Debates na eleição presidencial brasileira de 2014

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde setembro de 2016). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Dilma Rousseff 2011.jpgSenador Aécio Neves-2.jpgMarinasilva13122006.jpg
Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB), os candidatos com mais intenções de voto.

A temporada de debates nas eleições presidenciais brasileiras de 2014 foi realizada de 26 de agosto até o dia 24 de outubro.[1] Para a eleição de 2010, o Tribunal Superior Eleitoral aprovou três debates televisivos, além de um debate sem precedentes na Internet.[1] De acordo com as diretrizes do Tribunal Superior Eleitoral, os candidatos cujos partidos não estão representados na Câmara baixa do Congresso Nacional não são convidados obrigatoriamente pelos organizadores dos debates.[2] A falta do convite foi contestada, a fim de poder participar dos debates.[2] O primeiro debate televisionado ocorreu em 26 de agosto, realizada pela Rede Bandeirantes.[1]

Primeiro debate[editar | editar código-fonte]

Participantes
Localização
Data 26 de agosto de 2014

O primeiro debate foi realizado em 26 de agosto de 2014, às 22:00, horário de Brasília[3] e foi hospeadado pela Rede Bandeirantes. Dilma Rousseff de Partido dos Trabalhadores (PT), Aécio Neves do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Marina Silva, do Partido Socialista Brasileiro (PSB),Eduardo Jorge, do Partido Verde (PV) Levy Fidelix do (PRTB) e Luciana Genro, do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) foram convidados, e todos eles compareceram. José Maria de Almeida, do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU), tentou participar, mas seu pedido foi negado por unanimidade pelo Tribunal Superior Eleitoral[2]

O debate, mediado pelo âncora do Jornal da Band, Ricardo Boechat, foi dividido em cinco blocos de aproximadamente duas horas.[3][4] Este foi o primeiro debate transmitido em televisão de alta definição no país.[4] Os temas que nortearam o debate foram saúde, segurança pública, educação e infraestrutura.[5]

Análise[editar | editar código-fonte]

Maurício Caleiro, em uma análise publicada no Observatório da Imprensa, argumentou que o desempenho dos candidatos "não ofereceu novos argumentos ou dados que podem influenciar decisivamente nas urnas".[6]

Juan Arias, correspondente do El País no Brasil, alegou sentir que Dilma Rousseff, "revelou suas inexperiência e nervosismo com hesitações, lapsos de repetição da fala, e suor no rosto".[7] Também argumenta que Serra, por outro lado, "dominou os temas, sentindo à vontade".[7]

Contrariamente às expectativas de muitos, o nome do altamente popular presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve quase inteiramente fora do debate.[5]

Repercussão[editar | editar código-fonte]

De acordo com Ibope, o primeiro debate - que foi ao ar simultaneamente a uma partida de futebol entre São Paulo Futebol Clube e Sport Club Internacional, que disputavam entre si uma vaga para representar o Brasil na final da Copa Libertadores - foi assistido por 5% dos telespectadores, enquanto a partida de futebol foi visto por 37%.[1]

Segundo a imprensa local, a coincidência temporal entre a partida de futebol e para o debate deixou claro qual é a preferência dos brasileiros, apenas dois meses antes da eleição.[1] A imprensa também disse que o debate foi "chato", "previsível", "morna" e "agradável".[1]

Arruda, que qualificou jocosamente Serra durante o debate, chamando-no de hipocondríaco por focar a saúde pública em seu discurso, esteve no primeiro lugar nos trending topic em Twitter após o debate exibido.[8]

Segundo debate[editar | editar código-fonte]

Participantes
Localização Rod. Anhanguera, km 18 - Avenida das Comunicações, 4 - Industrial Anhanguera
Data 1 de setembro de 2014

O segundo debate foi realizado em 8 de setembro, às 17:45, horário de Brasília, e foi promovido pelo SBT, pela rádio Jovem Pan, pelo portal UOL e pelo jornal Folha de S.Paulo.[9] Todos os principais candidatos compareceram

O debate foi mediado pelo jornalista Carlos Nascimento.[10] Teve a inovação do banco de tempo, utilizado na França. Nele os candidatos acumulam tempo não utilizado nas perguntas para utilizarem além do tempo já destinado.

