Darla K. Anderson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Darla Kay Anderson
Darla K. Anderson em outubro de 2010, durante o Festival Internacional de Cinema de Hamptons, na cidade de East Hampton, Nova York.
Nome completo Darla K. Anderson
Nascimento
Glendale, Califórnia,
 Estados Unidos
Ocupação Produtora
Atividade 1995–presente
Cônjuge Kori Rae (2004, 2008-presente)
Oscares da Academia
Melhor Filme de Animação
2018 – Coco
Globos de Ouro
Melhor Filme de Animação
2018 – Coco
Prémios BAFTA
Melhor Filme de Animação
2018 – Coco
IMDb: (inglês)

Darla K. Anderson é uma produtora de filmes da Pixar.[1] Ela também é membro da Producers Guild of America.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ela produziu o filme Toy Story 3 ,[3][4] que foi nomeado ao Oscar de Melhor Filme e venceu o Oscar de Melhor Filme de Animação na cerimônia de 2011. Anteriormente, Anderson já havia vencido o prêmio Golden Satellite por A Bug's Life, um prêmio BAFTA por A Bug's Life e Monsters, Inc. e um Producers Guild Award (prêmio dedicado aos produtores de cinema) por Cars. Ela foi listada pela edição de 2008 do Guinness Book of World Records como a produtora com a melhor média de bilheterias, faturando $221 milhões de dólares por filme. [5] e em 2011 o Wall Street Journal informou que a soma das bilheterias dos quatro filmes que ela produziu somavam $2 bilhões de dólares.[6]

Saída da Pixar[editar | editar código-fonte]

No dia 8 de março de 2018, Darla anunciou sua saída da Pixar, cinco dias após ter ganho o Oscar de melhor filme de animação por Coco. "Eu tive uma experiência mágica de trabalhar na Pixar por mais de duas décadas. Estou muito grata de ter feito parte dessa histórica jornada, e estou ansiosa para meu próximo capítulo", declarou Darla, que pretende trilhar novos caminhos criativos e filantrópicos.[7]

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Nascida em Glendale, Califórnia, Darla K. Anderson é casada com Kori Rae, também funcionária da Pixar e produtora de Monsters University.[8] Elas moram juntas em Noe Valley, San Francisco.[8]

Darla e Kori se conheceram 1991 quando Darla, então uma recém-chegada a San Francisco, passou a integrar o time de softball que Kori administrava. Elas começaram a namorar em 2001, durante o último ano de produção de Monsters, Inc.. Desde então, elas decidiram não trabalhar mais juntas nos mesmos filmes. As duas se casaram no feriado de Dia do Presidente em 2004, na época em que San Francisco permitia o casamento entre pessoas do mesmo sexo, porém suas licenças de casamento foram anuladas pela Suprema Corte da Califórnia.[9] Elas se casaram de novo em 2008, após a corte ter declarado que o casamento entre pessoas do mesmo sexo seria permitido por lei. Porém, isso foi antes da Proposição 8 da Califórnia passara ter efeito.[8][10]

O sobrinho de Darla, Jack Taylor, marcou o recorde de 138 pontos em disputa de basquete colegial pela NCAA. Darla o ajudou pagando suas aulas de basquete enquanto ele crescia.[11]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Officers, Board Members & Staff – Producers Guild of America». Producersguild.org. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  2. «Officers, Board Members & Staff – Producers Guild of America». Producersguild.org. Consultado em 23 de outubro de 2012. 
  3. Ryzik, Melena (10 de fevereiro de 2011). «THE CARPETBAGGER; Animation Advocacy, Pixar Style». The New York Times. Consultado em 1 de março de 2011. 
  4. «Most Powerful Women of the 2011 Academy Awards». Forbes. 25 de fevereiro de 2011. Consultado em 1 de dezembro de 2017.. Cópia arquivada em 11 de julho de 2011 
  5. 2008 Guinness Book of World Records. [S.l.]: Bantam Dell. 2007. p. 311 
  6. Kung, Michelle (5 de novembro de 2011). «Pixar Producer Darla K. Anderson on 'Toy Story 3'». Wall Street Journal. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  7. «Produtora vencedora do Oscar com "Viva" sai da Pixar após 25 anos - 08/03/2018 - UOL Entretenimento». UOL. 8 de março de 2018. Consultado em 11 de março de 2018. 
  8. a b c Hartlaub, Peter (28 de junho de 2013). «'The classic lesbian love story': Pixar 'Monsters' producers in love». SFGate. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  9. «California Court Nullifies Same-Sex Marriages». PBS News Hour. 12 de agosto de 2004. Consultado em 21 de fevereiro de 2012. 
  10. «Statement of Vote: 2008 General Election» (PDF). California Secretary of State. 13 de dezembro de 2008. Consultado em 21 de fevereiro de 2012.. Arquivado do original (PDF) em 18 de outubro de 2012 
  11. Prisbell, Eric (24 de dezembro de 2013). «Once lost in pursuit of points, Grinnell's Jack Taylor finds contentment». USA Today. Cópia arquivada em 2 de janeiro de 2014 
  12. a b c «Darla K. Anderson > Filmography». Consultado em 1 de dezembro de 2017. 
  13. Nichols, Peter M. (3 de fevereiro de 2004). The New York Times guide to the best 1,000 movies ever made. [S.l.]: St. Martin's Griffin. pp. 658–. ISBN 978-0-312-32611-1. Consultado em 1 de dezembro de 2017. 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]