Dario Campeotto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Dario Campeotto (Frederiksberg, 1 de fevereiro de 1939[1]) é um cantor, ator e apresentador de televisão dinamarquês.

Filho de pais italianos, Emma e Ernesto Campeotto,[2] começou a cantar com 10 anos, mas seu auge foi a vitória no Dansk Melodi Grand Prix em 1961 com a canção "Angelique", que terminou em quinto lugar no Festival Eurovisão da Canção 1961.[3] A seguir à Eurovisão, Dario Campeotto lançou vários discos, participou em várias peças de teatro, operetas, revistas e filmes.[3]

Dario Campeotto casou por duas vezes e viveu em Itália como a sua ex-mulher, a atriz Ghita Nørby,[4] mas regressou à Dinamarca, onde continuou a sua carreira. Teve três filhos.[3]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  • Peters baby (1961)
  • Han, hun, Dirch og Dario (1962)
  • Flagermusen (1966)
  • Flyvende farmor (2001)

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Dario på farten siden 1961 - Fyens Stiftstidende - Navne - Fødselsdag». Fyens.dk. Consultado em 3 de janeiro de 2010. 
  2. «Den danske film database». Danskefilm.dk. Consultado em 3 de janeiro de 2010. 
  3. a b c «Billed-Bladet - Dario Campeotto fylder 70 år». Billedbladet.dk. 1 de fevereiro de 2009. Consultado em 3 de janeiro de 2010. 
  4. Jeg har levet et hårdt liv. Portræt / Entrevista: Dario Campeotto Ekstra Bladet | 31.01.1999 | Søndag | Side 20 |
Precedido por
Katy Bødtger
com "Det var en yndig tid"
Dinamarca no Festival Eurovisão da Canção
1961
com "Angelique"
Sucedido por
Ellen Winther
com "Vuggevise"


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.