu que o fato dele conseguir cantar, mesmo com essa deficiência, é que a sua audição é quase perfeita, assim ele consegue colocar a sua voz na afinação certa para cantar. Ele é acompanhado por ela até hoje.[33] O sexto álbum da dupla, João Paulo & Daniel Vol. 6, foi lançado em 9 de março de 1995[34] com os sucessos "Hoje Eu Sei", "Eu Me Amarrei", "Que Dure Para Sempre" e "Alguém",[35][36] e rendeu a dupla um disco de platina duplo.[32]

Com o lançamento de João Paulo & Daniel Vol. 7, em 26 de agosto de 1996,[37] a dupla finalmente se consagrou. O álbum trazia a canção romântica "Estou Apaixonado", versão em português para "Estoy Enamorado", de Donato & Estefano, que estourou nas rádios e na TV, como tema da novela global Explode Coração, se tornando o maior sucesso da dupla.[38][14] O sucesso dessa canção fez com que o álbum vendesse 500 mil cópias antes mesmo do seu lançamento,[39] chegando a mais de 1 milhão, rendendo um disco de diamante.[32] Outros sucessos foram "Minha Estrela Perdida", "Não Precisa Perdão" e "Com Qual Carícia", consolidando a dupla como uma das mais promissoras do país.[40][41] No mesmo ano, outra canção da dupla entrou em uma trilha sonora de novela, desta vez foi a toada "Pirilume", em O Rei do Gado.[42][43]

Em abril de 1997,[44] a dupla lançou João Paulo & Daniel Vol. 8, que viria a ser o seu último trabalho, com sucessos já marcantes, como a canção "Te Amo Cada Vez Mais", versão em português para "To Love You More", de David Foster, gravado pela cantora Céline Dion, uma das baladas mais tocadas no ano de 1998 em rádios por todo o Brasil, além de "Muda" e "Ela Tem o Dom de Me Fazer Chorar".[45][46] O álbum recebeu o disco de diamante.[32]

Na madrugada do dia 12 de setembro, o destino, porém, separou os amigos no auge da carreira. João Paulo morreu carbonizado vítima de um acidente automobilístico na Rodovia dos Bandeirantes, viajando de São Paulo para a sua cidade natal, Brotas.[31][11] Ficou constatado no segundo laudo que um estouro em um dos pneus levou à perda do controle do carro, que foi em direção ao canteiro central. O veículo capotou e acabou se incendiando.[47] Um álbum póstumo, intitulado Ao Vivo - Amigo é Coisa Pra Se Guardar, foi lançado em novembro de 1997,[48] e trazia o registro de um show realizado pela dupla em Brotas no ano de 1995.[49][50] O projeto rendeu discos de platina duplo (CD) e diamante (DVD).[32]

Carreira solo[editar | editar código-fonte]

1998-1999: Daniel e Vou Levando a Vida[editar | editar código-fonte]

Daniel ficou muito abalado com a morte de seu parceiro, em vários momentos chegou a cogitar parar de cantar. Mais com o apoio de seus familiares, amigos e fãs, seguiu em carreira solo, lançando em 3 de agosto do ano seguinte,[51][52] seu primeiro trabalho, intitulado apenas de Daniel, trabalho ao qual lhe rendeu um disco de diamante e uma indicação ao Grammy Latino na categoria "Melhor Álbum de Música Sertaneja".[53][8][54] Os destaques ficaram por conta de "Adoro Amar Você", "Declaração de Amor" e "Dengo".[55] Com uma mistura do sertanejo tradicional e do romantismo, Daniel abocanhou novos fãs, além de manter os fiéis, os antigos e tradicionais sertanejos. No mesmo ano, apresentou o extinto programa Planeta Xuxa, durante a licença-maternidade de Xuxa.[56]

Em 1999, fez uma ponta na novela Estrela de Fogo, na TV Bandeirantes,[57] e uma participação especial na minissérie Chiquinha Gonzaga, da TV Globo, interpretando a canção "Lua Branca".[12] Também apresentou o programa de estreia Amigos e Sucessos, na Rede Record.[58] Em 3 de agosto, lançou seu segundo álbum de estúdio, intitulado Vou Levando a Vida, com os sucessos "Vai Dar Samba", "Vou Levando a Vida" e "Que Era Eu",[59][60] lhe rendendo um disco de diamante.[12] No mesmo ano, o cantor entrou para o Guinness World Records ao bater o recorde de tempo dando autógrafos, foram 25 horas e mais de 9.500 autógrafos no total.[61] Também fez par romântico com Xuxa no filme Xuxa Requebra, interpretando o personagem Felipe Macedo. O filme fez a maior bilheteria de um filme nacional na década de 90 no Brasil na primeira semana de exibição,[62] sendo assistido por aproximadamente 2.074.461 espectadores e faturando mais de 8 milhões de reais para seus produtores, segundo a Ancine.[63][64] Daniel fez sucesso na trilha sonora do filme com a canção "No Ponto Pra Mim".[65]

2000: Meu Reino Encantado e Quando o Coração Se Apaixona[editar | editar código-fonte]

Em 19 de abril de 2000, estreou o projeto social Daniel Futebol Clube, projeto que durou nove anos, levando jogos beneficentes por todo o Brasil.[66] Além deste projeto, desde 1999, o cantor é padrinho do projeto Teleton, e da AACD, que atende crianças portadoras de deficiência física.[67][68] Também é presença marcante no Criança Esperança,[69] e contribui com o Hospital do Câncer de Barretos ao participar da gravação do CD e DVD Direito de Viver em 2015, doando parte de seu cachê a instituição.[70]

Em 5 de julho,[71] lançou Meu Reino Encantado, seu terceiro álbum de estúdio.[72] O projeto foi a realização de um sonho para o cantor. Desde a época da dupla João Paulo & Daniel, os dois amigos já tinham a vontade de gravar um disco com um repertório composto somente por músicas sertanejas, mas isso não foi possível. Porém, Daniel nunca desistiu do sonho da dupla.[73] O projeto continha a participação de grandes nomes da música sertaneja como Milionário & José Rico, Chitãozinho & Xororó, Teodoro & Sampaio, entre muitos outros, além da participação do pai do próprio cantor, o seu Zé Camillo.[74] O álbum lhe rendeu um disco de platina duplo.[53]

O cantor também lançou a sua própria revista, A Turma do Dani, sendo voltada para os seus fãs, que acompanhava o seu dia-a-dia, shows, programas de televisão, etc. A revista foi publicada de 2000 a 2005 com 41 exemplares no total, sendo distribuída em eventos, shows e bancas de jornal, e chegou a ter cerca de 350 mil fãs cadastrados.[75] Em 16 de novembro,[76] lançou seu quarto álbum de estúdio, Quando o Coração Se Apaixona, com destaque para "Seus Beijos", "Quando o Coração Se Apaixona" e "Um Beijo Pra Me Enlouquecer".[77][78] O projeto lhe rendeu um disco de platina triplo.[53] Também recebeu o seu primeiro prêmio de Melhor do Ano.[79]

2001-2002: En Español, Ao Vivo e Um Homem Apaixonado[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2001,[80] lançou seu quinto álbum de estúdio, En Español, gravado em Miami, nos Estados Unidos. No álbum, Daniel canta seus maiores sucessos na língua espanhola, como em "Hablando Claro", "Que Era Yo", "Declaración de Amor", "Mi Estrella Perdida", além de "Estoy Enamorado", versão original de seu maior sucesso. O projeto tem foco o mercado latino.[81][82]

Em 1º de outubro, lançou seu primeiro álbum ao vivo e primeiro DVD em carreira solo, denominado apenas de Ao Vivo, gravado em Olympia, São Paulo.[83] O projeto conquistou dois disco de diamante (CD/DVD), e trazia diversos sucessos do cantor ao longo de sua carreira, além de canções de grande importância para Daniel como "Vinho Verde", de Paulo Alexandre, "Porto Solidão", de Jessé e "Paz do Meu Amor" de Luiz Vieira.[53][84] No mesmo ano, fez sucesso na trilha sonora da novela Pícara Sonhadora, com a canção "Estou Apaixonado".[85]

