Dataprev

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde março de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde março de 2013). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.


Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev)
Logo dataprevportal.jpg
Tipo Empresa pública
Indústria Tecnologia da Informação
Fundação 4 de novembro de 1974 (44 anos)
Sede Brasília, DF, Brasil Brasil
Locais Rio de Janeiro, RJ
Brasília,
São Paulo,
Ceará,
Paraíba,
Rio Grande do Norte,
Santa Catarina
Empregados 3682 (Março de 2018)
Produtos Desenvolvimento de Sistemas
Consultoria em TIC
Serviços de DataCenter
Serviços de Telecomunicações
Lucro R$ 177,6 Mi (2013) (+15,5%)Aumento

R$ 153,6 Mi (2012)

Website oficial portal.dataprev.gov.br

A Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev) é uma empresa pública brasileira, vinculada ao Ministério da Previdência Social.[1] É responsável pela gestão da Base de Dados Sociais Brasileira, especialmente a do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A empresa foi criada em 1974 por força da Lei 6.125/74, que autorizou o poder executivo a constituí-la.[2]

Sua administração central está localizada no Distrito Federal e possui unidades em todos os estados da federação. Ainda possui três centros de processamento de dados nas cidades de Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro e administra uma rede com mais de 1300 pontos no território brasileiro.

Adicionalmente a empresa dispõe de cinco (5) unidades de desenvolvimento de software e (3) data centers espalhados pelo país.

Unidades de Desenvolvimento de Software[editar | editar código-fonte]

A empresa conta com 5 Unidades de Desenvolvimento de Software:

São características do trabalho realizado nas Unidades de Desenvolvimento:[3]

  •    Domínio de múltiplas linguagens
  •    Especialização em Java
  •    Desenvolvimento ágil
  •    Desenvolvimento seguro
  •    Aplicações responsivas
  •    Experiência com grandes volumes de dados
  •    Etapas de teste
  •    Aderência aos padrões de usabilidade, acessibilidade e design do governo federal (e-Mag)
  •    Expertise em migrações para plataforma baixa

PD Dataprev[editar | editar código-fonte]

As Unidades de Desenvolvimento de Software seguem um processo (criado e constantemente revisado) para construção e manutenção de produtos.

O Processo de Desenvolvimento de Software da Dataprev (PD Dataprev) tem como objetivo estabelecer um método de trabalho padrão que, além da melhoria da produtividade, assegura a qualidade dos produtos de softwares entregues, de acordo com as melhores práticas do mercado. O conteúdo — que tem como público-alvo clientes da Dataprev, órgãos de controle, profissionais das áreas de desenvolvimento e engenharia de software e as comunidades científica e acadêmica — está licenciado pela Creative Commons (CC-BY-NC-ND), que permite sua cópia e redistribuição, em qualquer mídia e formato, com a devida identificação da fonte, para uso não comercial e sem derivações. Acesse o portal pelo endereço http://desenvolvimento.dataprev.gov.br [4]

Data centers[editar | editar código-fonte]

A empresa conta com 3 Data centers[5]:

Capacidade de processamento:Dataprev, “Dataprev em síntese”. Consultado em 25 de maio de 2017.</ref>

  • RISC: 58 Tflops/s;
  • X86: 1.028 Tflops/s;
  • Mainframe: 154.305 RPM;

Capacidade de armazenamento: +10 Petabytes.

História[editar | editar código-fonte]

Em 4 de novembro de 1974, através da Lei nº. 6.125, foi criada a Empresa de Processamento de Dados da Previdência Social, oriunda da fusão dos Centros de Processamento de Dados dos institutos de previdência existentes até 1964. Posteriormente a sua razão social foi alterada para Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social.

