Dean Corll

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Dean Corll
Dean Corll, com 24 anos, pouco depois do seu alistamento nas forças militares dos EUA em agosto de 1959
Nascimento 24 de dezembro de 1939
Fort Wayne
Morte 8 de agosto de 1973 (33 anos)
Pasadena (Texas)
Sepultamento Deer Park
Cidadania Estados Unidos
Estatura 183 centímetros
Ocupação assassino em série, soldado, eletricista
Causa da morte trauma balístico, exsanguinação

Dean Arnold Corll[1] (Fort Wayne, Indiana, 24 de dezembro de 1939 - Pasadena, Texas 8 de agosto de 1973) foi um assassino em série norte-americano, de fama póstuma, e que juntamente com dois cúmplices adolescentes, David Owen Brooks e Elmer Wayne Henley, cometeu os assassinatos em massa de Houston, Texas.

É suspeito de ter sequestrado, violado, torturado e assassinado um mínimo de 28 meninos entre 1970 e 1973. Na época em que os assassinatos foram descobertos, o caso foi considerado o pior caso de assassinatos em série nos Estados Unidos até à época. Todas as suas vítimas eram jovens do sexo masculino com idades entre 13 e 20 anos. A maioria das vítimas foram sequestradas de Houston Heights, que era então um bairro de baixa renda a noroeste de Houston. Várias vítimas eram amigos e duas outras vítimas, Billy Gene Baulch Jr e Malley Winkle, eram ex-funcionários da Companhia de Doces Corll.

Os crimes só foram conhecidos depois de Elmer Wayne Henley ter disparado vários tiros sobre Corll, assassinando-o, e ter chamado as autoridades policiais.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Bardsley, Marilyn. «Dean Corll». Crime Library. TruTV.com. Consultado em 3 de abril de 2013. Cópia arquivada em December 2013  Verifique data em: |arquivodata= (ajuda)