Em 2002, lançou seu sexto álbum de estúdio, Um Homem Apaixonado, projeto que lhe rendeu um disco de platina duplo e trazia os sucessos "Vida Minha", "Dá-Me, Dá-Me", versão em português para "Dame Dame", de Roberto Sorokin e Pablo Duchovny, e "Um Homem Apaixonado".[86][87][53] No mesmo ano recebeu o seu segundo prêmio de Melhor do Ano.[79]

2003-2004: 20 Anos de Carreira, Meu Reino Encantado II e Em Qualquer Lugar do Mundo[editar | editar código-fonte]

Em 2003, lançou seu segundo álbum ao vivo e segundo DVD, 20 Anos de Carreira - Ao Vivo, gravado no ATL Music Hall, no Rio de Janeiro, conquistando discos de platina (CD) e diamante (DVD).[88][53] Este projeto relembra diversos sucessos do cantor além de trazer músicas que fizeram sucesso na voz de outros cantores, como "Evidências", de Chitãozinho & Xororó, "Meu Bem Querer", de Djavan, "Amor I Love You", de Marisa Monte e "Um Dia de Domingo", de Tim Maia e Gal Costa.[89][90]

No mesmo ano, lançou Meu Reino Encantado II, seu sétimo álbum de estúdio.[91] O projeto homenageia a dupla Tião Carreiro & Pardinho e também continha a participação de outros grandes cantores como Gino & Geno, Liu & Léu, Craveiro & Cravinho, Zico & Zeca, entre outros.[92] O álbum lhe rendeu um disco de ouro.[53]

Também co-estrelou o filme Didi, o Cupido Trapalhão ao lado de Renato Aragão e Jackeline Petkovic, interpretando o personagem Romeu.[93] Em sua estreia, o filme foi o mais visto, barrando o hollywoodiano Hulk, de Ang Lee. Ao todo o filme teve em um mês cerca de 1.671.064 de bilheteria.[94] Daniel se destacou na trilha sonora com as músicas "Um Coração em um Milhão" e "Pense Positivo", composta exclusivamente para o filme.[95] Por fim, recebeu o seu primeiro Troféu Internet e o seu terceiro prêmio de Melhor do Ano.[96][79]

Em 4 de julho de 2004,[97] lançou seu oitavo álbum de estúdio, Em Qualquer Lugar do Mundo, com as canções "Jogado na Rua", que estreou em primeiro lugar nas rádios de todo o Brasil,[98] "Querida", versão em português para "Herida", de Miriam Hernández, "Os Amantes" e "Memórias de Uma Paixão".[99] Com ele, o cantor conquistou um disco de platina.[53]

2005-2006: Meu Reino Encantado III, Te Amo Cada Vez Mais e Amor Absoluto[editar | editar código-fonte]

Em 2005, Daniel foi convidado pela novelista Glória Perez para uma participação na novela América. O cantor fez sucesso na trilha sonora da novela com a canção "Os Amantes".[100][101] Em 25 de julho,[102] lançou Meu Reino Encantado III, seu nono álbum de estúdio, trazendo a participação de Lourenço & Lourival, Moacyr Franco, Rio Negro & Solimões, Bruno & Marrone, entre outros.[103][104] O álbum lhe rendeu um disco de ouro.[53]

No dia 18 de novembro, lançou o seu terceiro álbum ao vivo e terceiro DVD, intitulado Te Amo Cada Vez Mais - Ao Vivo, gravado em Botucatu, São Paulo, na praça central ao lado da Igreja Matriz, e trazia vários de seus sucessos além de canções de outros artistas como "Quando Eu Quero Falar Com Deus", de Roberto Carlos e Erasmo Carlos, "Filho Adotivo", sucesso na voz de Sérgio Reis e "Eu Sem Você", composição de Rick.[105][106] O projeto lhe rendeu discos de ouro (CD) e platina (DVD).[53] Também recebeu o seu segundo Troféu Internet.[96]

Em 25 de junho de 2006, o cantor sofreu um acidente de carro quando voltava de um show na festa do Peão de Boiadeiro em comemoração aos 100 anos da cidade de Salto de Pirapora, a 122 km de São Paulo. O acidente ocorreu por volta de 0h30m, na Rodovia João Leme dos Santos, a SP 264. Um Palio, com 3 pessoas, descontrolado, cruzou a pista e atingiu a Pajero prata onde estavam o cantor e o empresário Hamilton Régis Policastro. Dois dos três passageiros do Palio morreram. O cantor colocou pinos no ombro esquerdo por causa do acidente.[107]

Em 14 de julho, lançou Amor Absoluto, seu décimo álbum de estúdio. Os sucessos ficaram por conta de "Quem Diria Hein!?", "Homem Maduro", "Amor Absoluto" e "Inexplicável".[108][109][110] O álbum rendeu ao cantor uma indicação ao Grammy Latino na categoria "Melhor Álbum de Música Romântica".[111] Em 29 de novembro, foi lançado o box set Meu Reino Encantado - A Coleção, contendo os três volumes do projeto Meu Reino Encantado, além de um CD bônus, intitulado Bailão do Daniel.[112][113]

2007-2009: Difícil Não Falar de Amor e O Menino da Porteira[editar | editar código-fonte]

Em 2007, recebeu o seu quarto prêmio de Melhor do Ano.[79] Em 27 de maio de 2008, o cantor lançou seu décimo primeiro álbum de estúdio, Difícil Não Falar de Amor, produzido pelo cantor Rick, da dupla Rick & Renner.[114][115][116][117] O projeto lhe rendeu um disco de platina e uma indicação ao Grammy Latino na categoria "Melhor Álbum de Música Romântica".[53][8][118] Os sucesso ficaram por conta de "Difícil Não Falar de Amor", "Metade com Metade", "Quase Louco", "Pra Sempre Te Amar" e "Amiga".[119][120][121] No mesmo ano, recebeu o seu terceiro Troféu Internet e o prêmio Troféu Imprensa.[96][122]

Em 2009, gravou o remake do filme O Menino da Porteira ao lado de Vanessa Giácomo, interpretando o peão Diogo Mendonça.[123] No dia 24 de fevereiro, lançou As Músicas do Filme "O Menino da Porteira", seu décimo segundo álbum de estúdio, sendo a trilha sonora do filme.[124] Em março, o Cine São José, prédio adquirido por Daniel em 2004, com a reforma iniciada em 2006, com todos os cuidados para se preservar ao máximo sua arquitetura original, foi reinaugurado em grande estilo com a pré-estreia nacional do filme, que levou mais de meio milhão de pessoas aos cinemas de todo o Brasil.[125] Pela sua atuação, o cantor recebeu uma indicação ao prêmio VI Prêmio Fiesp\Sesi do Cinema Paulista na categoria "Melhor Ator".[126] Com o álbum, Daniel conquistou o seu primeiro Grammy Latino, na categoria "Melhor Álbum de Músicas de Raízes Brasileiras", com destaque para as canções "O Menino da Porteira" e "Tocando em Frente".[127][128]

No mesmo ano, a convite de Benedito Ruy Barbosa, o cantor aceitou interpretar o peão Zé Camillo (nome dado ao seu personagem em homenagem a seu pai) na novela Paraíso, seu primeiro papel em uma novela da Globo.[129][130] Além da novela, participou do especial do cantor Roberto Carlos, interpretando as canções "Quando Eu Quero Falar Com Deus" e "Estou Apaixonado".[131]

Em outubro, Daniel se envolveu em um assunto polêmico. Durante um show realizado em setembro no interior de São Paulo, o cantor puxou uma policial militar fardada para dançar, causando alvoroço do público. As imagens foram veiculadas na internet e, após a confusão, o cantor deu uma declaração publica se desculpando e dizendo que não imaginou o transtorno que iria causar para a PM. Porém a história não foi muito longe: o comandante da polícia militar da região deu uma entrevista após alguns dias afirmando que a policial não seria punida, pois não agiu de má fé.[132]

2010-2012: Raízes e Pra Ser Feliz[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2009, Daniel desfez sua parceria com Hamilton Régis Policastro e passou a cuidar dos rumos de sua carreira com a "Daniel Promoções Artísticas em Brotas/SP".[133] O cantor assinou contrato com a gravadora Som Livre e em 10 de abril de 2010, lançou Raízes, seu quarto álbum ao vivo e quarto DVD, gravado no teatro municipal de Paulínia, São Paulo.[134][135] O projeto tem um estilo acústico, e resgata a simplicidade do sertão. Os sucessos ficaram por conta de "Tenho Que Sonhar", "Do Outro Lado do Rádio" e "Por Amor Vai Sofrer".[136][137][138]