Ano Marco
1938 José Gomes de Pinho Neves, que viria a ser o fundador e primeiro presidente da Dataprev, instala no IAPI (Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Industriários), com o maior equipamento de processamento de dados do país, que utiliza cartões Hollerith (perfurados) para definição da sistemática de concessão e manutenção de benefícios da então autarquia.
1974 O presidente Gen. Ernesto Geisel sanciona a Lei 6.125, que constitui a Empresa de Processamento de Dados da Previdência Social – Dataprev.
1975 O contrato entre o INPS e a Burroughs Eletrônica é transferido para a Dataprev, que passa a gerir o parque de computadores instalados no Rio de Janeiro e em São Paulo.
1989 Primeiro concurso público da Dataprev. A medida atende ao artigo 37 da Constituição Federal promulgada em 1988, que em seu inciso II determina que “a investidura em cargo ou emprego público depende da aprovação prévia em concurso público (….).
1991 Implantado, no Distrito Federal, o Prisma, sistema responsável pelas funcionalidades relacionadas a benefícios nas Agências da Previdência Social
1999 No CPRJ, é instalado o conjunto de Servidores de Correio Eletrônico conhecido como “sorveteria”, responsável pelos acessos do segurado às informações corporativas, via web, da Previdência Social.
2000 Equipes da Dataprev dão plantão nos dias 1º e 2 de janeiro de 2000 para minimizar os riscos e solucionar eventuais problemas gerados pelo “bug do milênio”, conforme “Plano de Atuação da Dataprev na Passagem para o Ano 2000”
2002 Primeiro sistema de videoconferência na Dataprev, interligando a unidade de Brasília à do Rio de Janeiro.
2005 A Dataprev ganha a atribuição de liderar o esforço tecnológico do Ministério da Previdência Social para dar um “salto de qualidade” nos serviços, com destaque para o fim das filas das Agências da Previdência Social, atendendo ao Novo Modelo de Gestão (NMG) do INSS. O Cacic (Configurador Automático e Coletor de Informações Computacionais), desenvolvido pela Dataprev, é o primeiro software público adotado pela administração pública federal.
2006 Lançamento da Central de Atendimento 135 do INSS e fim das filas nas APSs. Criadas as Unidades de Desenvolvimento de Software (UDs) em João Pessoa (UDPB), Fortaleza (UDCE), Florianópolis (UDSC) e Rio de Janeiro (UDRJ) Retomada, na Dataprev, dos concursos públicos, que agora têm periodicidade bianua
2007 Dataprev assume a migração e modernização de sistemas do Ministério do Trabalho e Emprego. Começam a chegar aos Centros de Processamento (CPs) da Dataprev os primeiros equipamentos em plataforma baixa.
2008 A Dataprev assume o desenvolvimento dos novos sistemas de benefícios (SIBE I e II) e os do novo CNIS. Assina, com MPS e INSS, TAC do Ministério Público Federal comprometendo-se com a desmobilização dos mainframes. É o início de um dos maiores processos de migração de dados e sistemas para plataformas baixas e abertas no mundo. Começa o programa de modernização da infraestrutura de TIC.
2009 Investimento recorde de R$ 183 milhões. O programa de modernização iria mobilizar cerca de R$ 700 milhões até 2013. Nova infraestrutura de banco de dados. O INSS passa a conceder aposentadorias em até 30 minutos: reconhecimento automático de direitos a partir dos dados geridos pela Dataprev. A Dataprev cria Central Única de Serviços para atender seus usuários: mais de 200 mil chamados/mês. Novo Plano de Cargos e Salários da empresa. Lançados o Extrato Previdenciário e a Carta Pré-Aposentadoria: foco no cidadão.
2010 Implantação da primeira versão do Portal CNIS–SIBE Dataprev compra os mainframes da Unisys, e deixa de pagar aluguel mensal à fabricante. Primeira operação desse tipo feita pela fornecedora no mercado brasileiro. Instituída a Gratificação Variável por Resultado (GVR). Primeiro projeto x86.
2011 Dataprev entrega o Portal MTE Mais Emprego, com serviços integrados. Adoção do Sistema Integrado de Gestão (ERP), para a área financeira, comercial e logística. Inauguração da Sala de Monitoramento do Rio de Janeiro. Projeto Petabyte: a capacidade de armazenamento dos centros de processamento atinge 1 Petabyte. Começa programa de modernização dos data centers.
2012 Concluída modernização do CPDF. Formado o consórcio entre a Dataprev e o Serpro para desenvolver o Sistema de Gestão de Pessoas (Sigepe), uma demanda do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Início do projeto piloto do SIBE-Loas em Anápolis (GO). Implantação de software de gestão de serviços de TI.
2013 Dataprev conclui a migração para plataforma baixa dos dados da Receita Federal e da ProcuradoriaGeral da Fazenda Nacional que estavam no mainframe MV2. A operação envolveu dez grandes bancos de dados e 8,5 bilhões de registros, além da implantação simultânea de 12 grandes aplicações e a conversão para Java de 3,4 milhões de linhas de código escritas em Cobol (linguagem própria dos mainframes). Inaugurado o novo CPSP e início das obras do CPRJ. Primeira experiência de computação em nuvem, disponível para equipes internas de desenvolvimento. Novo recorde de realização de investimentos: 97,8%. Inaugurada a Unidade de Desenvolvimento Rio Grande do Norte, em Natal. Serviço de hosting.
2014 40 anos da Dataprev. Lançamento da nova marca. A empresa recebe os prêmios de Melhor Empresa de TI e Telecom do Valor 1000; Melhor Empresa do setor de Indústria Digital da Melhores e Maiores de Exame (pelo segundo ano consecutivo); e Melhores da Dinheiro, no segmento Serviço Público. Em reconhecimento por boas práticas de gestão do seu Programa de Qualidade de Vida, a Dataprev ganha o XVII Prêmio Nacional de Qualidade de Vida de 2014. Inauguração das novas instalações do edifício-sede, em Brasília, após obras de modernização. Novo Sistema de Gestão de Pessoas (Sigepe), do consórcio Serpro/Dataprev, entra em operação. Novos módulos serão desenvolvidos até 2017. A solução substitui o atual Sistema de Administração de Pessoas (Siape), responsável pela produção das folhas de pagamento de 1,2 milhão de servidores públicos federais da ativa, aposentados e pensionistas de 219 órgãos federais e 126 unidades pagadoras.

