David Goodall

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
David Goodall
Nascimento 4 de abril de 1914
Edmonton, Londres
Morte 10 de maio de 2018 (104 anos)
Liestal, Suíça
Nacionalidade Australiano
Alma mater Imperial College London
Prêmios Ordem da Austrália (2016)
Causa da morte Suicídio assistido (Injeção Letal por Pentobarbital)
Instituições Universidade de Gana, Universidade de Reading, Universidade do Estado de Utah, Universidade da Califórnia, Universidade Edith Cowan
Campo(s) Ecologia
Tese 1941: Studies in the assimilation of the tomato plant
Notas Pagina pessoal

David William Goodall AM (Edmonton, Londres, 4 de abril de 1914Liestal, 10 de maio de 2018) foi um botânico e ecologista australiano. Foi influente no desenvolvimento inicial de métodos numéricos em ecologia, particularmente no estudo da vegetação.[1][2]

Defensor do suicídio assistido, Godall morreu desta forma em 10 de maio de 2018, após afirmar que sua qualidade de vida havia piorado muito com o passar do tempo.[3]

Educação[editar | editar código-fonte]

Goodall completou seu grau de Bachelor of Science em 1935 seguido por um Doctor of Philosophy em 1941, ambos na Universidade de Londres (Imperial College of Science and Technology).[4] Suas pesquisas de doutorado foram conduzidas na East Malling Research Station em Kent sobre assimilação na planta do tomate.[4]

Pesquisa e carreira[editar | editar código-fonte]

Em 1948 foi para a Austrália, onde foi lecturer sênior de botânica na Universidade de Melbourne. De 1952 a 1954 foi reader de botânica na Universidade de Gana. Recebeu um grau de Doctor of Science na Universidade de Melbourne em 1953. Retornou então para a Inglaterra, para assumir a posição de professor de botânica agrícola na Universidade de Reading em 1954–1956. De 1956 a 1967 foi cientista pesquisador em várias divisões da Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation (CSIRO) na Austrália, e depois professor de biologia na Universidade da Califórnia, Estados Unidos, 1967–1968, e professor de sistemas ecológicos na Universidade do Estado de Utah, Estados Unidos, 1968–1974. Para o resto de sua carreira foi afiliado novamente ao CSIRO, e aposentou-se em 1979.[5]

Em dezembro de 2016 foi noticiado que Goodall ainda estava ativo como pesquisador associado honorário no Centre for Ecosystem Management na Universidade Edith Cowan[2] e editor-chefe da série Ecosystems of the World.[6] Naquela época foi considerado ser o cientista mais velho ainda trabalhando na Austrália.[1]

Publicações selecionadas[editar | editar código-fonte]

  • "A probabilistic similarity index"[7]
  • "Some considerations in the use of point quadrats for the analysis of vegetation"[8]
  • "Classification, probability, and utility"[9]
  • "Hypothesis-testing in classification"[10]
  • "Numerical taxonomy of bacteria – some published data re-examined"[11]
  • "The distribution of the matching coefficient"[12]
  • Ecosystems of the World, 36 volumes published in the series 1974[6] to date by Elsevier, Amsterdam) with Goodall as Editor-in-Chief. He also co-authored two of the volumes, Mediterranean-type Shrublands[13] and Hot Deserts and Arid Shrublands.[14]
  • "Identification of unknowns within a probabilistic system: The diagnostic value of attributes"[15]

Prêmios e honrarias[editar | editar código-fonte]

Goodall foi promovido a doctor honoris causa da Universidade de Trieste, Itália, em 1990.