No segundo semestre de 2010, Daniel emplacou a canção "Disparada" na trilha sonora da novela Araguaia, da Rede Globo, inclusive, a cantando em um dos capítulos da trama, no início do ano seguinte.[139][140] Entre os dias 16 e 19 de dezembro, o cantor organizou o seu primeiro Cruzeiro, Navegando com Daniel, sendo um sucesso absoluto de vendas e crítica.[141] Daniel também foi eleito o melhor cantor do ano, pelo portal Caras.[142]

Em 2011, gravou "Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim", composição de Herbert Vianna e Paulo Sérgio Valle, canção que foi divulgada apenas nas rádios.[143] Em 5 de setembro, Daniel lançou Pra Ser Feliz, seu décimo terceiro álbum de estúdio, pela gravadora Sony Music.[144][145] O álbum contém algumas canções inéditas e regravações de sucessos como "Do Fundo do Meu Coração", de Roberto Carlos, composta por ele em parceria com Erasmo Carlos, "Eu Amo Amar Você", "E Agora" e o sucesso "Tá no Coração", primeiro single deste trabalho.[146][147][148] O álbum rendeu ao cantor uma indicação ao Grammy Latino na categoria "Melhor Álbum de Música Sertaneja".[8][149]

Em 2012, passou a ser jurado do The Voice Brasil, junto com Claudia Leitte, Carlinhos Brown e Lulu Santos.[150][151] Daniel permaneceu no programa por três temporadas, deixando-o em 2015, sendo substituído por Michel Teló.[152]

2013-2015: 30 Anos - O Musical e In Concert em Brotas[editar | editar código-fonte]

Em 25 de fevereiro de 2013 lançou a canção "Tantinho", de Carlinhos Brown. Ao conceder a canção, Brown permitiu que Daniel mudasse a letra e trocasse "Odara" e "Iara", que aparecem no refrão, por "Lara", nome de sua primogênita.[153] No mesmo ano, a convite do diretor musical Mariozinho Rocha, gravou a canção "Maravida", tema de abertura da novela Amor à Vida, de autoria de Gonzaguinha.[154]

Em 16 de outubro, lançou 30 Anos - O Musical, seu quinto álbum ao vivo e quinto DVD, um musical que retrata a sua trajetória.[155][156][157] O projeto movimentou a cena do teatro musical, sendo referência de produção por contar com grandes nomes do gênero do Brasil - a proposta teve boa recepção da crítica e do público.[158][159] Com ele, o cantor conquistou um disco de ouro.[160]

Em 21 de abril de 2014, Daniel lançou a canção "Meu Mundo e Nada Mais", regravada em parceria com Guilherme Arantes.[161] Em 8 de julho, lançou seu primeiro EP, 30 Anos - O Musical,[162][163] que trazia canções lançadas anteriormente pelo cantor, como "Fale um Pouco de Você" e "Estou Apaixonado" com a participação da cantora mexicana Thalía.[164][165] No dia 26 de agosto, Daniel lançou um livro autobiográfico intitulado Daniel - Minha Estrada, pela editora Benvirá, durante a Bienal Internacional do Livro, em Anhembi, São Paulo. A venda do livro foi revertida para as Apaes do Brasil.[166][8]

Em 2015, gravou a canção "O Que o Ouro Não Arruma", composição de Mario Vieira, para a trilha sonora da novela Êta Mundo Bom!.[167] Em 15 de outubro, Daniel realizou um sonho profissional, cantou ao lado de Andrea Bocelli, durante uma apresentação no Santuário Nacional de Aparecida.[168]

No dia 23 do mesmo mês, lançou In Concert em Brotas, seu sexto álbum ao vivo e sexto DVD, gravado no Cine São José, em Brotas, sua cidade natal, através da gravadora Universal Music.[169] O projeto contou com a participação de diversos artistas como: Carlinhos Brown, Roberto Leal, Renato Teixeira, Sérgio Reis e Rick Sollo,[170][171] seu repertório é composto por grandes clássicos da música brasileira como "Apenas Mais Uma de Amor" e "Toda Forma de Amor", de Lulu Santos, "Chuvas de Verão", de Caetano Veloso, "Manhãs de Setembro", da Vanusa, entre outras.[172] No mesmo ano, lançou o Instituto José Daniel, um instituto assistencial que oferece aulas de dança, música, teatro e esportes para os moradores de Brotas, com a pretensão de melhorar a vida dos moradores da cidade.[173]

2016-2019: Daniel e Show em Homenagem a Nossa Senhora Aparecida[editar | editar código-fonte]

No dia 24 de maio de 2016, Daniel foi eleito o melhor cantor solo da música sertaneja da atualidade, através de uma votação realizada no site Conceito Sertanejo, recebendo 38,9% dos votos.[174] Em 24 de julho, o cantor participou do revezamento da Tocha Olímpica em São Paulo.[175]

Depois de um hiato sem gravar músicas inéditas, o cantor inovou e convidou o produtor musical Dudu Borges para a produção de Daniel, seu décimo quarto álbum de estúdio, lançado em 16 de setembro.[176] Novos sucessos impulsionaram o cantor nas rádios, como "Inevitavelmente", "Amores Seletivos", "Desandou" e "Discurso Ensaiado", com a participação de Luan Santana.[177][178] Posteriormente, em 16 de novembro, o projeto foi lançado em DVD, o sétimo de sua carreira, contendo as imagens de sua gravação.[179] Com o álbum, Daniel conquistou o seu segundo Grammy Latino, na categoria "Melhor Álbum de Música Sertaneja".[180]

Em 24 de fevereiro de 2018, Daniel foi homenageado com uma estátua de cera no Memorial da Devoção, espaço presente no Museu de Cera do Santuário Nacional em Aparecida, inclusive, visitando a imagem em 28 de março. A estátua foi feita em reconhecimento a devoção do cantor por Nossa Senhora Aparecida.[181][182] Em 19 de fevereiro de 2019, Daniel lançou o documentário Daniel: 30 Anos na Estrada, que conta a sua trajetória.[183] Com direção de Jeremias Moreira, o média-metragem mostra os primeiros passos do cantor em direção à música, a parceria com João Paulo, as dificuldades antes da fama, a tragédia com a perda do amigo e companheiro de dupla, a consolidação da carreira solo, entre outros temas.[184][185]

Em 8 de março, o cantor lançou a música "Casava de Novo",[186] que, posteriormente, foi adicionada a trilha sonora da novela Ouro Verde.[187] Em 11 de junho, lançou seu próprio aplicativo de celular, Daniel App, com o intuito de deixá-lo mais próximo de seus fãs. Através do aplicativo, se tem acesso direto a conteúdos exclusivos e promoções, transmissões ao vivo de ensaios e lives, além de shows com o cantor.[188]

No dia 13 de outubro, lançou Show em Homenagem a Nossa Senhora Aparecida, seu sétimo álbum ao vivo e oitavo DVD.[189][190] Gravado durante o encerramento da Festa da Padroeira em Aparecida, no interior de São Paulo, o projeto teve como sucesso as canções "Raridade", de Anderson Freire, e "A Paz (Heal the World)", gravada em parceria com o trio canadense The Melisizwe Brothers.[191][192][193] Em 18 de outubro, lançou a música '"Além da Vida".[194]

2020-presente: Daniel em Casa[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 2019, Daniel gravou 3 músicas inéditas nos estúdios East West Recording, em Los Angeles, nos Estados Unidos, através do produtor Moogie Canazio: a primeira música, "Você Não Vai Me Encontrar", versão em português para "Ya No Me Vas Encontrar", foi lançada em 20 de março de 2020,[195] a segunda, "Tudo na Vida Passa", em 24 de abril,[196] e por fim, a terceira, "Eu Não Te Amo", em 18 de setembro.[197] No dia 13 de novembro, lançou a canção "Te Trago à Tona".[198] Em 3 de dezembro, o cantor recebeu o prêmio Gente Rara.[199]