Fonte: Revista Dataprev Resultados - Ano 5 - Número 10[6]

Características[editar | editar código-fonte]

A Dataprev é uma empresa pública vinculada ao Ministério da Previdência e Assistência Social, possuindo personalidade jurídica de direito privado, patrimônio próprio e autonomia administrativa e financeira. O capital social é distribuído entre a União Federal, com cinquenta e um por cento e o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), com os restantes quarenta e nove por cento.[7]

Estrutura[editar | editar código-fonte]

A empresa possui três centros de processamento, localizados nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília.

O atendimento operacional e técnico dos clientes da empresa são garantidos pelas 27 regionais, uma em cada capital.

A estrutura da empresa contempla ainda o desenvolvimento de software através de cinco unidades de desenvolvimento, localizadas nas cidades de Fortaleza, João Pessoa, Natal, Rio de Janeiro e Florianópolis.

Produtos[editar | editar código-fonte]

CNIS[editar | editar código-fonte]

A Dataprev gerencia o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS),[8] que desde 2009 é utilizado como prova para a concessão de aposentadoria por tempo de contribuição e idade e também o salário-maternidade. No CNIS encontra-se armazenadas 216 milhões de informações cadastrais de pessoas físicas e jurídicas, que somadas as informações de dados sobre vínculos, remunerações e contribuições, totalizam mais 14 bilhões de dados.

Agora o CNIS é verificado pelo Meu INSS, sistema próprio da Previdência Social, que facilitou o acesso do segurado do INSS ao seu extrato de contribuições e benefícios.

Aplicativos móveis[editar | editar código-fonte]

  • SINE Fácil - aplicativo para dispositivos móveis (para o sistema operacional Android) desenvolvido para antigo MTE (atual MTb). Este aplicativo permite que o citadão possa acesso os serviços oferecidos pelos SINEs.[9]

