Danny Faure

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta biografia de uma pessoa viva não cita as suas fontes ou referências, o que compromete sua credibilidade. (desde setembro de 2016)
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Translation to english arrow.svg
A tradução deste artigo está abaixo da qualidade média aceitável. É possível que tenha sido feita por um tradutor automático ou por alguém que não conhece bem o português ou a língua original do texto. Caso queira colaborar com a Wikipédia, tente encontrar a página original e melhore este verbete conforme o guia de tradução.

Danny Faure (nascido em 8 de Maio de 1962) é um político seichelense que foi Vice-Presidente de Seychelles de 1 de julho de 2010 a 16 de outubro de 2016, data em que assumiu a presdiência do país após a demissão de James Michel.[1][2] Faure é um membro do Partido popular (PP).

Danny Faure.

Faure nasceu em Kilembe Mines, Uganda. Ele é pós-graduado em ciências políticas da instituição em Cuba.[3] Faure foi Líder do Governo de Negócios na Assembleia Nacional, a partir de 1993 a 1998, em seguida, serviu no gabinete do Ministro da Educação a partir de 1998 a 2006. Ele foi Ministro das Finanças, desde 2006, no gabinete do Presidente James Michel.[4] Ele foi nomeado como Vice-Presidente em 2010, mantendo o financiamento do portfólio.

Referências[editar | editar código-fonte]

~

Precedido por
James Michel
Presidente das Seychelles
2016 - presente
Sucedido por
Incumbente