Em 17 de janeiro de 2021, o cantor voltou a ser técnico no programa The Voice +, edição dedicada a participantes com mais de 60 anos, juntamente com Cláudia Leitte, Mumuzinho e Ludmilla.[200] No dia 21 de janeiro, lançou a canção "Amei Uma Vez Só".[201]

Em 26 de março, lançou seu segundo EP, Daniel em Casa, exclusivamente em formato digital.[202][203] O projeto se trata de uma compilação de seus mais recentes lançamentos, com direito a faixa bônus "Anjo", versão em português para "Angel", um dueto com o cantor cubano Jon Secada.[204][205] O álbum rendeu uma indicação ao Grammy Latino, na categoria "Melhor Álbum de Música Sertaneja".[206]

Em 24 de setembro, o cantor lançou em seu canal no YouTube a música-tema do projeto Meninas Grandes, o primeiro de suas filhas, Lara e Luiza. Ele consiste em 4 episódios que trazem um recorte biográfico da infância de quatro mulheres, homenageadas com uma camada de magia e encantamento. Os episódios são roteirizados por Marcela Monteiro, e cada um possui uma música própria, todas compostas por Elisa Gatti.[207][208][209] O primeiro episódio é sobre a apresentadora Ana Maria Braga, com a música "Acorda Menina", o segundo, sobre a ginasta Daiane dos Santos, com a música "Menina Passarinha", o terceiro é sobre a atriz Fernanda Montenegro, com a música "A Vida é um Palco, Menina", e o quarto, e último episódio, é sobre a cantora Ivete Sangalo, com a música "Menina Que Incendeia", que, inclusive, participou da canção.[210][211][212]

No dia 10 de dezembro, lançou a canção "Tempo".[213] Em 16 de janeiro de 2022, por conta do surto de COVID-19 nos estúdios do The Voice +, Daniel, juntamente com Mumuzinho, tiveram de deixar o programa, sendo substituídos por Carlinhos Brown e Toni Garrido.[214] No dia 5 de julho, lançou a canção "Viva o Nosso Amor", que, posteriormente, foi adicionada a trilha sonora da novela Pantanal.[215] Em 1º de agosto, fez uma participação na novela Carinha de Anjo.[216]

Projetos futuros

Em agosto, o cantor irá lançar um projeto que gravou com seu pai em casa, "Meu Reino Encantado - De Pai Para Filho", apenas com músicas raízes que gostava de cantar quando era criança.[217][218] Também anunciou que, em dezembro, irá gravar um álbum em homenagem a João Paulo, com participação de artistas que tiveram a dupla como referência.[219][217][218][220]

Entre os dias 15 e 18 de dezembro, Daniel irá realizar um cruzeiro temático, o MSC Fantasia, com o embarque e desembarque no Terminal de Passageiros do Porto de Santos, em São Paulo.[221][222] O cruzeiro "Navio Daniel 40 Anos de História - Um Mar de Amor", contará com diversas opções de entretenimento, além da gravação do DVD para a celebração dos seus 40 anos de carreira, que terá várias participações especiais, sendo elas: Roupa Nova, Zé Neto & Cristiano, José Augusto, Maurício Manieri, Jon Secada e Fábio Jr..[223][224]

Projeto Daniel Futebol Clube[editar | editar código-fonte]

O projeto social Daniel Futebol Clube, fundado em Botucatu em 19 de abril de 2000, através da iniciativa do cantor Daniel e do empresário Hamilton Régis Policastro, cruzava o Brasil realizando partidas amistosas onde a renda era revertida para entidades assistenciais do município que realizava o evento. A equipe, formada pelo cantor e seus amigos, esteve em atividade entre 2000 e 2009 e conquistou números impressionantes. Foram 164 partidas, 133 vitórias, 18 empates e 13 derrotas.[66] Daniel é torcedor do São Paulo.[225]

Números do Daniel Futebol Clube
Duração De outubro de 2000 á novembro de 2009
Partidas 164
Vitórias 133
Empates 18
Derrotas 13
Arrecadação em bilheteria
Entidades beneficiadas 650
Bilheteria R$ 3,8 milhões
Alimentos 2,750 toneladas
Cobertores 16.000
Bolsas de sangue 500

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em 1999, Daniel conheceu Aline de Pádua, na época, ela era uma das bailarinas de seu show, pouco tempo depois, eles iniciaram o namoro.[226] No dia 27 de novembro de 2009, nasceu a primeira filha do cantor, Lara.[227] Casaram-se oficialmente no dia 12 de maio de 2010, em uma cerimônia fechada em Jundiaí, cidade natal de Aline, no interior de São Paulo.[228] Em 9 de janeiro de 2012 nasceu sua segunda filha, Luiza.[229]

No dia 18 de março de 2019, Daniel, inspirado pela canção "Casava de Novo", fez uma cerimônia surpresa, em Miami, nos Estados Unidos, renovando seus votos com Aline.[230] Sua terceira filha, Olívia, nasceu em 28 de janeiro de 2022.[231]

Religião

Daniel é católico e devoto de Nossa Senhora Aparecida.[232]

Discografia[editar | editar código-fonte]

João Paulo & Daniel[editar | editar código-fonte]

Carreira solo[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de Daniel

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão
Ano Título Papel
1998 Planeta Xuxa Apresentador
1999 Estrela de Fogo Ele mesmo
Chiquinha Gonzaga
Amigos e Sucessos Apresentador
2005 América Ele mesmo
2008 A Turma do Didi Ele mesmo (participação)
2009 Paraíso Zé Camillo[233]
2011 Araguaia Ele mesmo
2012 Aventuras do Didi Ele mesmo (participação)
2012-2015 The Voice Brasil Ele mesmo (técnico)
2019 Daniel: 30 Anos na Estrada Ele mesmo
2021 The Voice + Ele mesmo (técnico)
2022 Carinha de Anjo Ele mesmo
Cinema
Ano Título Papel
1999 Xuxa Requebra Felipe Macedo[234]
2003 Didi, o Cupido Trapalhão Romeu[235]
2009 O Menino da Porteira Diogo Mendonça[236]

