Darque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
 Portugal Darque  
—  Freguesia  —
Localização no concelho de Viana do Castelo
Localização no concelho de Viana do Castelo
Darque está localizado em: Portugal Continental
Darque
Localização de Darque em Portugal
Coordenadas 41° 41' N 8° 48' O
País  Portugal
Concelho VCT.png Viana do Castelo
Administração
 - Tipo Junta de freguesia
 - Presidente Joaquim Dantas Afonso Perre (PS)
Área
 - Total 6,62 km²
População (2011)
 - Total 7 817
    • Densidade 1 180,8 hab./km²
Código postal 4900
Sítio [1]

Darque é uma freguesia portuguesa do concelho de Viana do Castelo, com 6,62 km²; de área e 7 817 habitantes (2011)[1]. A sua densidade populacional é 1 180,8 hab/km².

Também conhecida como vila das cebolas e do bacalhau, devido à existência de uma antiga seca do bacalhau existente na freguesia, Darque é terra que dá origem à louça de Viana. Em Darque também existe uma cultura desportiva muito forte, sendo a canoagem um dos desportos mais praticados e com grandes resultados a nível nacional. Também não esquecendo o futebol que bravamente se joga nos campeonatos regionais.

Situa-se na freguesia uma praia muito afamada, a praia do Cabedelo.

População[editar | editar código-fonte]

Evolução da População  1864 / 2011
População da freguesia de Darque [2]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1 652 1 673 1 842 1 846 1 797 1 779 2 066 2 397 2 896 3 632 3 527 5 451 6 933 7 798 7 817
Evolução da População  1864 / 2011
Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 1 449 1 263 4 197 889 18,6% 16,2% 53,8% 11,4%
2011 1 290 918 4434 1175 16,5% 11,7% 56,7% 15,0%

Média do País no censo de 2001: 0/14 Anos-16,0%; 15/24 Anos-14,3%; 25/64 Anos-53,4%; 65 e mais Anos-16,4%

Média do País no censo de 2011: 0/14 Anos-14,9%; 15/24 Anos-10,9%; 25/64 Anos-55,2%; 65 e mais Anos-19,0%

História[editar | editar código-fonte]

Embora durante muito tempo tenha sido atribuída a origem do seu nome ao facto de ter existido uma vila romana junto ao rio, dirigida por um grande senhor chamado ARQUIUS, a verdade é que nada aponta nesse sentido. Não terá existido qualquer vila romana junto ao rio, nem por aqui existiu esse senhor Arquius.

Darque foi em tempos remotos um lugar de Santa Maria das Areias. Sabe-se que já no século XIII(13) a paróquia de Santa Maria das Areias existia, dividida por 26 casais (corresponderiam a quintas, em linguagem atual) distribuídas pelos lugares da Igreja,Rio, Cabedelo, Darque Maior(hoje lugar da Nossa Senhora das Areias) e Darque Menor(área que corresponde actualmente ao centro da freguesia).

Por falta de capacidade para sustentar o abade, a freguesia de Darque foi governada por párocos de Vila Nova de Anha até 1594. Não se sabe em que ano aparece S.Sebastião como padroeiro da paróquia.

Nesse tempo o padroado fazia parte da casa de Bragança. Diz-se que no Cais Velho ainda existem hoje as ruínas dos paços dos Duques de Bragança, que não será o conhecido Mirante, dizendo a tradição que foi ali o castelo e o solar dos Macieis- fidalgos que vieram para para Portugal no século XII(12). Depois de pertencer ao concelho de Barcelos a partir de 6 de Novembro de 1836 foi integrada em Viana do Castelo. Foi no Cais Novo lugar da freguesia da Vila de Darque, que foi fundada em 1774 a famosa fábrica de Louça de Viana e já no século XX a Seca do Bacalhau.

A vila de Darque esteve sempre ligada ao rio, sobretudo pela sua utilização como via de transporte. Não está provado que, como se diz, tenha sido durante muitos anos um dos principais centros agrícolas da região. Existem referências à existência de salinas desde 1085. Também existiram em época contemporânea, estando atualmente abandonadas. Os barcos de água arriba, de velas altas, com 12 metros de comprimento, carregando até 15 toneladas, eram o meio de transporte privilegiado para o transporte e comércio de produtos a montante do rio Lima.

Existem em Darque muitas belezas naturais como o Monte do Galeão, o mar e o rio. E as suas principais atracções são a Quinta de Santoinho e a Praia do Cabedelo.

Esta é também a terra do escritor e poeta Herculano Pita Soares, que aqui nasceu 16 de Fevereiro de 1900.

Política[editar | editar código-fonte]

Eleições autárquicas[editar | editar código-fonte]

Junta de Freguesia[editar | editar código-fonte]

Partido % M % M % M % M % M % M % M % M % M % M % M
1976 1979 1982 1985 1989 1993 1997 2001 2005 2009 2013
PS 37,5 4 37,5 5 35,1 5 29,6 3 26,1 2 21,6 3 26,7 4 38,2 5 51,3 7 44,2 6 44,3 6
IND 27,8 3
PPD/PSD 17,9 1 25,6 2 23,4 3 34,3 5 32,0 4 20,3 3
CDS-PP 9,3 1 6,6 1 5,9
APU/CDU 31,2 4 35,6 5 63,7 6 45,6 5 44,5 6 29,3 4 21,4 3 13,2 2 22,6 3 28,3 4
AD 28,7 4 25,2 3
PSD-CDS 36,5 3 29,6 4

Referências

  1. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Norte". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 5 de Março de 2014 
  2. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.