Daniel Serapião de Carvalho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Daniel Serapião de Carvalho
Nascimento 9 de outubro de 1887
Itabira
Morte 30 de março de 1966 (78 anos)
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Ocupação político

Daniel Serapião de Carvalho (Itabira, 9 de outubro de 1887Rio de Janeiro, 30 de março de 1966) foi um advogado, banqueiro e político brasileiro.

Pelo Partido Republicano ( PR), foi deputado federal constituinte de Minas Gerais em 1946 e em 1950.[1] Foi ministro da Agricultura no governo Gaspar Dutra, de 15 de outubro de 1946 a 27 de abril de 1950.[2]

Filho de Antônio Serapião de Carvalho e Ana Utsch de Carvalho, realizou seus estudos básicos no Ginásio de Barbacena. Tornou-se bacharel pela Faculdade de Direito de Belo Horizonte em 1909. Ainda quando estudante, envolveu-se no magistério e na imprensa. Teve uma breve carreira no serviço público, chegando a ser amanuense e chefe do Departamento da Secretaria de Agricultura.[3]

Obras[editar | editar código-fonte]

Daniel Serapião de Carvalho publicou artigos e contribuiu com jornais. Além disso, chegou a publicar alguns livros sobre Economia, Política e Comunicação.[4]

  • Notícia Histórica sobre o Algodão em Minas, RJ, 1916
  • Convênio entre Minas e São Paulo, BH, 1926
  • O Imposto sobre a Renda no Brasil, RJ, 1929
  • Teófilo Otoni, Campeão da Liberdade, RJ, 1934
  • Discursos e Conferências, RJ, 1941
  • Estudos de Economia e Finanças, RJ, Agir, 1946
  • Estudos e Depoimentos, 1ª série, RJ, J.O., 1953.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Além da vida política, Daniel Serapião de Carvalho trabalhou em diferentes empresas e chegou a ser professor.[5]

  • Inspetor da Fazenda - 1912
  • Secretário do ministro da Fazenda Francisco Sales
  • Inspetor no Rio Grande Sul e no estado de Alagoas
  • Professor de Geografia e História no Ginásio Mineiro, em Minas Gerais
  • Consultor jurídico da Secretaria de Agricultura.
  • Chefe de Gabinete de Raul Soares, secretário da Agricultura - 1915
  • Foi nomeado ministro da Marinha na República - 1930
  • Secretário de Agricultura - 1922 a 1926.
  • Deputado Federal - de 1927 a 29 e de 1933 a 1937
  • Consultor Jurídico da Comissão de Planejamento da Siderurgia Nacional
  • Diretor-secretário da Companhia Siderúrgica Nacional
  • Constituinte e deputado federal - 1946
  • Ministro da Agricultura no governo do marechal Dutra - 1946
  • Deputado Federal - 1950
  • Presidente do Automóvel Clube de Minas Gerais
  • Vice-presidente da Cruz Vermelha Brasileira
  • Vice-presidente da Associação Comercial do Rio de Janeiro
  • Professor catedrático de Direito da PUC/RJ e da Faculdade de Ciências Econômicas
  • Fez parte da OAB.

Referências

  1. «ELEITORAL, Tribunal Superior. As eleições de 3 de outubro: Minas Gerais. 1951.» (PDF). Tribunal Superior Eleitoral. 1951. Consultado em 17 de setembro de 2018. 
  2. «Daniel de Carvalho - CPDOC» (PDF). CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Consultado em 31 de outubro de 2017. 
  3. «Instituto Geográfico e Histórico Brasileiro». Instituto Geográfico e Histórico Brasileiro. Consultado em 17 de setembro de 2018. 
  4. «Daniel Serapião de Carvalho». ihgb.org.br. Consultado em 29 de setembro de 2018. 
  5. «Daniel Serapião de Carvalho». ihgb.org.br. Consultado em 29 de setembro de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Neto Campelo
Ministro da Agricultura do Brasil
1946 — 1950
Sucedido por
Antônio de Novais Filho


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.