de Havilland Hawk Moth

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Translation arrow.svg
Este artigo resulta, no todo ou em parte, de uma tradução do artigo «de Havilland Hawk Moth» na Wikipédia em inglês, na versão original. Você pode incluir conceitos culturais lusófonos de fontes em português com referências e inseri-las corretamente no texto ou no rodapé. Também pode continuar traduzindo ou colaborar em outras traduções. (Data da tradução: 7 de dezembro de 2017) —Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
DH.75 Hawk Moth
Avião
Descrição
Tipo / Missão Avião comercial, táxi aéreo
País de origem  Reino Unido /  Canadá
Fabricante de Havilland
Período de produção 1929-?
Quantidade produzida 8 unidade(s)
Primeiro voo em 7 de dezembro de 1928 (89 anos)
Tripulação 1
Passageiros 3 passageiro(s)
Especificações (Modelo: D.H.75A)
Dimensões
Comprimento 8,79 m (28,8 ft)
Envergadura 14,33 m (47,0 ft)
Altura 2,84 m (9,32 ft)
Área das asas 31,03  (334 ft²)
Alongamento 6.6
Peso(s)
Peso vazio 1 082 kg (2 390 lb)
Peso máx. de decolagem 1 659 kg (3 660 lb)
Propulsão
Motor(es) 1 x motor radial a pistão Armstrong Siddeley Lynx VIA
Potência (por motor) 240 hp (179 kW)
Performance
Velocidade máxima 204 km/h (110 kn)
Velocidade de cruzeiro 169 km/h (91,2 kn)
Alcance (MTOW) 902 km (560 mi)
Teto máximo 4 420 m (14 500 ft)
Razão de subida 3,6 m/s
Notas
Dados de: De Havilland Aircraft since 1909[1]

O de Havilland DH.75 Hawk Moth foi um monoplano britânico para quatro passageiros construído pela de Havilland na década de 1920.

Design e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O DH.75 Hawk Moth foi o primeiro da família de monoplanos Moth de asa alta, e foi designado para transporte leve e táxi aéreo para exportação. A aeronave possuía fuselagem de aço com asas de madeira cobertas por lona. O Hawk Moth realizou o seu primeiro voo de Edgware, Londres em 7 de dezembro de 1928.[1] A primeira aeronave utilizava um motor V8 de Havilland Ghost com 200 hp (149 kW), este mostrou-se com potência insuficiente para a aeronave e então foi posteriormente equipado com um motor de 240 hp (179 kW) Armstrong Siddeley Lynx. Por conta desta implementação mudanças tiveram que ser realizadas na estrutura incluindo aumento da envergadura e corda das asas, após estas melhorias a aeronave recebeu a denominação de DH.75A.

Em dezembro de 1929 a aeronave foi demonstrada no Canadá com utilização de trem de pouso de rodas e esquis. Seguido de testes com um segundo modelo com flutuadores, o governo Canadiano encomendou três unidades para uso civil. A primeira unidade Canadiana não possuía portas laterais e nem flutuadores, este modelo foi utilizado pelo Controle de Aviação Civil Canadiano. Mais teste foram realizados pela de Havilland Canada em 1930, e a segunda e a terceira aeronave foram liberadas para usar flutuadores. Com restrições de carga quando equipados com os flutuadores as aeronaves Canadianas foram operadas apenas com esquis ou rodas. Na tentativa de competir com as aeronaves designadas nos Estados Unidos, a oitava unidade foi equipada com um motor de 300 hp (224 kW) Wright Whirlwind e denominada DH.75B. A produção foi encerrada e duas aeronaves não foram completadas.

Histórico operacional[editar | editar código-fonte]

Com três aeronaves operando no Canadá outros dois foram exportados para a Austrália. Uma das aeronaves australianas foi usada pela aviadora Amy Johnson para realizar um voo de Brisbane à Sydney em 1930 quando seu Moth Jason foi avariado.

Variantes[editar | editar código-fonte]

DH.75
Protótipo com motor de Havilland Ghost V8; um construído, depois re-motorizado.
DH.75A
Versão de produção com motor radial a pistão Armstrong Siddeley Lynx VIA; seis construídos.
DH.75B
Aeronave de de produção final equipado com motor radial Wright Whirlwind de 300hp; um construído.

Operadores[editar | editar código-fonte]

 Austrália
 Canadá
 Reino Unido

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre de Havilland Aircraft Company

Referências

  1. a b Jackson, A.J (1987). De Havilland Aircraft since 1909 (Third ed.). London: Putnam. ISBN 0-85177-802-X.
  • "The De Havilland "Hawk Moth"". Flight. No. 7 de fevereiro 1929. 7 de fevereiro 1929. pp. 93–98.
  • The Illustrated Encyclopedia of Aircraft (Part Work 1982-1985). Orbis Publishing.