Death to False Metal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Death to False Metal
Coletânea musical de Weezer
Lançamento 2 de Novembro de 2010
Gravação 1993-2010
Gênero(s) Rock Alternativo
Duração 32:52
Idioma(s) Inglês
Formato(s) CD
Gravadora(s) Geffen Records Estados Unidos
Produção Weezer, Rick Rubin, Shawn Everett, Rivers Cuomo
Cronologia de Álbuns de Weezer
Hurley
(2010)
Everything Will Be Alright in the End (2014)

Death to False Metal é um álbum de compilação da banda americana de rock alternativo Weezer, lançado a 2 de Novembro de 2010 pela Geffen. O álbum contém bastantes faixas antigas, feitas ao longo da carreira dos Weezer, que não chegaram a ser lançadas, com o vocalista e guitarrista Rivers Cuomo a afirmar que "Juntas, (estas músicas) são o álbum que logicamente deveria seguir Hurley".[1]

O álbum foi lançado simultaneamente com a edição deluxe do segundo álbum de estúdio da banda, Pinkerton. O título é uma referência a uma frase comum dos Manowar, frequentemente usada nas letras das suas músicas (tal como "Master of the Wind") e na arte dos seus álbuns.

Base de criação e gravação[editar | editar código-fonte]

Originalmente conhecido como Odds and Ends, o álbum foi mencionado pela primeira vez pelo guitarrista Brian Bell durante o Verão de 2008. O vocalista e guitarrista Rivers Cuomo afirmou que as faixas são "grandes músicas, grandes gravações, mas por alguma razão não chegaram a uma versão final para um álbum. E tal como o álbum Alone, estas cobrem um vasto período de tempo desde o princípio da nossa carreira no início dos anos 90 até ao dia presente".

O vocalista Rivers Cuomo considera Death to False Metal como sendo o nono álbum de estúdio dos Weezer. O gestor informático e historiador da banda, Karl Koch, descreve o lançamento de forma diferente, como "um álbum especial, [...] género de versão dos Weezer das gravações Alone do Rivers".[2]

A versão de "Mykel & Carli" na versão iTunes do álbum difere da versão previamente lançada no single "Undone – The Sweater Song" de 1994 e mais tarde na edição deluxe do álbum de estreia homónimo da banda de 1994. Foi especulado pelos fãs que esta é a gravação original da música de 1993 das sessões do The Blue Album,[3] com a versão comum previamente lançada a ter sido gravada no Verão de 1994.[4]

A faixa de abertura "Turning Up the Radio" é o produto do projecto de composição de Rivers Cuomo no YouTube intitulado Let's Write a Sawng.

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

Edição Standard

N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Turning Up the Radio"  Rivers Cuomo 3:37
2. "I Don't Want Your Loving"  Cuomo, Brian Bell, Scott Shriner 3:03
3. "Blowin' My Stack"  Cuomo, Bell, Shriner 3:44
4. "Losing My Mind"  Cuomo 4:02
5. "Everyone"  Cuomo 2:49
6. "I'm a Robot"  Cuomo 2:31
7. "Trampoline"  Cuomo 2:45
8. "The Odd Couple"  Cuomo 3:07
9. "Autopilot"  Cuomo 2:57
10. "Unbreak My Heart" (cover de Toni Braxton)Diane Warren 4:11
Duração total:
32:52

Faixas Bónus Internacionais

N.º TítuloCompositor(es) Duração
11. "Yellow Camaro" (exclusivo Japão)Bell 3:37
12. "Outta Here"  Cuomo 2:34

Faixa Bónus Loja iTunes

N.º TítuloCompositor(es) Duração
11. "Mykel & Carli"  Cuomo 3:14

Pessoal[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Weezer Set To Release "Hurley" Follow-up Album In November». KROQ-FM. Consultado em 6 de Dezembro de 2010. Arquivado do original em 11 de janeiro de 2011 
  2. «2010/10/12 Death To False Metal!». Weezer. 12 de Outubro de 2010. Consultado em 31 de Julho de 2011. Arquivado do original em 18 de julho de 2011 
  3. «Weezer Recording History Page 5». Consultado em 6 de Dezembro de 2010. Arquivado do original em 18 de julho de 2011 
  4. «Weezer Recording History Page 6». Consultado em 6 de Dezembro de 2010. Arquivado do original em 18 de julho de 2011  "Mykel and Carli (appeared on many foreign singles, plus the "Hear You Me!" compilation)"