Principais Projetos em Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Principais Projetos em Desenvolvimento (2014)
Projeto Informação
Nova Versão do Portal CNIS-SIBE Além de prover maior segurança e estabilidade ao sistema que reúne o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) (..), a nova versão do Portal tornou mais ágeis as consultas e operações pelos empregados do instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Até o fim de 2014, a Dataprev implantará a versão 4.0 do Sistema Integrado de Benefícios (SiBe), que vai compor a totalidade do novo Portal CNiS-SiBe. Parte do desenvolvimento e manutenção do sistema vem sendo feita por equipes da UDRJ e da UDCE, e os testes integrados são gerenciados pelas equipes da UDSC. No Ceará, estão sendo construídos os novos módulos de agendamento, avaliação pericial, atualização e monitoramento dos benefícios do SiBE.
E-APS Um novo aplicativo dará acesso a serviços da Previdência Social por telefones celulares e tablets, em desenvolvimento na UDRJ.
Sistemas Migrados da Receita Federal e PGFN A UDRJ faz a manutenção de todo o código Cobol migrado dos mainframes para a linguagem Java. Esses sistemas atendem a Receita Federal do Brasil e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. Este processo envolve o desenvolvimento constante de novos módulos.
Consignado On-Line O ECO é o futuro sistema on-line para consultas relativas a empréstimo consignado, que permitirá aos beneficiários da Previdência fazer operações com esse tipo de crédito diretamente no terminal eletrônico de sua agência pagadora ou mesmo pela internet. Em desenvolvimento na UDSC, o módulo para processar a realização do empréstimo com cartões magnéticos nos terminais de atendimento bancário já foi entregue ao cliente. Essa versão permite a emissão nos terminais bancários do extrato do empréstimo e da 40 anos margem consignada disponível ao beneficiário. O sistema estará disponível para empréstimos em 17 instituições financeiras pagadoras dos benefícios da Previdência. Para 2015, está prevista a entrega do módulo que vai possibilitar aos beneficiários da Previdência fazer os empréstimos consignados pela internet.
SIACI O Sistema de Acordos Internacionais (SIACI) foi idealizado no âmbito do acordo Multilateral de Seguridade Social do Mercosul. Permite a troca de documentos que comprovam os eventos previdenciários dos imigrantes, assim como de brasileiros residentes no exterior, a fim de subsidiar o reconhecimento do direito, a concessão de benefícios e o deslocamento temporário de trabalhadores entre os países do Mercosul. Uma nova versão, incluindo um Módulo de Pagamento de Benefícios, criado na argentina, está em fase de testes e homologação, sendo sustentado na infraestrutura da Dataprev. Uma funcionalidade adicional do sistema se encontra em desenvolvimento também na UDSC, para integrar o SIACI às bases de dados previdenciários de 22 países ibero-americanos.
SIRC O Sistema de Registro Civil (SIRC) vai unificar os registros de nascimento, casamento e óbitos em todo o país. Está na pauta de projetos da UDSC, e em piloto junto a 11 cartórios de Santa Catarina, que já enviam essas informações para o Tribunal de Justiça do Estado.
SIGEPE A UDRN reúne cem desenvolvedores, dos quais mais da metade envolvidos com o Sistema de Gestão de Pessoas (SIGEPE), que está sendo construído para o Ministério do Planejamento, orçamento e Gestão (MPoG), em consórcio com o Serpro.(..) O SIGEPE vai atender mais de 1 milhão de pessoas, entre servidores, aposentados e pensionistas da administração pública federal. Até 2017, substituirá o atual Sistema de administração de Pessoal (SIAPE), responsável pela produção das folhas de pagamento de mais de 200 órgãos.
Business Intelligence (BI) (..) O projeto do BG-SIBE-Monitor, em curso na UDRN é voltado à Previdência Social (..) e pretende agregar a funcionalidade de controle de fraudes ao sistema de monitoramento do pagamento dos benefícios.
Portal MTE Mais Emprego Em Agosto/14, a Dataprev implantou um aplicativo, acessível pela internet, para facilitar o envio de requerimentos do Seguro-Desemprego pelas empresas. o Portal MTE Mais Emprego traz informações sobre emprego (..), através das bases de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) e integra o pagamento do Seguro-Desemprego ao sistema de intermediação de Mão de Obra (IMO) e ao Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC).

Fonte: Revista Dataprev Resultados - Ano 5 - Número 10[6]

Clientes[editar | editar código-fonte]

Serviços de Tecnologia e Informações.

Serviços especializados de Tecnologia da Informação.

Serviços especializados em Tecnologia da Informação.

Modernização tecnológica dos sistemas de informações do MTE, compreendendo as etapas de desenvolvimento, implantação, manutenção, operação e sustentação destes novos sistemas.

Concessão de uso pela Dataprev da infraestrutura computacional para tratamento de qualidade de dados.

