Decúbito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura por sobre as lesões cutânias, veja Úlcera de decúbito.

Decúbito é um termo médico que se refere à posição da pessoa que está deitada, não necessariamente dormindo. Pode ser usado em hospitais relacionando-o à posição em que o paciente se encontra, visto que o mesmo deve ser mudado de posição (casos de incapacidade motora) a cada 2 (duas) horas para evitar o aparecimento de escaras[1][2] (feridas) ocasionadas pela pressão na pele por período estendido de tempo, se posicionar para alguma cirurgia ou procedimento.

Pode ser referido como:

  • Decúbito dorsal ou supina (pessoa que deita com a barriga voltada para cima)
  • Decúbito ventral ou prona (pessoa que deita de bruços)
  • Decúbito lateral (esquerdo ou direito)
  • Posição de Trendelenburg (variável da supina, onde a parte superior do dorso e abaixada e os pés são elevados numa angulação de 10° a 15°, mantém as alças intestinais na parte superior da cavidade abdominal).
  • Posição de Fowler (variável da supina, porém a cabeceira é elevada a um angulo de 45° a 60° e os joelhos são ligeiramente elevados)
  • Posição de Sims (similar a posição lateral, mas o peso do paciente é colocado no ilíaco anterior, úmero e clavícula)
  • Posição de Lacerda(Similar a posição de Trendelenburg, onde o paciente sobrepõe o seu peso sobre as pernas, ilíaco e cabeça como se fosse ficar de gatão em cima da cama, posição variante e retrátil).

Referências

  1. Varella, Dr Drauzio (27 de setembro de 2012). «Escara (úlcera de pressão)». Drauzio Varella. Consultado em 4 de fevereiro de 2020 
  2. decúbito in Dicionário infopédia de Termos Médicos [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-05-04 23:22:33]. Disponível na Internet: https://www.infopedia.pt/dicionarios/termos-medicos/decúbito
Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço relacionado ao Projeto Saúde. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.