Reação[editar | editar código-fonte]

Apesar do horário, o debate teve uma alta repercussão, ainda mais na internet. Especialistas falam em polarização de Dilma e Marina, onde ambas se atacaram. Teve 5,3 pontos de audiência na grande são paulo. [11]

Cronologia[editar | editar código-fonte]

Cronologia dos debates televisionados nas eleições presidenciais no Brasil de 2014 - Primeiro turno
Data do debate televisivo Mediadores Temas que nortearam o debate Hóspede do debate Localização do estúdios Horário Público estimado
26 de agosto de 2014 Ricardo Boechat Grupo Bandeirantes de Comunicação
21h30 ± 5% dos telespectadores da Grande São Paulo (241 mil pessoas)[12][13]
1 de setembro de 2014 Carlos Nascimento SBT, Folha de S.Paulo, UOL e Jovem Pan
17h45 ± 5% dos telespectadores da Grande São Paulo (351 mil pessoas)[14][15]
16 de setembro de 2014 Rodolpho Gamberini
TV Aparecida e CNBB
  • Bandeira do Municipio de Aparecida-SP.png Aparecida, SP, SP
  • Av. Getúlio Vargas, 185 - Centro - Aparecida - SP
21h00 ± 3% dos telespectadores da Grande São Paulo (304 mil pessoas)[16][17]
28 de setembro de 2014 Celso Freitas e Adriana Araújo
Rede Record
21h00 ± 10% dos telespectadores da Grande Rio de Janeiro.
± 9% dos telespectadores da Grande São Paulo(570 mil domicílios)
± 1,5 milhão de internautas.[18][19][20]
2 de outubro de 2014 William Bonner Rede Globo
22h30 ± 26% dos telespectadores na Grande Rio de Janeiro (1.560.000 domicílios)
± 21% dos telespectadores na Grande São Paulo (1.368.000 domicílios)[21][22]
Cronologia dos debates televisionados nas eleições presidenciais no Brasil de 2014 - Segundo turno
Data do debate televisivo Mediadores Temas que nortearam o debate Hóspede do debate Localização do estúdios Horário Público estimado
14 de outubro de 2014 Ricardo Boechat Grupo Bandeirantes de Comunicação
22h00 ± 11% dos telespectadores na Grande São Paulo (240 mil domicílios).[23][24]
16 de outubro de 2014 Carlos Nascimento SBT, UOL e Jovem Pan
  • Bandeira Osasco.png Osasco, SP
  • Av. Presidente Kennedy, 2869
  • Vila São José - Osasco - SP
21h10 ± 9% dos telespectadores na Grande São Paulo (420 mil domicílios no pico)[24][25]
19 de outubro de 2014 Celso Freitas e Adriana Araújo Rede Record
22h30[26] ± 12% dos telespectadores na Grande São Paulo (539 mil domicílios)[24][27]
24 de outubro de 2014 William Bonner O debate televisionado esteve norteado em modelo arquitetado nos Estados Unidos, baseado em 12 perguntas feitas por eleitores que se dizem estar na condição de indecisão.[28] Rede Globo
22h30 ± 30% dos telespectadores na Grande São Paulo (1 milhão e 375 mil domicílios)[29][30]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f (em português) EFE. "Final da Libertadores teve audiência maior que debate dos presidenciáveis". European Pressphoto Agency. 6 de agosto de 2010.
  2. a b c (em português)"Cinco 'nanicos' ficam de fora dos debates na TV".O Estado de S. Paulo. 5 de agosto de 2010.
  3. a b (em português) Schweitzer, Fernando. "http://www.portaldailha.com.br/noticias/lernoticia.php?id=6275". Portal da Ilha. August 6, 2010.
  4. a b (em português) "TV Bandeirantes realiza 1º debate entre os presidenciáveis" Arquivado em 2011-08-24 no Archive.is. 180 graus. August 6, 2010.
  5. a b «Um debate amistoso - opiniao». Estadao.com.br. 15 de agosto de 2010. Consultado em 21 de agosto de 2010 
  6. «Observatório da Imprensa». Observatoriodaimprensa.com.br. Consultado em 21 de agosto de 2010. Arquivado do original em 18 de agosto de 2010 
