Darío Cvitanich

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Darío Cvitanich
Darío Cvitanich
Darío Cvitanich
Informações pessoais
Nome completo Darío Cvitanich
Data de nasc. 16 de maio de 1984 (35 anos)
Local de nasc. Baradero,  Argentina
Nacionalidade  Argentina
Altura 1,77 m[1]
Destro
Apelido Cvita
Informações profissionais
Clube atual Argentina Racing
Número 20
Posição Atacante
Clubes de juventude
Argentina Banfield
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2003–2008
2008–2012
2010–2011
2011–2012
2012–2015
2015
2016–2017
2017–
Argentina Banfield
Países Baixos Ajax
México Pachuca (emp.)
Argentina Boca Juniors (emp.)
França Nice
México Pachuca
Estados Unidos Miami FC
Argentina Banfield
0092 000(37)
0030 000(13)
0032 000(13)
0039 000(10)
0061 000(38)
0014 000(3)
0026 000(9)
0017 00(10)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 5 de janeiro de 2015.


Darío Cvitanich (Baradero, 16 de maio de 1984) é um futebolista argentino de origem croata. Seu sobrenome é uma adaptação ao espanhol do original Cvitanić.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Debutou em 2003, pelo Banfield, onde jogou 100 partidas e marcou 41 gols, tendo disputado com o Taladro a Taça Libertadores de 2007. Em 2008, após terminar o Clausura argentino como artilheiro, foi contratado pelo Ajax, que pagou cerca de €6,9 milhões para tê-lo por 5 temporadas.

Bom em jogadas aéreas mesmo tendo porte médio (1,70 m), Cvitanich chamou a atenção de dirigentes da Federação Croata de Futebol, que lhe convidaram naquele mesmo ano para defender a Croácia. Evitando passar pela mesma situação de seu compatriota Daniel Bilos - outro argentino de origem croata (com quem curiosamente jogara no Banfield) que, pretendendo jogar pelo país natal, recusara convite dos croatas e acabou perdendo a chance de disputar com eles a Copa do Mundo de 2006, para depois não conseguir firmar-se na Seleção Argentina -, Cvitanich imediatamente aceitou a proposta, recebendo a nova cidadania em agosto de 2008.[2]

Entretanto, não obteve permissão da FIFA para jogar. A entidade, a fim de conter a "contratação" de jogadores estrangeiros por seleções de países onde não possuíam grande ligação, estabelecera um limite: pelas novas regras, o jogador só poderá atuar em países onde não viveu por cinco anos antes de completar dezoito anos, ou por três depois dessa idade, se possuir origens até a segunda geração anterior (a de seus avós), o que não é o caso de Cvitanich - sua origem croata remonta a um bisavô.[3]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 17 de abril de 2012.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Ajax 2008-09 18 9 0 0 4 0 0 0 22 9
2009-10 6 4 0 0 2 0 0 0 8 4
2010-11 6 0 1 0 1 0 0 0 8 0
Total 30 13 1 0 7 0 0 0 38 13
Pachuca 2010-11 16 9 0 0 5 1 2 2 23 12
Total 16 9 0 0 5 1 2 2 23 12
Argentina Boca Juniors 2011-12 22 9 0 0 3 1 0 0 25 10
Total 22 9 0 0 3 1 0 0 25 10
Total na carreira 68 31 1 0 15 2 2 2 86 35

Títulos[editar | editar código-fonte]

Ajax
Pachuca
Racing

Referências

  1. https://www.racingclub.com.ar/futbol/primer-equipo/plantel/jugador/913_cvitanich
  2. a b HOFMAN, Gustavo (16 de julho de 2008). «Reforço estrangeiro para a Croácia». Trivela. Consultado em 1 de abril de 2011 [ligação inativa]
  3. BURGO, Andrés (agosto de 2011). Refuerzo de gol. El Gráfico n. 4413. Revistas Deportivas, pp. 38-41

Ligações externas[editar | editar código-fonte]