Referências

  1. Jeronimo, Daniel (10 de fevereiro de 2019). «Conheça os 10 cantores mais ricos do Brasil». Quizur. Consultado em 30 de julho de 2021 
  2. «Quanto eles medem? A altura desses 20 cantores brasileiros vão te supreender». Superfeed. 8 de janeiro de 2020. Consultado em 18 de agosto de 2021 
  3. «Biografia Cantor Daniel». Purepeople. Consultado em 30 de julho de 2021 
  4. «O Príncipe do The Voice Brasil! Daniel fala sobre o significado do seu apelido». Gshow. 18 de dezembro de 2013. Consultado em 30 de julho de 2021 
  5. «Daniel fala da fama de príncipe e da virada na vida pessoal: 'Me sentia ocioso e deprê'». Extra. 30 de novembro de 2013. Consultado em 30 de julho de 2021 
  6. a b «Daniel – 30 Anos, O Musical». Midiorama. 7 de outubro de 2016. Consultado em 1 de maio de 2021 
  7. «Biografia de Daniel». IG. Consultado em 1 de maio de 2021 
  8. a b c d e Rodrigues, Giana (17 de novembro de 2017). «Breve currículo Daniel» (PDF). daniel.art.br. Consultado em 30 de julho de 2021 
  9. «Cantor sertanejo de Brotas foi ganhador do Grammy Latino». JCNet. 24 de janeiro de 2010. Consultado em 31 de março de 2021 
  10. Cardoso, Rodrigo (20 de dezembro de 1999). «Daniel, o sertanejo que toca o coração». Terra. Consultado em 31 de março de 2021 
  11. a b Amato, Fábio (26 de junho de 2006). «Acidente de carro deixa Daniel ferido e 2 mortos». Folha de S. Paulo. Consultado em 6 de março de 2013 
  12. a b c «Daniel (Biografia)». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Instituto Cultural Cravo Albin. Consultado em 21 de julho de 2017. Cópia arquivada em 22 de julho de 2017 
  13. Lopes, Nei (2004). «Enciclopédia brasileira da diáspora africana». Google Books. Consultado em 20 de dezembro de 2012 
  14. a b Neder, Alvaro. «Joao Paulo e Daniel / Biography» (em inglês). Allmusic. Consultado em 17 de maio de 2014 
  15. «José Daniel Camillo». Jornal Vicentino. 26 de junho de 2006. Consultado em 30 de março de 2013 
  16. a b «João Paulo & Daniel». Dicionario MPB. Consultado em 21 de outubro de 2014 
  17. «Amor Sempre Amor». Discogs. Consultado em 30 de julho de 2011 
  18. «Amor Sempre Amor». IMMuB. Consultado em 23 de julho de 2021 
  19. «Hamilton Régis Policastro». HRP. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  20. «Planeta Coração - Vol. 2». Discogs. Consultado em 30 de julho de 2011 
  21. «Planeta Coração - Vol. 2». IMMuB. Consultado em 23 de julho de 2021 
  22. «João Paulo & Daniel». Clique Music. Consultado em 5 de setembro de 2013 
  23. Shalom, David (9 de novembro de 2012). «"Ainda fico muito nervoso antes de subir ao palco", diz Daniel». Terra. Consultado em 3 de abril de 2014 
  24. «João Paulo & Daniel - Vol. 3». IMMuB. Consultado em 23 de julho de 2021 
  25. «João Paulo & Daniel - Vol. 3 - João Paulo e Daniel». Som Bom. Consultado em 5 de setembro de 2013 
  26. «João Paulo & Daniel - Vol. 4». Discogs. Consultado em 23 de julho de 2021 
  27. «João Paulo & Daniel Vol.4». IMMuB. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  28. «João Paulo & Daniel - Vol. 5». Discogs. Consultado em 23 de julho de 2021 
  29. «João Paulo & Daniel - Vol. 5». IMMuB. Consultado em 23 de julho de 2021 
  30. «Artista: João Paulo & Daniel». Clique Music. Consultado em 18 de julho de 2014 
  31. a b «Cantor Daniel deve deixar hospital em 48 horas». Estadão. 26 de junho de 2006. Consultado em 9 de abril de 2014 
  32. a b c d e «Álbuns certificados de João Paulo & Daniel». PMB. Consultado em 3 de março de 2013 
  33. Ventura, Izabela (3 de setembro de 2021). «Os 7 melhores "primeira voz" do Brasil: a música sertaneja inspira!». Cifra Club. Consultado em 21 de outubro de 2021 
  34. «João Paulo & Daniel/Volume 6». Terra Sonora. Consultado em 31 de maio de 2013 [ligação inativa]
  35. «João Paulo & Daniel Vol. 6». Discogs. Consultado em 20 de outubro de 2021 
  36. «João Paulo & Daniel - Vol. 6». IMMuB. Consultado em 23 de julho de 2021 
  37. «João Paulo & Daniel/Volume 7». Terra Sonora. Consultado em 14 de setembro de 2013 
  38. Reis, João Paulo (10 de maio de 2017). «10 músicas que se tornaram primeiro lugar no rádio após tocarem em novelas». Observatório da TV. Consultado em 19 de março de 2022 
  39. «Daniel». Som 13. Consultado em 13 de abril de 2021 
  40. «João Paulo & Daniel Vol. 7». Discogs. Consultado em 20 de outubro de 2021 
  41. «João Paulo & Daniel - Vol. 7». IMMuB. Consultado em 23 de julho de 2021 
  42. «Memória Globo - O Rei do Gado». Memória Globo. Consultado em 6 de março de 2013 
  43. «O Rei do Gado 2 - Trilha Sonora da Novela da Rede Globo». IMMuB. Consultado em 23 de julho de 2021 
  44. «Billboard - Latin Notas» (em inglês). Google Books. 11 de outubro de 1997. Consultado em 12 de março de 2013 
  45. «João Paulo & Daniel Vol. 8». Discogs. Consultado em 20 de outubro de 2021 
  46. «João Paulo & Daniel - Vol. 8». IMMuB. Consultado em 23 de julho de 2021 
  47. Burigato, Thiago (21 de outubro de 2014). «Após 17 anos da morte de João Paulo, BMW é condenada a pagar R$ 400 milhões de indenização». Jornal Opção. Consultado em 12 de outubro de 2021 
  48. Jr., Mugnaini (2001). «Enciclopédia das músicas sertanejas». Google Books. Consultado em 7 de março de 2013 
  49. «João Paulo & Daniel - Ao Vivo». Discogs. Consultado em 20 de outubro de 2021 
  50. «João Paulo & Daniel - Ao Vivo». IMMuB. Consultado em 23 de julho de 2021 
  51. «Brazil - The Billboard Spotlight». Google Books. 10 de outubro de 1998. Consultado em 23 de dezembro de 2012 
  52. «Música - Daniel de Daniel». iTunes Store. Apple, Inc. (BRA). Consultado em 17 de junho de 2013 
  53. a b c d e f g h i j k «Álbuns certificados de Daniel». PMB. Consultado em 22 de dezembro de 2012 
  54. Fernandes, Diego (26 de outubro de 2019). «Daniel fala de amor Além da Vida em nova música». LR1. Consultado em 21 de junho de 2020 
  55. «CD Daniel». IMMuB. Consultado em 25 de novembro de 2019 
  56. «Evolução - Planeta Xuxa - Memória». Memória Globo. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  57. «"Estrela de Fogo" copia novela "O Rei do Gado"». Folha de S. Paulo. 3 de maio de 1998. Consultado em 12 de outubro de 2021 
  58. «'Amigos e Sucessos' e 'Planeta Xuxa' servem de 'vestibular' a cantores». Folha de S. Paulo. 23 de maio de 1999. Consultado em 12 de outubro de 2021 
  59. «Música - Vou Levando a Vida de Daniel». iTunes Store. Apple, Inc. (BRA). Consultado em 10 de abril de 2019 
  60. «Vou Levando a Vida». IMMuB. Consultado em 25 de julho de 2021 
  61. «Daniel autografa por 25 horas e bate recorde mundial». Folha Online. 26 de setembro de 1999. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  62. «Xuxa Requebra bate recorde de bilheteria nacional». Diário do Grande ABC. 21 de setembro de 1999. Consultado em 22 de outubro de 2014 
  63. Ballerini, Franthiesco (8 de setembro de 2007). «Cinema brasileiro no século XXI». Google Books. Consultado em 22 de outubro de 2014 
  64. «Filmes nacionais com mais de um milhão de espectadores» (PDF). Ancine. 8 de setembro de 2007. Consultado em 22 de outubro de 2014 
  65. «Xuxa Requebra». Discogs. Consultado em 18 de março de 2021 
  66. a b «Botucatu: Projeto Daniel FC completa 20 anos neste domingo». Leia Notícias. 19 de abril de 2020. Consultado em 25 de setembro de 2020 
  67. Prisco, Giovanna (9 de novembro de 2018). «"Teleton é um projeto que tenho muito carinho" diz Daniel». OFuxico. Consultado em 8 de março de 2021 