Serviços de produção de sistemas, desenvolvimento e manutenção de sistemas, diagnóstico e proposição de soluções.[10]

Serviços[editar | editar código-fonte]

  • Inteligência de Negócio – A Dataprev oferece um conjunto de serviços especializados na produção de informações estratégicas, capazes de gerar valor para o negócio do cliente. São soluções de visualização de dados, mineração, análises estatísticas, qualificação e validação de bases, entre outras tecnologias que permitem integrar ou cruzar dados de fontes diferentes para torná-los mais confiáveis e para apoiar a tomada de decisão.
  • Operação e Suporte – As aplicações e os sistemas do cliente são mantidos nos data centers da Dataprev, com monitoramento e sustentação integral, e toda a infraestrutura tecnológica necessária ao ambiente – servidores, sistemas de armazenamento de dados, dispositivos de rede, dispositivos de segurança, entre outros. Maior segurança e alta disponibilidade das aplicações.
  • Desenvolvimento – As equipes de engenharia de software atuam em conjunto com analistas de negócio para criar sistemas ou desenvolver novas funcionalidades, de acordo com as necessidades dos clientes.
  • Hosting e Nuvem – Diferentes opções de capacidade computacional são oferecidas ao cliente, para hospedar seus dados e aplicações. O Hosting e a Nuvem da Dataprev asseguram a rápida disponibilidade de servidores e demais equipamentos, podendo ser contratados no conceito de Infraestrutura como Serviço (IaaS), desonerando o cliente do investimento em infraestruturas complexas.
  • Hospedagem de Portais
    • Blogs e Portais – A solução combina recursos de infraestrutura e de software para hosting e publicação de conteúdo dos clientes na internet em formato de blogs ou portais. Inclui ferramenta de gestão de conteúdo (CMS).
    • Plataforma de Educação a Distância – Disponibilização de infraestrutura e software para hospedar o serviço de Ensino a Distância (EaD) do cliente.
  • Consultoria – Profissionais especializados da Dataprev apoiam os clientes no diagnóstico e no desenho de soluções para demandas tecnológicas. Também atuam na implantação de novos sistemas ou processos. A consultoria inclui identificar melhores ferramentas e opções de software, apontar soluções para eventuais gargalos operacionais, avaliar potenciais benefícios e riscos da adoção de tecnologias, apoiar a estruturação de parcerias e de métodos de trabalho.
  • Dados Abertos – Para instituições que querem dar maior transparência às suas atividades e compartilhar informações relevantes com a sociedade, as equipes da Dataprev fazem a publicação dos dados selecionados na internet, integrados ao Portal Brasileiro de Dados Abertos. O portal de dados abertos do cliente é baseado no software CKAN (Comprehensive Knowledge Archive Network), e fica hospedado em infraestrutura customizada, disponível na Dataprev.
  • Correio Eletrônico – Ferramenta de colaboração e compartilhamento de informações de forma eletrônica, composta por módulos com as funcionalidades de uma solução completa para a comunicação corporativa do cliente. A solução é oferecida no modelo de computação em nuvem.
  • Solução de PPM – Plataforma de Project Portfolio Management (PPM) apoia o planejamento e a análise de portfólio de projetos, programas e processos. A solução contribui para dar visibilidade a ações estratégicas, ajustando a disponibilidade de recursos às iniciativas, e promovendo a entrega dos resultados planejados.

Referências

  1. «Estatuto Dataprev» (PDF). Dataprev. 1 de julho de 2009. Consultado em 26 de abril de 2018 
  2. GEISEL, ERNESTO (4 de novembro de 1974). «Lei 6.125/74». DOU. Consultado em 27 de abril de 2018 
  3. Dataprev (25 de abril de 2018). «Dataprev Desenvolvimento». Dataprev. Consultado em 25 de abril de 2018 
  4. «PD Dataprev». Dataprev. 26 de abril de 2018. Consultado em 26 de abril de 2018 
  5. Dataprev, “Dataprev em síntese”. Consultado em 25 de maio de 2017.
  6. a b «Revista Dataprev Resultados - Ano 5 - Número 10» (PDF). Dataprev. 1 de novembro de 2014. Consultado em 27 de abril de 2018 
  7. Dataprev, “Dataprev em síntese”. Consultado em 25 de maio de 2017.
  8. DATAPREV (27 de abril de 2018). «Cadastro Nacional de Informações Sociais». Dataprev. Consultado em 27 de abril de 2018 
  9. Tomazelli, Idiana (23 de maio de 2017). «Ministério do Trabalho lança aplicativo para ajudar na busca por emprego». Estado de Minas. Consultado em 27 de abril de 2018 
  10. Dataprev (27 de julho de 2012). «Clientes da Dataprev». Consultado em 1 de abril de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]