Daniel Carleton Gajdusek

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Daniel Carleton Gajdusek
Nascimento 9 de setembro de 1923
Yonkers
Morte 12 de dezembro de 2008 (85 anos)
Tromsø
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Campo(s) Medicina

Daniel Carleton Gajdusek (Yonkers, 9 de setembro de 1923Tromsø, 12 de dezembro de 2008) foi um médico virologista e antropologista estadunidense.

Foi agraciado com o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1976, por realizar pesquisas, junto com Baruch Samuel Blumberg, sobre a origem e disseminação das doenças infecciosas.

Graduado na Universidade de Rochester em 1943, fez o mestrado em pediatria na Universidade de Harvard. Foi para a Austrália trabalhar como pesquisador visitante no Walter and Eliza Hall Institute of Medical Research em Melbourne, onde pesquisando imunologia e virologia, desenvolveu estudos paralelos em doenças infantis em populações aborígenes australianas e da Nova Guiné e descobriu a causa da doença de kuru, uma doença viral que ataca o cérebro, comum entre os aborígenes.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
David Baltimore, Renato Dulbecco e Howard Martin Temin
Nobel de Fisiologia ou Medicina
1976
com Baruch Blumberg
Sucedido por
Roger Guillemin, Andrzej Schally e Rosalyn Yalow


Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.