  68. «Conheça a história do Teleton; campanha promovida pelo SBT desde 1998». Cidade Verde. 21 de agosto de 2021. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  69. «A trajetória do cantor Daniel». Bol. Consultado em 10 de dezembro de 2020 
  70. «Música e solidariedade se juntam em show em prol do Hospital de Câncer de Barretos». Gshow. 5 de maio de 2015. Consultado em 12 de outubro de 2021 
  71. «Meu Reino Encantado». AllMusic. Consultado em 7 de maio de 2022 
  72. «Daniel - Meu Reino Encantado». Discogs. Consultado em 12 de abril de 2019 
  73. Cunha, Marco Antonio (29 de abril de 2020). «Cantor Daniel lança volume III de Meu Reino Encantado nesta sexta». Boomerang Music. Consultado em 15 de abril de 2022 
  74. «CD Meu Reino Encantado». IMMuB. Consultado em 25 de novembro de 2019 
  75. Cardoso, Tom (26 de agosto de 2014). «Livro "Daniel - Minha Estrada"». Editora Benvirá 
  76. «Revista "Turma do Dani", edição nº 3». Editora HRP. Dezembro de 2000 
  77. «Daniel (33) - Quando O Coração Se Apaixona» (em inglês). Discogs. Consultado em 25 de novembro de 2019 
  78. «CD Quando o Coração Se Apaixona». IMMuB. Consultado em 25 de novembro de 2019 
  79. a b c d «Melhores do Ano: relembre os ganhadores de todos os prêmios». Gshow. Consultado em 28 de novembro de 2019 [ligação inativa]
  80. «Revista "Turma do Dani", edição nº 5». Editora HRP. Fevereiro de 2001 
  81. «Daniel - En Español». Discogs (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2020 
  82. «Daniel - En Español». IMMuB. Consultado em 16 de maio de 2020 
  83. «Daniel (33) - Ao Vivo» (em inglês). Discogs. Consultado em 25 de novembro de 2019 
  84. «CD Daniel Ao Vivo». IMMuB. Consultado em 25 de novembro de 2019 
  85. «Pícara Sonhadora - Trilha Sonora». Teledramaturgia. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  86. «Daniel (33) - Um Homem Apaixonado» (em inglês). Discogs. Consultado em 25 de novembro de 2019 
  87. «CD Um Homem Apaixonado». IMMuB. Consultado em 25 de novembro de 2019 
  88. «Daniel – 20 Anos de Carreira – Memória». Memória Globo. Consultado em 22 de abril de 2020 
  89. «Daniel (33) - 20 Anos De Carreira - Ao Vivo». Discogs. Consultado em 12 de maio de 2020 
  90. «CD 20 Anos de Carreira - Ao Vivo». IMMuB. Consultado em 12 de maio de 2020 
  91. «Daniel (33) - Meu Reino Encantado II». Discogs. Consultado em 9 de maio de 2020 
  92. «Cd Meu Reino Encantado II». IMMuB. Consultado em 9 de maio de 2020 
  93. Machado, Tiago Mata (27 de junho de 2003). «Comediante conduz subproduto da relação entre TV e cinema». Folha de S. Paulo. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  94. «Bilheterias de Filme Didi, o Cupido Trapahão». Adoro Cinema. Consultado em 19 de janeiro de 2017 
  95. «Didi, o Cupido Trapalhão (2003) - Soundtracks». IMDb. Consultado em 18 de março de 2021 
  96. a b c «Troféu Internet - SBT». SBT. Consultado em 6 de novembro de 2021 
  97. «Em Qualquer Lugar Do Mundo». AllMusic. Consultado em 29 de abril de 2017 
  98. «Daniel lança o 18º CD e mescla estilos em ritmos variados». Gazeta Digital. 7 de setembro de 2004. Consultado em 29 de abril de 2017 [ligação inativa]
  99. «CD Em Qualquer Lugar do Mundo». IMMuB. Consultado em 14 de maio de 2020 
  100. «Cantor Daniel grava participação na novela "América"». Folha de S. Paulo. 27 de outubro de 2005. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  101. Pereira, Jonathan (11 de agosto de 2019). «Daniel lembra música que ganhou destaque em novela: "Golaço"». Bol. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  102. «Meu Reino Encantado, Vol. 3». AllMusic. Consultado em 7 de maio de 2022 
  103. «Daniel (33) - Meu Reino Encantado III». Discogs. Consultado em 9 de maio de 2020 
  104. «CD Meu Reino Encantado III». IMMuB. Consultado em 9 de maio de 2020 
  105. «Daniel (33) - Te Amo Cada Vez Mais (Ao Vivo 2005)» (em francês). Discogs. Consultado em 30 de abril de 2020 
  106. «CD Te Amo Cada Vez Mais - Ao Vivo». IMMuB. Consultado em 12 de maio de 2020 
  107. «Cantor Daniel sofre acidente e é operado». Gazeta do Povo. 25 de junho de 2006. Consultado em 10 de dezembro de 2020 
  108. Amin, Tatiana (29 de maio de 2006). «Daniel lança nova música de trabalho, Quem Diria, Hein!?». OFuxico. Consultado em 7 de abril de 2022 
  109. «Daniel (33) - Amor Absoluto». Discogs. Consultado em 14 de maio de 2020 
  110. «CD Amor Absoluto». IMMuB. Consultado em 14 de maio de 2020 
  111. Amin, Tatiana (29 de setembro de 2006). «Álbum de Daniel é indicado ao Grammy Latino 2006». OFuxico. Consultado em 8 de abril de 2021 
  112. «Daniel - Meu Reino Encantado - A Coleção (Box)». CD Point. Consultado em 9 de dezembro de 2020 
  113. «Daniel - Meu Reino Encantado - A Coleção». Discogs. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  114. Prado, Miguel Arcanjo (10 de maio de 2008). «"Estou com medo da crítica", diz Daniel sobre filme». Folha de S. Paulo. Consultado em 12 de julho de 2012 
  115. «Difícil Não Falar de Amor». Music. Consultado em 31 de julho de 2021 
  116. «Daniel (33) - Difícil Não Falar De Amor». Discogs. Consultado em 14 de maio de 2020 
  117. «CD Difícil Não Falar De Amor». IMMuB. Consultado em 14 de maio de 2020 
  118. «No Grammy Latino, Gil e Djavan entram na briga pelo prêmio de melhor álbum». Jornal de Brasília. 11 de setembro de 2008. Consultado em 18 de janeiro de 2022 
  119. «Ouça agora "Metade Com Metade", nova música de Daniel». Música do Brasil. 18 de junho de 2008. Consultado em 7 de abril de 2022 
  120. «Daniel lança segundo single nas rádios». Guia da Semana. 23 de julho de 2008. Consultado em 23 de julho de 2012 
  121. «Single novo de Daniel pode ser ouvido no site do cantor no Uol». Música do Brasil. 27 de novembro de 2008. Consultado em 7 de abril de 2022 
  122. «Confira quem ganhou o Troféu Imprensa». Folha de S. Paulo. 10 de março de 2008. Consultado em 26 de fevereiro de 2021 
  123. Mion, Juliano (5 de março de 2009). «O Menino da Porteira (2009) - Crítica». Cine Players. Globo. Consultado em 29 de março de 2013 [ligação inativa]
  124. «Daniel: "O Menino da Porteira"». iTunes Store. Apple, Inc. (BRA). 24 de fevereiro de 2009. Consultado em 10 de junho de 2014 
  125. «História do cinema em Brotas». Cine São José. Consultado em 10 de dezembro de 2020 
  126. «Daniel indicado como Melhor Ator, no filme O Menino da Porteira». Transanet. 31 de março de 2010. Consultado em 4 de abril de 2010 [ligação inativa]
  127. Salazar, Caroline (6 de novembro de 2009). «Sertanejos Daniel e Sérgio Reis vencem a 10ª edição do Grammy Latino». OFuxico. Consultado em 21 de julho de 2020 
  128. «As Músicas do Filme "O Menino da Porteira"». Discogs. Consultado em 8 de março de 2021 
  129. Reis, Manoela (26 de setembro de 2009). «"Me sinto muito satisfeito com o trabalho", diz cantor Daniel sobre a novela "Paraíso"». Uol. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  130. «"Me sinto muito satisfeito com o trabalho", diz cantor Daniel sobre a novela "Paraíso"». iBahia. 24 de dezembro de 2014. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  131. «Daniel conta emoção com Roberto Carlos e diz que religiosidade é o que mais o aproxima do Rei». Gshow. 6 de novembro de 2015. Consultado em 12 de março de 2021 
  132. Tamura, Giuliano (1 de outubro de 2009). «Sonho de fã vira polêmica no interior paulista». G1. Consultado em 12 de outubro de 2021 
  133. Rocha, Thiago (8 de janeiro de 2010). «Cantor Daniel comenta suposta briga com ex-empresário». OFuxico. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  134. «Daniel muda de gravadora e assina com a Som Livre». Música do Brasil. 3 de dezembro de 2009. Consultado em 15 de abril de 2022 