  7. a b «Observatório da Imprensa». Observatoriodaimprensa.com.br. Consultado em 21 de agosto de 2010. Arquivado do original em 17 de agosto de 2010 
  8. Célio Yano, de EXAME.com. «Plínio de Arruda bomba no Twitter pós debate - Internet - Notícias - INFO Online». Info.abril.com.br. Consultado em 21 de agosto de 2010. Arquivado do original em 30 de setembro de 2010 
  9. (em português) Bovo, Luís Fernando. "TV Gazeta" e 'Estado' fazem debate com presidenciáveis". O Estado de S. Paulo. 21 de julho de 2010.
  10. (em português) "Plínio e Serra fazem tabelinha para criticar ausência de Dilma em debate". Folha de S. Paulo. 8 de setembro de 2010.
  11. TV, Notícias da (2 de setembro de 2014). «Debate presidencial do SBT tem mais audiência do que o da Band». Notícias da TV 
  12. «Primeiro debate entre presidenciáveis deixa Band em 3º lugar no Ibope». Folha de S.Paulo. 27 de agosto de 2014. Consultado em 28 de março de 2018 
  13. «Duelo em 10 rounds: 1º debate tem ataques entre Dilma, Marina e Aécio». UOL. 27 de agosto de 2014. Consultado em 28 de março de 2018 
  14. Sorano, Vitor (1 de setembro de 2014). «Em debate, Dilma e Marina se confrontam e deixam Aécio Neves em segundo plano - Política - iG». Último Segundo 
  15. «Debate deixa SBT em 3º na audiência, com média de 5,4 pontos no Ibope». Folha de S.Paulo 
  16. «Em debate na CNBB, Aécio e Dilma trocam farpas sobre corrupção». Eleições 2014. 16 de setembro de 2014 
  17. Garcia e Melo, Janaina e Débora (17 de setembro de 2014). «Debate presidencial tem tumulto e jornalistas agredidos». Terra. Consultado em 28 de março de 2018 
  18. Sorano, Vitor (29 de setembro de 2014). «Record empata com Globo durante debate de candidatos à Presidência - Política - iG». Último Segundo  line feed character character in |titulo= at position 55 (ajuda)
  19. Paulo, Renata Mendonça e Ricardo Senra Da BBC Brasil em São. «Penúltimo debate tem confrontos, mas presidenciáveis só repetem discursos». BBC Brasil. Consultado em 28 de março de 2018 
  20. Sorano, Vitor (29 de setembro de 2014). «Foco de ataques, Dilma mantém artilharia contra Marina no debate da TV Record». IG. Consultado em 28 de março de 2018 
  21. «Confrontos entre candidatos marcam debate tenso às vésperas do 1º turno». G1. 3 de outubro de 2014. Consultado em 28 de março de 2018 
  22. TV, Notícias da (3 de outubro de 2014). «Debate aumenta audiência da Globo em 68% na Grande São Paulo». Notícias da TV 
  23. «Dilma e Aécio se atacam no primeiro debate do 2º turno na televisão». Eleições 2014. 15 de outubro de 2014 
  24. a b c Jimenez, Keila (25 de outubro de 2014). «Audiência dos debates aumenta no segundo turno». Folha. Consultado em 28 de março de 2018 
  25. «Dilma e Aécio transformam debate em troca-troca de podres e pontos fracos - Notícias - UOL Eleições 2014». UOL Eleições 2014 
  26. «Dilma e Aécio se enfrentam novamente em debate da Rede Record/TV Vitória neste domingo». Folha Vitória. 19 de outubro de 2014 
  27. «Aécio e Dilma amenizam o tom e discutem propostas em novo debate». Eleições 2014. 19 de outubro de 2014 
  28. «DEBATE DE HOJE NA GLOBO SERÁ NO MODELO AMERICANO - Jusbrasil». JusBrasil. Consultado em 28 de março de 2018 
  29. TV, Notícias da (25 de outubro de 2014). «Último debate presidencial tem audiência de novela das nove». Notícias da TV 
  30. «Aécio e Dilma trocam farpas em último debate antes do 2º turno». Zero Hora. 24 de outubro de 2014