David Pareus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
David Pareus
(1548-1622)
Gravura do século XVII
Nascimento 30 de dezembro de 1548
Frankenstein, Silésia,  Alemanha
Morte 15 de junho de 1622 (73 anos)
Heidelberg,  Alemanha
Nacionalidade  Alemanha
Alma mater Universidade de Heidelberg
Ocupação Teólogo protestante e reformador alemão.

David Wängler (Frankenstein, Silésia, 30 de Dezembro de 1548Heidelberg, 15 de Junho de 1622) foi teólogo protestante e reformador alemão.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Inicialmente, foi aprendiz de boticário e de sapateiro. Em 1564, entrou para a escola de Hirschberg onde o humanista Christoph Schilling[1] lecionava, e que o acompanhou até Amberg em 1566. Logo em seguida matriculou-se no Collegium Sapientiae[2] da Universidade de Heidelberg. Seu pai o deserdou por causa das polêmicas que David causou durante seus tempos de estudante, quando teve Zacharias Ursinus como seu professor. Em 13 de maio de 1571 tornou-se pastor na cidade de Niederschlettenbach e seis meses mais tarde, professor na Escola Pedagógica[3] de Heidelberg. Em 24 de agosto de 1573 ele assumiu como pastor no vilarejo de Hemsbach, que antigamente tinha sido católico romano, e onde, com o consentimento da congregação, ele reconstruiu a igreja dentro das linhas da reforma.

Demitido de seus ofícios um ano após a morte de Frederico III, Eleitor Palatino, Pareus foi nomeado pastor em Oggersheim, em 1577, pelo Conde Palatino João Casimiro (1543-1592)[4]. Transferido para Winzingen, em 1580, ele cultivou a amizade com os professores da Academia Casimiriana de Neustadt an der Haardt, que tinha sido fundada por João Casimiro, em 1578. Após a morte de Luís VI (1539-1583)[5], João Casimiro, atuando como regente do Palatinato, convidou Pareus como professor do Collegium Sapientiae em setembro de 1584. Pareus tornou-se diretor do colégio em 1591. Em 1598, ele entrou na faculdade de teologia como professor do Velho Testamento e de 1602 até a sua morte ele deu aulas sobre o Novo Testamento. Ele tinha o dom de atrair alunos de todas as partes do mundo. A partir de 1592, ele fez parte do Conselho da igreja do Palatino. Em setembro de 1621, assim que as tropas espanholas se aproximavam do Palatinato, Pareus fugiu para Annweiler, e mais tarde para Neustadt. Depois, quando Frederico V, Eleitor Palatino retornou temporariamente ao Palatinato, Pareus retornou a Heidelberg em maio de 1622, onde veio a falecer em 15 de junho de 1622.

Seu filho Johann Philipp Wängler (1576-1648)[6] sobreviveu a ele, tendo publicado todos os escritos do pai.

Obras selecionadas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Personensuche
  2. Colégio da Sabedoria: foi fundado em Heidelberg], por Frederico II, Eleitor Palatino (1482-1556).
  3. Pädagogium: as escolas pedagógicas eram institutos de educação inicialmente para jovens da nobreza, com padrões muito elevados, mas que, com o passar do tempo esse tipo de ensino foi generalizado.
  4. Personensuche
  5. Personensuche
  6. a b Personensuche
  7. Personensuche
  8. Personensuche
  9. Personensuche
  10. Personensuche