  135. «Daniel - Raízes - CD». Som Livre. Consultado em 21 de setembro de 2020 [ligação inativa]
  136. «"Tenho Que Sonhar", a nova música do Daniel». Olhar Direto. 5 de março de 2010. Consultado em 18 de março de 2021 
  137. Pires, Tatiana (15 de setembro de 2010). «Daniel lança novo single "'Do Outro Lado do Rádio'"». Kboing. Consultado em 24 de julho de 2012 
  138. «Daniel - Raízes». Discogs. Consultado em 31 de julho de 2021 
  139. «Trilha Sonora - Araguaia - Memória». Memória Globo. Consultado em 18 de março de 2021 
  140. «Araguaia: Cantor Daniel faz participação especial nesta terça, dia 4». Rede Globo. 30 de dezembro de 2010. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  141. «Cantor Daniel abre a temporada de cruzeiros temáticos da CVC». Cristina Lira. 16 de dezembro de 2010. Consultado em 12 de outubro de 2021 
  142. «Daniel é eleito melhor cantor de 2010». Caras. 10 de abril de 2011. Consultado em 2 de abril de 2022 
  143. «Daniel - Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim». YouTube. Consultado em 21 de julho de 2021 
  144. «Daniel Lança Novo CD "Pra Ser Feliz"». FM 93. 1 de setembro de 2011. Consultado em 12 de julho de 2012 
  145. «Daniel lança novo álbum». Paranaíba FM. Consultado em 12 de julho de 2012 [ligação inativa]
  146. «Conheça "Eu Amo Amar Você", a nova música do sertanejo Daniel». R7. 16 de agosto de 2011. Consultado em 12 de julho de 2012 [ligação inativa]
  147. Streit, Gugu (27 de fevereiro de 2012). «Daniel lança hoje a nova música de trabalho, "E Agora"». clicRBS. Consultado em 24 de agosto de 2012 [ligação inativa]
  148. Piunti, André (6 de abril de 2011). «"Tá no Coração", nova música de Daniel». Universo Sertanejo. Consultado em 18 de março de 2021 
  149. «Daniel participa de cerimônia do Grammy Latino nos EUA nesta quinta». Gshow. 15 de novembro de 2012. Consultado em 9 de abril de 2021 
  150. «Jurados começam a formar seus times na estreia do 'The Voice Brasil'». O Globo. 23 de setembro de 2012. Consultado em 24 de setembro de 2012 
  151. «"The Voice Brasil" começa com show dos jurados e spoiler no Twitter». Uol. 23 de setembro de 2012. Consultado em 24 de setembro de 2012 
  152. Abílio, Felipe (9 de abril de 2015). «"Entrei sabendo que era assim", diz Daniel sobre sua saída do "The Voice"». Uol. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  153. «Daniel homenageia filha Lara em 'Tantinho'; assista ao clipe». G1. 15 de março de 2013. Consultado em 19 de setembro de 2020 
  154. Ricco, Flávio (14 de maio de 2013). «Daniel vai cantar Gonzaguinha na abertura de nova novela». Uol. Consultado em 25 de maio de 2013 
  155. «Daniel é prestigiado por Lulu Santos e famosos no lançamento de DVD, no Rio». Purepeople. 16 de outubro de 2013. Consultado em 5 de abril de 2022 
  156. «Daniel vai gravar DVD de 30 anos de carreira e fala que filha mudou sua vida». Extra. 10 de abril de 2013. Consultado em 23 de abril de 2020 
  157. Paranhos, Verena (26 de outubro de 2013). «Daniel comemora 30 anos de carreira com DVD». A Tarde. Consultado em 23 de abril de 2020 
  158. Barros, José Augusto (6 de outubro de 2013). «O menino de Brotas conta a vida em musical». Diário Gaúcho. Consultado em 23 de abril de 2020 
  159. Carvalho, Fabiana de (24 de outubro de 2013). «Daniel conta que quer atuar em musicais: "Oxigenada na carreira"». G1. Consultado em 23 de abril de 2020 
  160. «Daniel recebe DVD de ouro no Altas Horas: 'Esse é um grande presente'». Gshow. 7 de fevereiro de 2014. Consultado em 1 de julho de 2020 
  161. Ortega, Andre (22 de abril de 2014). «"Meu Mundo e Nada Mais" - Daniel lança sua nova música de trabalho com part. de Guilherme Arantes». Sertanejo Oficial. Consultado em 1 de agosto de 2021 
  162. «Daniel 30 Anos "O Musical" - EP». iTunes Store. Apple, Inc. (BRA). 8 de julho de 2014. Consultado em 10 de julho de 2014 
  163. Izel, Adriana (8 de outubro de 2013). «Sertanejo Daniel comemora 30 anos de carreira com musical e novo EP». Correio Braziliense. Consultado em 23 de outubro de 2020 
  164. «Daniel lança hoje seu mais novo single "Fale Um Pouco De Você"». Sertanejo Top. 12 de agosto de 2013. Consultado em 1 de agosto de 2021 
  165. Torres, Leonardo (14 de março de 2014). «Thalía lança clipe em parceria com Daniel: "Estou Apaixonado"». POPline. Consultado em 3 de maio de 2014 
  166. «Cantor Daniel lança a biografia na Bienal do Livro». MS Nóticias. 30 de agosto de 2014. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  167. «Trilha sonora de 'Êta Mundo Bom!': Gusttavo Lima e Paula Fernandes embalam a novela das 6». Gshow. 6 de dezembro de 2015. Consultado em 8 de março de 2021 
  168. Neves, Marília (17 de outubro de 2016). «Daniel canta com Andrea Bocelli: 'Sem palavras para expressar o que senti'». Ego. Consultado em 2 de abril de 2022 
  169. Almeida, Fabiana (5 de janeiro de 2015). «Daniel grava DVD surpresa em Brotas». Paranaíba FM. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  170. Takano, Andréia (9 de novembro de 2015). «Daniel canta de Lulu Santos a Michael Jackson: 'Amo desafios'». OFuxico. Consultado em 19 de abril de 2020 
  171. Almeida, Fabiana (9 de novembro de 2015). «Daniel lança novo DVD 'In Concert Em Brotas'». Paranaíba FM. Consultado em 12 de maio de 2020 
  172. «Daniel (33) - In Concert Em Brotas». Discogs. Consultado em 19 de abril de 2020 
  173. «Daniel grava "In Concert em Brotas" e lança instituto assistencial». Jovem Pan. 4 de setembro de 2015. Consultado em 12 de maio de 2020 
  174. «Daniel é eleito melhor cantor solo da música sertaneja». Conceito Sertanejo. 27 de maio de 2016. Consultado em 15 de outubro de 2021 
  175. Nycholas (25 de julho de 2016). «Daniel conduz Tocha Olímpica em São Paulo». Portal Sucesso. Consultado em 4 de outubro de 2021 
  176. Neves, Marília (15 de setembro de 2016). «Daniel lança álbum de inéditas após 5 anos e fala sobre mudança na carreira». Ego. Consultado em 13 de abril de 2020 
  177. Moretti, Juliene (15 de setembro de 2016). «Cantor Daniel apresenta CD com dez canções inéditas, produzido por Dudu Borges». Veja São Paulo. Consultado em 13 de abril de 2020 
  178. Galvão, Pedro (25 de setembro de 2016). «Daniel mistura roça e paixão em seu novo álbum de inéditas». Uai. Consultado em 13 de abril de 2020 
  179. Soares, Valéria (16 de novembro de 2016). «Daniel libera DVD com registros de novo álbum». Portal SUCESSO!. Consultado em 23 de setembro de 2020 
  180. Aiex, Tony (17 de novembro de 2017). «Grammy Latino: veja quem foram os vencedores brasileiros em cada categoria». Tenho Mais Discos Que Amigos!. Consultado em 13 de maio de 2020 
  181. «Devoto de Aparecida, cantor Daniel ganha estátua de cera em museu na basílica». G1. 25 de fevereiro de 2018. Consultado em 8 de abril de 2021 
  182. «Cantor Daniel visita pela 1ª vez estátua que ganhou no museu de cera em Aparecida». G1. 28 de março de 2018. Consultado em 8 de abril de 2021 
  183. Vieira, Leandro (22 de junho de 2018). «Vinte anos de conquistas» (PDF). daniel.art.br. Consultado em 18 de janeiro de 2022 
  184. Piunti, André (7 de fevereiro de 2019). «Daniel ganha documentário sobre seus 30 anos de estrada». Universo Sertanejo. Consultado em 18 de janeiro de 2022 
  185. Pacilio, Isabela (23 de fevereiro de 2019). «Daniel celebra 30 anos de carreira com documentário e homenagem a João Paulo: "Saudade diária"». Quem. Consultado em 18 de janeiro de 2022 
