Davide Pagliarani

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Davide Pagliarani
Presbítero da Igreja Católica
Sacerdote da FSSPX

Título

Superior Geral da Fraternidade Sacerdotal São Pio X
Hierarquia
Papa Francisco
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 1996 pelo Bispo Bernard Fellay
Dados pessoais
Nascimento Rimini, Itália
Nacionalidade Flag of Italy.svg Italiano
Categoria:Igreja Católica
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Davide Pagliarani (nascido em Rimini, Itália, em 25 de Outubro de 1970) é um sacerdote católico italiano tradicionalista e atual Superior Geral da Fraternidade Sacerdotal São Pio X.[1][2][3]

Juventude e Ministério[editar | editar código-fonte]

Pagliarani ingressou no Seminário de Flavigny,França, e foi ordenado sacerdote em 1996, em Écône, Suíça, por Dom Bernard Fellay, bispo da Fraternidade Sacerdotal São Pio X.[1]

Seu primeiro destino foi o Priorado de Rimini, Itália, no qual foi vigário por 7 anos. Depois desse período, foi enviado para exercer seu apostolado como vigário em Singapura. O padre Pagliarani foi nomeado prior no ano seguinte e exerceu esse cargo até 2006. Foi então designado Superior do Distrito da Itália, cargo no qual esteve por seis anos. Em 2012, foi nomeado diretor do Seminário Nossa Senhora Corredentora. Além de seus encargos de direção do seminário, o padre lecionava as matérias de Atas do Magistério e Sagrada Escritura II.[1][4][5]

Superior Geral[editar | editar código-fonte]

Em 11 de julho de 2018, o 4º Capítulo Geral da FSSPX, que durou até 21 de julho de 2018, no Seminário São Pio X de Ecône (Suíça), elegeu o Padre Davide Pagliarani como Superior Geral por 12 anos, sucedendo o antigo superior, bispo Bernard Fellay, após dirigir durante 24 anos a Fraternidade. Depois de aceitar seu cargo, o eleito pronunciou a Profissão de fé e o Juramento Anti-Modernista, obrigatório para as cerimônias da Igreja Católica desde 1910 até ser suprimido em 1967 por Paulo VI. Cada um dos membros presentes prometeu-lhe respeito e obediência, antes do canto do Te Deum em ação de graças. Junto com o Superior Geral foram eleitos também os dois Assistentes Gerais, o bispo da Fraternidade Dom Galarreta e o padre tradicionalista francês Christian Bouchacourt.[1][6][7][8]


Referências