Goodall tornou-se um centenário em abril de 2014. Na lista 2016 Australia Day Honours Goodall foi eleito membro da Ordem da Austrália.[16][17]

Vida privada[editar | editar código-fonte]

Goodall defende a legalização da eutanásia voluntária, sendo membro da Exit International por mais de vinte anos.[18] Em 30 de abril de 2018 Goodall anunciou sua eutanásia planejada para maio daquele ano, para ocorrer na Suíça. Tendo sua qualidade de vida se deteriorando, ele expressou publicamente tristeza por sobreviver em uma idade tão avançada.[19][20]

Uma entrevista com Goodall revelou que ele está planejando viajar para Liestal, Suíça, onde uma clínica aprovou sua morte assistida. O custo de A$ 20.000 para sua viagem foi levantado pela Exit International. "I don't want to go to Switzerland, though it's a nice country. But I have to do that in order to get the opportunity of suicide which the Australian system does not permit. I feel very resentful." "[Family] realise how unsatisfactory my life here is, unsatisfactory in almost every respect. The sooner it comes to an end the better." "My feeling is that an old person like myself should have full citizenship rights including the right of assisted suicide," disse ele.[21]

Referências

  1. a b «Australia's oldest working scientist wins battle over office». bbc.co.uk. London: BBC News. 2016. Arquivado do original em 21 de dezembro de 2016 
  2. a b «Professor David Goodall». ecu.edu.au. Edith Cowan University. 2016. Arquivado do original em 21 de dezembro de 2016 
  3. g1.globo.com/ Cientista David Goodall, de 104 anos, morre na Suíça após suicídio assistido
  4. a b Goodall, David William (1941). Studies in the assimilation of the tomato plant (Tese de PhD). University of London (Imperial College of Science and Technology) 
  5. «Goodall, David William (1914– )». eoas.info. Encyclopedia of Australian Science. 2016. Arquivado do original em 1 de outubro de 2016 
  6. a b Goodall, D. W (1974) Ecosystems of the World
  7. Goodall, David W. (1964). «A Probabilistic Similarity Index». Nature. 203 (4949): 1098–1098. doi:10.1038/2031098a0 
  8. "Some considerations in the use of point quadrats for the analysis of vegetation". Australian Journal of Scientific Research. Ser. B: Biological Sciences, 5 (1): 1-41. 1952. PubMed
  9. Goodall, D. W. (1966). «Classification, Probability and Utility». Nature. 211 (5044): 53–54. doi:10.1038/211053a0 
  10. Goodall, David W. (1966). «Hypothesis-testing in Classification». Nature. 211 (5046): 329–330. doi:10.1038/211329a0 
  11. Goodall, D. W. (1966). «Numerical Taxonomy of Bacteria -- Some Published Data Re-examined». Journal of General Microbiology. 42 (1): 25–37. doi:10.1099/00221287-42-1-25 
  12. Goodall, D. W. (1967). «The Distribution of the Matching Coefficient». Biometrics. 23 (4). 647 páginas. doi:10.2307/2528419 
  13. Goodall, D. W (1981) Mediterranean-type Shrublands
  14. Hot Deserts and Arid Shrublands (1986).
  15. Goodall, D. W. (2014). «Identification of unknowns within a probabilistic system: The diagnostic value of attributes». Natural Sciences. 23 (6). 148 páginas. doi:10.1080/11263504.2014.913731 
  16. Hamlyn, Charlotte (20 de agosto de 2016). «102 year old researcher told to leave university post». ABC News. Consultado em 6 de maio de 2018. 
  17. Jose, Lucinda; McConnon, Tyne; Fitzgerald, Bridget (26 de janeiro de 2016). «West Australians honoured in Australia Day awards». ABC Rural. Australian Broadcasting Corporation. Consultado em 6 de maio de 2018. 
  18. Hamlyn, Charlotte (3 de abril de 2018). «Academic David Goodall turns 104 and his birthday wish is to die in peace». ABC News. Consultado em 6 de maio de 2018. 
  19. Agence France-Presse (30 de abril de 2018). «David Goodall: 104-year-old scientist to end own life in Switzerland». The Guardian. Sydney. Consultado em 6 de maio de 2018. 
  20. David Goodall: Scientist, 104, begins trip to end his life
  21. 104-year-old academic David Goodall to travel to Switzerland for voluntary euthanasia, Charlotte Hamlyn, ABC News Online, 1 de maio de 2018