  186. Ragazzi, Victória (8 de março de 2019). «Daniel lança "Casava de Novo"». Blog Sertanejo Total. Consultado em 30 de setembro de 2020 
  187. Schiavon, Fabiana (13 de julho de 2019). «Daniel emplaca 'Casava de Novo' como música-tema da novela 'Ouro Verde'». Folha de S. Paulo. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  188. «Daniel APP». iTunes Store. Apple, Inc. (BRA). Consultado em 12 de abril de 2021 
  189. «Daniel lança músicas em homenagem a Nossa Senhora Aparecida». O Vale. 10 de outubro de 2019. Consultado em 12 de maio de 2020 
  190. «Daniel lança canções que completam o DVD em Homenagem à Mãe Aparecida». A12. 10 de outubro de 2019. Consultado em 19 de abril de 2020 
  191. «Show encerra homenagens à Nossa Senhora em Aparecida, SP». G1. 12 de outubro de 2018. Consultado em 19 de abril de 2020 
  192. Santos, Aldair dos (12 de julho de 2019). «Daniel lança single em parceria com o Santuário Nacional e a TV Aparecida». Imprensa e Mídia. Consultado em 14 de maio de 2020 
  193. «Cantor Daniel lança versão de 'Heal the World' ao lado de trio canadense». MJ Beats. 4 de janeiro de 2019. Consultado em 21 de junho de 2020 
  194. «Daniel lança a inédita "Além da Vida"». Conceito Sertanejo. 19 de outubro de 2019. Consultado em 30 de setembro de 2020 
  195. «Daniel lança sua nova música "Você Não Vai Me Encontrar"». Uai. 26 de março de 2020. Consultado em 30 de setembro de 2020 
  196. Cunha, Marcos Antonio (24 de abril de 2020). «Daniel lança música inédita "Tudo na Vida Passa"». Boomerang Music. Consultado em 30 de setembro de 2020 
  197. «Daniel lança novo single "Eu Não Te Amo", gravado nos EUA». Terra. 18 de setembro de 2020. Consultado em 18 de setembro de 2020 
  198. «Daniel anuncia que lançará música "Te Trago à Tona"; co-escrita por Luan Santana». Revista Cifras. 29 de outubro de 2020. Consultado em 9 de dezembro de 2020 
  199. Sampaio, Joanice (30 de novembro de 2020). «Reconhecimento ao cantor Daniel será destaque no prêmio Gente Rara e fará pocket show com Fagner». Papo Cult. Consultado em 6 de fevereiro de 2021 
  200. Neves, Marília (17 de janeiro de 2021). «Daniel retorna ao The Voice: 'Volto mais consciente de que a gente tem que aprender a jogar'». G1. Consultado em 8 de fevereiro de 2021 
  201. «Daniel lança "Amei Uma Vez Só"». Uai. 22 de janeiro de 2021. Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  202. «Daniel em Casa». ONErpm. Consultado em 5 de março de 2021 
  203. «Daniel lança o álbum digital "Daniel em Casa", recheado de sucessos». Uai. 26 de março de 2021. Consultado em 26 de março de 2021 
  204. Meinicke, Thaís (25 de março de 2021). «Daniel lança trabalho intimista e deseja: "Espero que possa tocar o coração e fazer a diferença na vida de alguém"». Gshow. Consultado em 28 de março de 2021 
  205. Assis, Marcelo de (26 de março de 2021). «Daniel lança o álbum "Em Casa" com parceria de Jon Secada». Terra. Consultado em 26 de março de 2021 
  206. Tozzato, Luíza (18 de novembro de 2021). «Grammy Latino 2021: Veja a lista completa de vencedores». POPline. Consultado em 30 de dezembro de 2021 
  207. Cunha, Marco Antonio (24 de setembro de 2021). «"Meninas Grandes": o primeiro projeto de Lara e Luiza Camillo, filhas do cantor Daniel e Aline de Pádua, vai ao ar no mês das crianças». Boomerang Music. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  208. «Daniel fala do talento das filhas Lara e Luiza: 'Mostraram uma coisa natural de gostar de cantar e dançar'». Gshow. 18 de outubro de 2021. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  209. Cunha, Marco Antonio (23 de outubro de 2021). «Meninas Grandes é primeiro projeto de Lara e Luiza Camillo, filhas do cantor Daniel». Boomerang Music. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  210. Fernandes, Luiza (18 de outubro de 2021). «Daniel se emociona com o talento das filhas para música: "Coisa natural"». Pais e Filhos. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  211. Luzi, Matheus (4 de outubro de 2021). «Filhas de Daniel lançam música em homenagem a quatro "meninas grandes" do nosso país». Revista Arte Brasileira. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  212. «Ivete Sangalo é a "Menina Que Incendeia" em novo episódio da série de Lara e Luiza». POPline. 29 de outubro de 2021. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  213. Araujo, Raphael (10 de dezembro de 2021). «Daniel lança videoclipe emocionante para single 'Tempo'». OFuxico. Consultado em 11 de dezembro de 2021 
  214. Bittencourt, Carla (14 de janeiro de 2022). «Com Covid, Daniel e Mumuzinho deixam The Voice+». Metrópoles. Consultado em 17 de janeiro de 2022 
  215. «Daniel embala trilha sonora da novela Pantanal com novo single». Portal Giro. 20 de julho de 2022. Consultado em 3 de agosto de 2022 
  216. «Veja detalhes da participação do cantor Daniel em Carinha de Anjo». SBT. 2 de agosto de 2022. Consultado em 3 de agosto de 2022 
  217. a b Amorim, William (4 de junho de 2022). «Daniel fala de nova turnê, paternidade e polêmica envolvendo shows de prefeituras e Lei Rouanet». Jovem Pan. Consultado em 4 de junho de 2022 
  218. a b «Daniel comemora 40 anos de carreira». Globoplay. 10 de junho de 2022. Consultado em 11 de junho de 2022 
  219. «Daniel no 'Se Joga': saiba como foi a 'mágica' que colocou Fernanda Gentil ao lado do cantor». Gshow. 3 de março de 2021. Consultado em 29 de março de 2022 
  220. «Que falta você faz meu AMIGO !!». Cantor Daniel - Instagram. 28 de julho de 2022. Consultado em 28 de julho de 2022 
  221. «Navio Daniel 40 Anos Um Mar de Amor ❤ 15 a 18 de dezembro». Cantor DanielInstagram. 3 de março de 2022. Consultado em 29 de março de 2022 [ligação inativa]
  222. «Navio Daniel 40 Anos». Cantor Daniel - Twitter. 3 de março de 2022. Consultado em 29 de março de 2022 
  223. «A celebração dos 40 anos de carreira do Príncipe no "Navio Daniel" contará com...». Cantor Daniel - Facebook. 6 de março de 2022. Consultado em 29 de março de 2022 
  224. «Vocês pediram e a gente atendeu!». Cantor DanielInstagram. 31 de maio de 2022. Consultado em 1 de junho de 2022 
  225. «Conheça os clubes do coração dos sertanejos». Band. Uol. Consultado em 17 de outubro de 2021 
  226. «Aline de Pádua». Quantos Anos. Consultado em 6 de novembro de 2021 
  227. Salazar, Caroline (27 de novembro de 2009). «Nasce Lara, a primeria filha do cantor Daniel». OFuxico. Consultado em 10 de março de 2021 
  228. «Casamento de Daniel e Aline de Pádua reúne famosos em São Paulo». Claudia. 12 de maio de 2010. Consultado em 10 de março de 2021 
  229. «Nasce Luiza, a segunda filha de Daniel». Ego. 9 de janeiro de 2012. Consultado em 26 de fevereiro de 2021 
  230. «Daniel renova votos de casamento com cerimônia surpresa em praia em Miami». Quem. 18 de março de 2019. Consultado em 25 de setembro de 2020 
  231. «Nasce Olivia, a terceira filha do cantor Daniel e Aline de Pádua». Quem. 28 de janeiro de 2022. Consultado em 29 de janeiro de 2022 
  232. «Cantor Daniel fala de religião, filhas e novelas». Os Paparazzi. 14 de março de 2012. Consultado em 8 de abril de 2022 
  233. «Paraíso - 2ª versão». Memória Globo. Consultado em 30 de julho de 2021 
  234. «Xuxa Requebra». IMDb. Consultado em 30 de julho de 2021 
  235. «Didi: O Cupido Trapalhão». Globo Filmes. Consultado em 30 de julho de 2021 
  236. «O Menino da Porteira». Adoro Cinema. Consultado em 30 de julho de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Daniel (cantor)
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Daniel (cantor)